PORTO VELHO

Agronegócio

BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês

Agronegócio


Cepea, 08/04/2021 – As exportações brasileiras de carne bovina in natura voltaram a somar volume significativo em março, impulsionadas especialmente pelos envios à China. Segundo pesquisadores do Cepea, a forte recuperação das vendas externas em março pode estar atrelada aos novos surtos de Peste Suína Africana (PSA) registrados na China e também ao retorno das compras daquele país, depois do Ano Novo Chinês, comemorado em fevereiro. Segundo dados da Secex, em março, foram embarcadas 133,8 mil toneladas da proteína in natura, 31% a mais que em fevereiro e 6,27% acima da quantidade de março de 2020. Trata-se, também, de volume recorde para um mês de março, considerando-se a série histórica da Secretaria, iniciada em 1997. Assim como as exportações, os preços do boi gordo, do bezerro e da carne também atingiram recordes em março e seguem firmes neste começo de abril. Além da demanda externa aquecida, os valores do Brasil são sustentados pela baixa oferta de animais prontos para o abate. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  Agricultores familiares já podem acessar os recursos do Plano Safra 2017/2018.
Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Cursos nos segmentos apícola, lácteo e de pescado fomentam atividade da porteira para fora

Publicados

em


Senar/MS oferece capacitações gratuitas voltadas à boas práticas na produção de alimentos.

A excelência da atividade agropecuária da porteira para dentro se destaca pela qualidade e sustentabilidade. Agora, o foco do Senar Mato Grosso do Sul é fomentar a comercialização da porteira para fora. A sanidade e a segurança estão na programação dos cursos de boas práticas para serviços de alimentação nas áreas apícola, lácteos e pescados.  Este é o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (21). 

Este novo segmento veio para atender produtores que já agregavam valor aos seus produtos, como queijo, manteiga, requeijão, envase do mel, favo, pólen, embutidos, e querem ampliar o alcance. Com foco nesse público, o Senar/MS oferece capacitações voltadas para os serviços de alimentação com o objetivo de certificar produtores dentro dos padrões sanitários exigidos pelos órgãos fiscalizadores. 

No curso, os alunos aprendem sobre classificação de alimentos, cuidados específicos para cada segmento, estrutura e processos para evitar contaminações na produção, beneficiamento e distribuição. “O curso cumpre programação prevista na resolução da Anvisa que aborda todas as práticas de produção de alimentos seguros no ponto de vista sanitário, considerando as especificidades voltadas para cada cadeia, requisitos para expedição da licença sanitária ou selo de inspeção”, explica a instrutora do Senar/MS, Ana Carla da Silva. 

Leia Também:  Agricultores familiares já podem acessar os recursos do Plano Safra 2017/2018.

O curso tem duração de 16 horas e, assim como o Negócio Certo Rural, é obrigatório para dar início no atendimento oferecido no programa de Assistência Técnica e Gerencial em Agroindústria. 

Em maio, tem agenda confirmada para o curso do segmento lácteo no município de Aquidauana. Já em Bela Vista haverá capacitação na área de apicultura/meliponicultora. Os interessados podem procurar pelas unidades sindicais dos seus municípios. 

Na editoria #MercadoAgropecuário, você fica por dentro da iniciativa desenvolvida pelo Senar/MS.


Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA