PORTO VELHO

Brasil

Atirador de Aracruz planejava invadir escolas desde 2020, diz polícia

Brasil

Imagem de atirador que invadiu escolas no Espírito Santo
Reprodução – 25.11.2022

Imagem de atirador que invadiu escolas no Espírito Santo

atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, no Espírito Santo, nesta sexta-feira (25), alegou à Polícia Civil que planejava os ataques desde 2020. O delegado do caso também destacou já ter sido possível identificar que o assassino é um “simpatizante de ideias nazistas”.

As informações foram reveladas, nesta segunda-feira (28), em coletiva de imprensa pela Secretaria da Segurança Pública do Espírito Santo. “Os pais deixaram claro que ele fazia acompanhamento com psicóloga e psiquiatra, tomava medicação, mas não se abria muito”, explicou André Jaretta, delegado à frente das investigações.

Jaretta disse ainda que o jovem alegou, na versão apresentada, não ter alvo específico e ter escolhido aleatoriamente em quem atirar. A Polícia Civil também informou que pai “tinha a cautela de manter a arma com um cadeado”.

Durante a coletiva, o secretário de Educação revelou que o atirador era ex-aluno da escola estadual Primo Bitti. Os pais teriam pedido transferência do rapaz este ano, mas o motivo para esta decisão ainda será esclarecido.

Leia Também:  Ponte Rio-Niterói: Marinha irá abrir inquérito para apurar colisão

O crime 

Por volta das 9h50 da última sexta, o adolescente armado arrombou o cadeado do portão da escola pública Primo Bitti e foi direto à sala dos professores, onde atirou em professoras. Duas morreram.

Depois, ele voltou ao carro e se dirigiu ao segundo colégio, particular, onde também disparou contra quem via pela frente. Uma menina de 11 anos morreu.

Ao todo, 11 pessoas ficaram feridas. Ele, então, fugiu com o carro, que estava com a placa encoberta por fitas. Horas depois, ele foi preso pela polícia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Bolsonaro liga para aliados e pede votos contra o PT no Senado

Publicados

em

O ex-presidente Jair Bolsonaro falando ao celular no início do mandato
Isac Nóbrega/PR – Jan/2019

O ex-presidente Jair Bolsonaro falando ao celular no início do mandato

Jair Bolsonaro entrou de cabeça na campanha de Rogério Marinho à presidência do Senado, que tem votação marcada para quarta-feira, quando também será escolhido o presidência da Câmara.

Desde a última sexta-feira, de acordo com informações publicadas pelo jornal “O Estado de São Paulo”, o ex-presidente, que ainda está na Flórida, passou a telefonar para aliados pedindo que votem em Marinho e, principalmente, “contra o PT”. 

Na eleição, o ex-ministro do Desenvolvimento Regional, Marinho vai enfrentar o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que é candidato à reeleição e concorre com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do PT. Outro candidato é o senador Eduardo Girão, visto como linha auxiliar de Marinho.

Para ser eleito, o candidato precisa de 41 votos. A expectativa é que, neste sábado, o Centrão, formado por PP, PL e Republicanos, oficialize o bloco pró-Marinho. Os três partidos reúnem 23 senadores.

Mesmo assim, Rodrigo Pacheco, segue favorito. Porém, por se tratar de uma votação fechada, o temor é grande por “traições” de ambos os lados.

Leia Também:  Defesa Civil de SP alerta para chuvas intensas a partir de hoje

No momento, principal missão de Bolsonaro é tentar virar votos de aliados que podem apoiar Rodrigo Pacheco, como Romário (PL-RJ) e Wellington Fagundes (PL-MT). 

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA