PORTO VELHO

Agronegócio

ARROZ/CEPEA: Fraco ritmo de negócios mantém preço relativamente estável

Agronegócio


Cepea, 07/04/2021 – Os preços do arroz em casca se mantêm estáveis no Rio Grande Do Sul, operando nas casas de R$ 86 e de R$ 87/saca de 50 kg desde meados de março. Nessa terça-feira, 6, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada e pagamento à vista) fechou a R$ 87,16/sc. Segundo pesquisadores, cada microrregião levantada pelo Cepea no Rio Grande do Sul apresenta características singulares de oferta e demanda, e o ritmo de negócios está lento. No campo, agentes estão atentos à colheita, que apresentava bom ritmo até o encerramento de março. Além disso, incertezas sobre a dinâmica do mercado nas próximas semanas também afastaram agentes das vendas. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cavalgada da Expoari será antecipada
Propaganda

Agronegócio

Diagnóstico de solo e boas práticas de conservação são recomendações prioritárias do Senar/MS

Publicados

em


Análises laboratoriais, cobertura e adubação são algumas das ações iniciais da ATeG em propriedades rurais.

Fundamental na conquista de bons resultados na agropecuária, um solo de qualidade é prioridade nas ações da Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS. Desde a primeira visita na propriedade rural, o técnico de campo analisa as condições do solo para que, junto ao produtor, possa estabelecer metas para aprimorar a atividade. Esse é o tema da série #TransformandoVidas desta semana.

Segundo o engenheiro agrônomo do Senar/MS, Dorly Pavei, o solo é um dos bens mais preciosos da propriedade rural.

“Para que se tenha uma boa produção, uma boa produtividade, é importante que o solo esteja em excelentes condições para dar os melhores frutos possíveis. Quanto mais o produtor cuidar do solo, maior será a sua produção, a diversidade e qualidade dos produtos”, explica.

Adubação e cobertura de solo são algumas das principais orientações levadas pelo técnico do Senar à propriedade atendida.

“Dentro da agricultura, da fruticultura, da horticultura, estimulamos os produtores rurais a realizarem a cobertura do solo por meio de gramíneas, e plantando pastagem entre as culturas, para evitar a perda e erosão de solo. São ações que buscamos sempre levar aos produtores, para que preservem ao máximo e minimizem até mesmo a degradação natural que o solo sofre ao longo do tempo”, ressalta.

Leia Também:  #ESBR: MORADORES DO REASSENTAMENTO RURAL COLETIVO VIDA NOVA E REGIÃO PARTICIPARAM DE CURSO SOBRE AVICULTURA

Transformando Vidas – Toda sexta-feira, o Sistema Famasul divulga uma reportagem sobre a atuação do Senar/MS e as suas transformações no campo. Acesse o canal no YOUTUBE e confira os depoimentos.

Nesta semana, devido ao Dia Mundial de Conservação do Solo – 15 de abril – produzimos outras reportagens sobre o tema nas editorias ‘Mercado Agropecuário’ e ‘Educação no Campo’.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu

Foto: Leandro Abreu/Sistema Famasul

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA