PORTO VELHO

Acre

Rede Lojacorr chega em Rondônia e no Acre

Acre

Nova unidade já está atendendo clientes da região

 Está operando a nova Unidade da Rede Lojacorr Rondônia Acre, ampliando a capilaridade da maior rede de corretoras de seguros independentes do País e ajudando ainda mais brasileiros a se proteger mais e melhor. A Unidade inicia essa em fase pré-operacional de forma digital, com previsão de instalações físicas na capital Porto Velho em 2022, mas atendendo os Estados de Rondônia e do Acre desde junho de 2021.

O acordo inaugural de cooperação com a primeira corretora de seguros da Unidade já foi assinado e está localizada na cidade de Ariquemes, a 203 quilômetros de Porto Velho (RO), com uma população aproximada de 110 mil habitantes. De acordo com André Moreno, diretor Regional SP Centro Norte | SP | MS | MT | RO | AC, a expectativa na região é de comercializar cerca de R$ 5 milhões/ano, sendo essa uma previsão para 2022.

A abertura da unidade nessa localidade ocorreu após um mapeamento feito pelos responsáveis da Unidade Mato Grosso, observando que a região possui uma economia similar entre as localidades. Dessa forma, a expertise dos gestores tende a se repetir na nova operação. “Ficamos muito felizes com a validação que a Rede Lojacorr nos deu ao aprovar a ampliação da região geográfica atendida pela antiga Diretoria Regional SP MS MT. A partir desse momento foi rebatizada de Diretoria Regional SP Centro Norte (por atender SP, dois estados da Região Centro Oeste, e dois estados da região Norte). Faltam poucos estados para estarmos presentes em todo o Brasil. Acreditamos que podemos proporcionar ao mercado local a eficiência e a produtividade que as soluções da Lojacorr proporcionam aos corretores e às nossas parceiras seguradoras. Agora, Rondônia e Acre passam a contar com o acesso, tecnologia, backoffice e capacitação que são os pilares que sustentam nossa Rede, com o propósito de ajudar a proteger mais e melhor os brasileiros, também os rondonianos e acreanos”, explica André Moreno.

Leia Também:  Cabixi adere ao Mapa Turístico Brasileiro

A expansão da Rede para Rondônia e Acre já era um desejo mapeado pela empresa, principalmente em um momento em que há necessidade de proteger mais as pessoas e oferecer oportunidade de trabalho para os profissionais do seguro. “Já estava mapeada nossa expansão para Rondônia e, mesmo a Lojacorr já tendo uma Diretoria Regional Norte e Nordeste, fazia mais sentido do ponto de vista logístico que essa operação fosse uma ‘extensão’ do Mato Grosso. Assim que esse time se consolidou, levantou a mão e conquistou a oportunidade. Alinhamos internamente com a Diretoria Executiva Comercial e com a Diretoria Norte/Norte, oficializando a ampliação”, acrescenta o diretor.

A Unidade Rede Lojacorr Rondônia Acre está sob responsabilidade de Valdo Gunha, Rudson Almeida e Sidney Aparecido Rodrigues, especialista no Ramo Agro. O primeiro atua como parceiro da Rede desde 2017, é gestor do MT desde 2019, especialista em Gestão de Negócios e Estratégias Empresariais, com 30 anos de mercado segurador. Almeida é concessionário Lojacorr desde 2017, atua no mercado de seguros há 13 anos e é especialista em Marketing.

Com a operação do Mato Grosso já madura, os responsáveis começaram a analisar outras frentes para contribuir com o objetivo macro da Rede de expansão. “Nosso estado faz divisa com Rondônia e, na economia, percebemos muita coisa em comum. A agricultura e a pecuária também são fortes, com destaque para produção de café, cacau, milho, arroz, soja e mandioca. Atendemos corretores da divisa do estado e que também fazem negócios em Rondônia. Os feedbacks sempre são muito positivos com relação ao estado. Algumas cidades possuem boas infraestruturas e percebemos investimentos no estado semelhantes ao do MT. Sendo assim, pleiteamos junto a Diretoria da Rede a oportunidade de fazermos um trabalho em RO semelhante ao desenvolvido no MT. Tivemos a satisfação e nos sentimos honrados com o apoio que recebemos de toda a Diretoria que, assim como nós, apostam muito também em RO e AC. Já temos corretor cadastrado e produzindo no estado no primeiro mês da operação”, fala Gunha.

Leia Também:  "Projeto Semear" incentiva produção de alimentos entre produtores de Pimenteiras do Oeste

Segundo o diretor Comercial (CCO) da Rede Lojacorr, Geniomar Pereira, com a Unidade Rondônia Acre, a presença da Rede se estende a 24 estados e ao Distrito Federal, tendo segurados em todos os estados do Brasil. “A capilaridade da Rede está cada vez maior e estamos todo dia buscando conquistar a ampliação do nosso propósito de ajudar o brasileiro a se proteger. Além disso, com as Unidades e a ampliação das Regionais, estamos possibilitando dar ainda mais oportunidades de trabalho para os profissionais de seguros, com toda a estrutura que o ecossistema de soluções da Lojacorr possui. Isso reflete em capacitação e melhores práticas de trabalho de forma igualitária em todas as regiões do País, independente da distância, democratizando o trabalho e o seguro do Brasil”, finaliza.

Sobre a Rede Lojacorr: A Lojacorr é a maior Rede de Corretoras de Seguros Independentes do Brasil. Por meio do seu modelo de negócios disruptivo, realiza a intermediação entre corretoras de seguros e as seguradoras, disponibilizando suporte operacional, comercial e estratégico. Fundada em 1996, a empresa se dedica a oferecer as melhores soluções em distribuição de seguros e produtos financeiros às corretoras e clientes. Presente em 24 Estados e no Distrito Federal, por meio de 56 Unidades de Negócios (45 físicas e 11 remotas), as 400 mil apólices ativas, foram comercializadas por 4.500 profissionais de seguros, que atuam em mais de 3800 municípios, atendendo segurados em todos os Estados da Federação e Distrito Federal. Tendo como sede administrativa, Curitiba (PR) e sede comercial em São Paulo (SP), a Rede Lojacorr conta também com 220 colaboradores. A Rede Lojacorr está entre as empresas emergentes do Sul, é certificada pelo Great Place to Work, acelerada pela Endeavor e Net Promoter Score (NPS) com 77 pontos no 2º semestre de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Acre

Acre “acusa” Rondônia, Amazonas e países da fronteira pela origem da fumaça em ser território

Publicados

em

Pelas imagens de satélite e pelos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a fumaça que pode ser vista no céu acreano é proveniente tanto de queimadas ocorridas aqui mesmo no estado quanto em outros estados brasileiros e países vizinhos.

A Bolívia, por exemplo, teve um aumento de 23% na quantidade de focos de queimadas entre 1º de janeiro e 8 de agosto com relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados disponibilizados pelo programa Queimadas, do INPE.

Estados vizinhos, como Rondônia, também podem estar contribuindo para a presença de fumaça no Acre. Lá, o aumento de queimadas com relação ao ano passado é de 51%. São 2.102 focos registrados neste ano contra 1.389 do ano passado. Porto Velho é o município do Brasil com mais focos de queimadas até o momento.

Nesta segunda-feira, 9, o nível de fumaça que pode ser percebido na região de Rio Branco, capital do Acre, é menor que o observado durante o último fim de semana, mas ainda é possível sentir o índice anormal de poluição do ar.

Leia Também:  Produtividade do agronegócio de Rondônia chama a atenção de outros estados

Nesta segunda-feira, 9, por volta das 14h25, Rio Branco registrou uma máxima concentração de material particulado de 157 (US EPA PM2.5 AQI), que representa efeitos mais graves na saúde de quem se expor a essas condições por 24 horas. Grupos sensíveis podem experimentar efeitos mais graves com esse nível de poluição.

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

As leituras são feitas por sensores de monitoramento da qualidade instalados na Universidade Federal do Acre (Ufac) e na sede do Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC), no Centro de Rio Branco. O sistema faz parte de uma parceria das duas instituições com órgãos de saúde e do meio ambiente.

Neste ano, o Acre teve 1.226 focos de queimadas, entre 1º de janeiro e 8 de agosto, contra 991 focos no mesmo período do ano passado. A diferença para mais é de 23%. Apenas nos primeiros oito dias de agosto, o estado registrou 698 focos de queimadas. Nas últimas foram 169 focos detectados no estado.

Leia Também:  Edição 570 - Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Os municípios acreanos com os maiores registros em agosto são Feijó e Tarauacá, com 189 e 138 focos de queimadas, respectivamente. Feijó, inclusive, segue entre os 10 municípios brasileiros em número de ocorrências no decorrer deste mês.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA