PORTO VELHO

Agronegócio

Curso de seguro rural abre turmas em junho

Agronegócio


O Sistema FAEP/SENAR-PR está com inscrições abertas para novas turmas do curso “Seguro agrícola para grãos”. A formação, que trata da importância da ferramenta de gestão de riscos da contratação até o final da vigência da apólice, é voltada a todos os envolvidos na cadeia de seguros. Ou seja, estão aptos a participar produtores, funcionários de sindicatos rurais, funcionários de instituições financeiras, entre outros. O treinamento, com um total de seis horas-aula, é realizado de modo remoto e não tem custo.

Para se ter ideia da importância desse assunto aos agricultores paranaenses, o Estado é líder em contratações de seguro rural no Brasil, com quase 40 mil apólices em 2020 no âmbito do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) do governo federal. Isso permitiu cobrir uma área de mais de 2 milhões de hectares de soja, num valor segurado de R$ 7 bilhões.

“O seguro rural é uma bandeira histórica do campo paranaense. Esse curso tem ajudado os produtores e demais envolvidos a entenderem de forma mais completa como funciona esse instrumento crucial para minimizar as perdas”, pontua Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR.

Leia Também:  Programa Mulheres em Campo leva conhecimento sobre gestão de negócios em Ipiranga do Norte

“O curso tem tido uma demanda expressiva. Já foram 768 alunos que concluíram a formação. Inicialmente, foram abertas 15 turmas, mas com a procura alta, abrimos mais sete, totalizando 22 turmas”, relembra Luiz Eliezer Ferreira, do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR. “Agora, a ideia inicial é fazer uma turma por mês e um trabalho de nivelamento do conhecimento para, posteriormente, organizar grupos de diferentes níveis. Abrimos o processo de manifestação de interesse e a partir de junho teremos já os primeiros grupos nesse novo formato”, compartilha.

O curso é realizado de modo remoto, com aulas interativas por meio de videoconferências. Entre os conteúdos abordados estão pontos como o conceito de seguro agrícola, a participação do governo nesse processo, produtos adequados a cada necessidade, contratação da ferramenta e como proceder em caso de perdas. Outras questões abordadas são os tópicos sobre perícia (como é realizada, prazo para comunicação do sinistro e atuação de técnicos) e riscos cobertos e não cobertos.

Como participar

Os interessados em fazer o curso de seguro rural devem manifestar interesse clicando aqui. Após preencher o cadastro, basta esperar o contato do Sistema FAEP/SENAR-PR para saber em qual turma o participante será encaixado.

Leia Também:  Com ATeG Agroindústria, produtora de leite de cabra expande negócio

Leia mais notícias do agronegócio no Boletim Informativo.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

‘Prêmio CNA Brasil Artesanal – Chocolate’ está com inscrições abertas até dia 28

Publicados

em


Brasília (23/06/2021) – O “Prêmio CNA Brasil Artesanal 2021 – Chocolate” está com inscrições abertas até a próxima segunda (28). Podem concorrer produtores e agroindústrias artesanais.

A iniciativa é uma parceria do Sistema CNA/Senar com o Centro de Inovação do Cacau (CIC) e com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e o objetivo é reconhecer os melhores chocolates artesanais do Brasil.

Para participar do concurso, 300 gramas de amostras de chocolates devem ser enviadas no formato de gotas até o dia 28 de junho, de acordo com os critérios e especificações que constam no regulamento no site  https://www.cnabrasil.org.br/eventos/premio-brasil-artesanal-2021-chocolates

Além disso, os inscritos devem estar cadastrados no Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais https://www.cnabrasil.org.br/artesanaisetradicionais/

O prêmio conta ainda com o apoio do Programa Compre do Pequeno, do Sebrae.

Prêmios e certificados – O produtor ou agroindústria do chocolate artesanal mais votado receberá R$ 6.000 e certificado do “Prêmio CNA Brasil Artesanal 2021 – Chocolate”. O segundo colocado receberá certificado e R$ 4.000. O terceiro, quarto e quinto colocados receberão certificados de participação e R$ 2.500, R$ 1.500 e R$ 1.000, respectivamente. Já os sexto e sétimo lugares receberão certificados de participação.

Leia Também:  CNA debate com Incra regularização fundiária em terras da União

Edição – Essa é a terceira edição do Prêmio Brasil Artesanal. Criado em 2019, a primeira edição reconheceu os cinco melhores chocolates artesanais do Brasil produzidos por mulheres.

Para outros esclarecimentos sobre o prêmio, envie e-mail para: [email protected]

Assessoria de Comunicação CNA

Foto: Wenderson Araujo

Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA