PORTO VELHO

Agronegócio

CNA promove capacitação e ações de promoção comercial para inserção no mercado chinês

Agronegócio


Brasília (07/06/2021) – As inscrições para o Programa de Aterrisagem China, iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) dentro no projeto Agro.BR, estão abertas até o dia 17 de junho.

O objetivo é apoiar ou reforçar a inserção de empresas rurais brasileiras no mercado chinês com ações de capacitação e de promoção comercial, adaptadas às particularidades de cada participante.

“O Programa de Aterrissagem na China é uma iniciativa única e inovadora para entrar de forma qualificada no mercado chinês. Sabemos dos grandes desafios para exportar para o país, principalmente produtos de maior valor agregado, e a ideia é justamente superar esses obstáculos e conquistar, de forma permanente, os seus consumidores”, afirmou a coordenadora de Promoção Comercial da CNA, Camila Sande.

O programa será dividido em cinco etapas – seleção de participantes, capacitação, aceleração, acompanhamento e aterrisagem -, que acontecerão entre junho de 2021 e junho de 2022.

Serão selecionadas 10 empresas do segmento de alimentos e bebidas diversos, de maior valor agregado e apoiados pelo Agro.BR, que tenham maior potencial de comércio na China.

Leia Também:  BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês

Ao final, as duas empresas que obtiverem melhor desempenho na etapa de acompanhamento receberão seis meses de espaço físico na China, com direito a um representante cada, além de serviços de apoio para continuidade de negócios no China.

Confira o regulamento de inscrição completo aqui.

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Senar-MT capacita produtores e trabalhadores rurais em manutenção de máquinas agrícolas

Publicados

em


Brasília (23/06/2021) – O uso de tecnologia e a adoção de processos inovadores são uma realidade no setor agropecuário. E cada vez mais exige capacitação e qualificação dos produtores e trabalhadores rurais para operar máquinas e equipamentos agrícolas, por exemplo.

Os Centros de Treinamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, localizados em Sorriso e em Campo Novo do Parecis, no estado do Mato Grosso, têm essa função. Em uma semana, cada centro consegue reunir até nove turmas em diferentes cursos, como o de manutenção e regulagem de colheitadeiras de grãos, que ajuda a prevenir prejuízos na etapa da colheita.

“É um conhecimento que estou agregando e que vou poder usar mais para frente em algumas oportunidades que vão aparecer”, afirmou o aluno James Santomauro.

O maquinário agrícola possui novas tecnologias para melhorar o desempenho no campo. Por isso, os alunos precisam saber lidar com todos os recursos disponíveis. De acordo com o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Emerson Moacir, são 40 horas de treinamento de manutenção e regulagem de colheitadeiras de grãos.

“O participante aprende desde comportamento social, segurança, meio ambiente, até a parte técnica da colheitadeira. É uma forma de oferecer conhecimento para proporcionar maior durabilidade do maquinário e menor custo operacional para o produtor”, disse Emerson.

O aluno Dionatan Elias e o instrutor Emerson Moacir

Para o aluno Dionatan Elias, o treinamento esclarece diversas dúvidas, como o significado de cada símbolo de uma máquina. “Tinha símbolo que a gente via, mas não sabia para o que servia. Antes do curso, achava que óleo era tudo a mesma coisa, mas agora sei que cada óleo tem seu tipo de motor”.

Leia Também:  CITROS/CEPEA: Baixa oferta impulsiona preço da tahiti; laranja se desvaloriza

Além de conhecer o procedimento de troca do óleo, os alunos são orientados com técnicas de armazenamento e descarte dos resíduos, protegendo o meio ambiente. “Em toda manutenção de máquina sobra filtro ou óleo. Então a gente orienta o participante a dar um descarte correto para esses resíduos, para não causar danos ao meio ambiente”, explicou o instrutor, Emerson Moacir.

Outra capacitação ofertada pelo centro de treinamento é o curso de aplicação de defensivos agrícolas utilizando pulverizador autopropelido. O uso correto garante o controle de pragas e a redução nos custos de produção.

“Todo equipamento envolve muitos detalhes, como a forma correta de fazer a manutenção do equipamento para ter uma agilidade maior no campo e eficiência de acordo com que o produtor espera”, disse o aluno Cleiton Herculano.

Alunos durante a capacitação de aplicação de defensivos agrícolas

O Mato Grosso está entre os principais produtores de soja e milho do Brasil e o curso de pulverização ajuda os alunos a obterem uma maior eficiência na aplicação da lavoura dos grãos. Por isso, saber calcular as medidas certas de cada tipo de planta e produto por hectare é essencial para alcançar mais produtividade e qualidade.

Leia Também:  BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês

“Eu sou leigo quando o assunto é pulverização. E o que o Senar promove é o conhecimento teórico e prático, com a utilização de equipamentos de última geração. Dessa forma, a gente estará preparado para atender o mercado aqui da região ou de qualquer lugar do Brasil”, afirmou o aluno Renato Espinola.

O instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Dimitry Bulaty, explicou que o objetivo do curso é ensinar os cuidados e a forma correta de fazer a aplicação de defensivos agrícolas, utilizando o pulverizador autopropelido. “Nós enfatizamos muito a parte de segurança do trabalho, é necessário operar um pulverizador do jeito correto”.

Além de promover a qualificação profissional, os resultados obtidos com os cursos dos dois Centros de Treinamento promovem um desenvolvimento integrado das regiões.

“O CT abrange uma região, mas atinge várias cidades ao seu redor, porque nós montamos um traslado para buscar o aluno e trazer até o centro para receber a capacitação. Eu acredito que onde tem um centro, uma região inteira é contemplada e isso faz com que essa qualificação seja muito mais eficiente”, destacou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo de Castro, mais conhecido como Chico da Paulicéia.

Veja a reportagem completa do Nosso Agro:

Assessoria de Comunicação CNA/Redação Nosso Agro
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA