PORTO VELHO

Agronegócio

CNA debate Plano Agrícola e Pecuário 2021/2022 em audiência na Câmara

Agronegócio


Brasília (02/06/2021) A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu, na quarta (2), em audiência pública virtual na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2021/2022, com a participação do diretor técnico da entidade, Bruno Lucchi.

O autor do requerimento para a realização da audiência foi o deputado federal José Mário Schreiner (DEM/GO), presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola da CNA. “Estamos atrasados na discussão do Plano Safra em função de vários vetos nos últimos dias. Os recursos são poucos, então algumas medidas precisam ser priorizadas, como linhas de custeio e investimento, seguro rural e armazenagem da produção nas propriedades”.

Em maio, a CNA entregou à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, as propostas da entidade para o próximo PAP, construídas de forma conjunta com as federações de agricultura e pecuária nos estados, sindicatos rurais e produtores. Clique aqui para acessar o documento na íntegra.

Na audiência, o diretor técnico da CNA, Bruno Lucchi, apresentou os principais pontos defendidos pela entidade, sendo eles a modernização da política agrícola e a otimização dos gastos públicos, a busca por novas fontes de financiamento para o setor, estimulando o funding privado, a redução dos custos intrínsecos às contratações de crédito e o fomento da gestão de riscos, tornando o seguro uma política de estado.

“Já tivemos algumas conquistas, como a aprovação da Lei do Agro (13.986/2020), da Lei 14.130/2021 do Fundo de Investimento das Cadeias Agroindustriais (Fiagro), a aproximação dos produtores com a agenda de finanças verdes e ações estruturantes para o desenvolvimento do mercado de seguros”, disse.

Leia Também:  Presidente Laerte Gomes afirma que agirá para acabar com cartel dos laticínios em Rondônia

Durante sua exposição, Lucchi destacou quatro propostas prioritárias para o setor. A primeira é ajustar a regulação prudencial vigente sobre a carteira de crédito do agro, por meio da criação de opções diferenciadas de Fatores de Ponderação de Risco (FRP) para o crédito rural, com o objetivo de ampliar a base para o setor.

“Hoje os bancos precisam reter muitos recursos em função do risco em que a atividade agropecuária é classificada. E nós sabemos que o crédito rural brasileiro é único no mundo, representa entre 9% e 10% da carteira de crédito do país e por isso não temos uma regulação internacional. Porém, o setor pode ter o fator de risco alterado. O FRP do setor imobiliário é de 35%, do varejo 75% e do agro 85%. Com as alterações necessárias, temos potencial de elevar a oferta de crédito para o setor em até R$ 60 bilhões”.

O segundo ponto é a revisão dos Custos Administrativos e Tributários (CATs). “Falta critério técnico e transparência na definição desses custos. O CAT do custeio é maior do que o do investimento, por exemplo. Além disso, há diferenças significativas entre as instituições financeiras. É necessário mais eficiência no uso dos recursos públicos”, afirmou.

Leia Também:  Família de produtores que pensava em vender sítio retoma ânimo com as transformações do Senar/MS

O terceiro tópico citado pelo diretor técnico da CNA foi o aumento da receita bruta anual para o enquadramento dos produtores no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). A proposta é alterar a renda de R$ 415 mil para R$ 550 mil no Pronaf e de R$ 2 milhões para R$ 2,65 milhões no Pronamp.

A quarta e última proposta é com relação à gestão de riscos. “É uma política estruturante que precisa ser aprimorada e apoiada. E para isso precisamos de previsibilidade do orçamento, criar um programa de subvenção às opções de venda de milho e permitir que as companhias seguradoras sejam estruturadas no formato de cooperativas, assim como funcionam as de crédito”, concluiu Bruno Lucchi.

Participaram da audiência representantes do Ministério da Agricultura (Mapa), do Banco Central, da Secretaria do Tesouro Nacional, da Associação Brasileira de Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

CNA Jovem destaca inovação e empreendedorismo na programação de sábado

Publicados

em


O multiempreendedor Tiago Mattos é o único professor brasileiro na maior escola de inovação do mundo

Brasília (19/06/2021) – A programação do segundo encontro nacional do CNA Jovem de sábado (19) focou no debate sobre o manifesto do Sistema CNA/Senar “Alimentar é construir o futuro”, e em temas como inovação e empreendedorismo e a busca de soluções para os desafios mais complexos da agropecuária.

Na abertura do encontro, que ocorre de forma totalmente remota, a diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Senar, Janete Almeida, ressaltou a dedicação dos participantes.

“Ao longo desses 10 meses da quarta edição do programa, que teve início em agosto de 2020, observamos que os jovens estão extremamente empenhados no propósito de liderança empreendedora, que vem sendo lapidado a cada atividade”.

Os consultores Paulo Crepaldi e José Luiz Tejon e a diretora, Janete Almeida
Os consultores Paulo Crepaldi e José Luiz Tejon e a diretora, Janete Almeida

Na parte da manhã, os 80 jovens líderes conheceram o manifesto “Alimentar é construir o futuro”, apresentado pelos consultores do Sistema CNA/Senar, Paulo Crepaldi e José Luiz Tejon.

O movimento engloba uma série de iniciativas para o desenvolvimento de ferramentas de entendimento para construir um futuro melhor. Os consultores interagiram com as novas lideranças para explicar os conceitos de união, convergência e entendimento em prol daqueles que vivem no campo ou na cidade.

Leia Também:  ARROZ/CEPEA: Negociações seguem pontuais; colheita ultrapassa os 80% no RS

Para conhecer o manifesto, assista:


A jovem Ana Carolina Zimmermann é integrante de um dos grupos, cujo desafio é propor uma solução inovadora para fazer funcionar a ignição da comunicação entre jovens líderes do campo e da cidade, além de criar um espaço para o diálogo sobre a sustentabilidade do sistema alimentar.

Ana Carolina Zimmermann
Ana Carolina Zimmermann

“A narrativa é muito importante. Justamente por isso, às vezes a gente se pergunta como aplicá-la na prática em conversas do dia a dia para que o discurso que envolve o manifesto, de que o alimento que une a todos, seja praticado”, refletiu Ana Carolina.

A programação e os debates foram conduzidos pelos consultores do CNA Jovem, Gino Terentim e Ricardo Dornas.

Na parte da tarde, os jovens assistiram à palestra sobre inovação e futurismo com o multiempreendedor Tiago Mattos, único professor brasileiro da Universidade Singularity, nos Estados Unidos, considerada a maior escola de inovação do mundo, criada pela Nasa e pela Google.

“Quando ligamos conceitos relacionados ao agro e à tecnologia, o repertório fica mais atualizado e conseguimos avaliar melhor as soluções tecnológicas a serem propostas. Nós (empreendedores) não conseguimos prever o futuro e nem precisamos porque nós vamos construir o passo a passo do futuro”, disse aos jovens.

Thiago Mattos compartilhou os cinco segredos que descobriu empreendendo
Thiago Mattos compartilhou os cinco segredos que descobriu empreendendo

No bate-papo, ele compartilhou um vasto conteúdo sobre pensamento empreendedor, soluções tecnológicas, além de segredos e estratégias que descobriu ao empreender.

Leia Também:  Professora de Uberaba (MG) descobre nova profissão após cursos do SENAR MINAS
A jovem Hullde Lorena
A jovem Hullde Lorena

A palestra foi uma surpresa para os jovens, que aprovaram a iniciativa.  “Participei de alguns cursos sobre reaprendizagem criativa desenvolvidos pelo Thiago em 2019 e fiquei surpresa com a palestra no CNA Jovem. Para mim, foi muito um momento muito especial”, declarou Hullde Lorena, representante da Paraíba.

O líder Thiago André tirou dúvida com o multiempreendedor Tiago Mattos
O líder Thiago André tirou dúvida com o multiempreendedor Tiago Mattos

O especialista em futurismo esclareceu dúvidas dos participantes, como a do jovem Thiago André. “A tecnologia é essencial para tudo. Mas em uma empresa, até que ponto pode ser benéfica e de que forma pode interferir negativamente?”, refletiu.

A programação de sábado também contou com uma oficina de Storyboard, técnica de representação visual para ilustração de ideias e uma live junina para o arraiá virtual com a dupla sertaneja conhecida com os meninos da pecuária, Léo e Raphael.

No domingo (20), a programação do CNA Jovem segue com palestra sobre como lidar com cansaço emocional na pandemia, oficinas de refinamento das soluções e lições de inovação para o líder empreendedor e os próximos passos da jornada.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA