PORTO VELHO

Acre

A Temer, bancada federal Acreana pede intervenção federal na segurança do Acre e presidente promete uso do Serviço de Inteligência

Acre

O presidente da República, Michel Temer (MDB), recebeu no início da noite desta quarta-feira (11), em seu gabinete no Palácio do Planalto, parte da bancada federal do Acre que entregou o pedido de intervenção federal na segurança pública do Estado ante a atual crise de violência, que deixou 20 mortos e outras dezenas de feridos nos últimos 15 dias.

De Temer, os parlamentares receberam a garantia de analisar a situação, com o uso dos serviços de inteligência federais, para elaborar um plano específico para a situação do Acre. Em 15 dias, os ministros Raul Jungmann (Segurança) e do general Sérgio Etchegoyen (Segurança Institucional) devem vir ao Acre apresentar a estratégia de atuação das forças federais.

De acordo com o deputado Wherles Rocha (PSDB), que esteve no encontro, os ministros ficaram surpresos com o relato da situação no Acre, já que em ligações telefônicas recentes para eles, o governador Sebastião Viana (PT) passou cenário oposto. “O governador praticamente deu a entender que o Acre estava uns Estados Unidos”, disse Rocha.

Leia Também:  Acidentes matam 78 pessoas nas estradas no feriado prolongado

No primeiro momento, a reunião estava prevista para acontecer apenas com Jungmann, mas a partir de uma ligação do senador Sérgio Petecão (PSD) o encontro foi transferido para o Palácio do Planalto com a presença de Temer.

Segundo Rocha, os ministros e o presidente asseguraram as emendas de quase R$ 40 milhões para a segurança do Acre que corriam o risco de serem perdidas, por o governo estadual não ter apresentado o projeto em tempo hábil.

Questionado sobre a receptividade do Planalto ao pedido de intervenção, Rocha disse que ela não está totalmente descartada, mas que no primeiro momento o reforço federal se daria por meio de suas polícias, incluindo a Polícia Federal, a Rodoviária Federal e da Força Nacional.

Além de Petecão e Rocha, a reunião contou com a presença dos deputados Alan Rick (DEM) e Flaviano Melo (MDB). Apesar de não terem ido ao encontro, o senador Gladson Cameli (PP) e a deputada Jéssica Sales (MDB) assinaram o pedido de intervenção apresentado ao Planalto.

AC 24 HORAS
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Acre

Viatura da prefeitura destinada a transporte de pacientes para sessão de hemodiálise, tinha 156 kg de cocaína

Publicados

em

Prejuízo para o crime é superior a R$ 7 milhões para o crime, segundo o delegado Rêmulo Diniz

 

Com o grau de pureza que foi detectado em perícia da Polícia Federal, a droga chegaria a custar R$ 40 mil o quilograma na capital do Ceará, provável destino final do carregamento que foi apreendido na manhã desta quinta-feira (2) Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

A apreensão foi feita na região da Vila Acre, em Rio Branco, por volta das 8 horas da manhã. Vídeos que circulam na internet mostram o momento em que várias bolsas contendo o entorpecente são descarregadas do veículo do tipo van, que é usado para o transporte de pacientes renais do município de Brasiléia.

De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, coordenador do Gefron, a apreensão da droga foi resultado de um trabalho de investigação da Polícia Civil de Brasiléia em parceria com a Polícia Federal, que terminou com o trabalho do Grupo Especial de Fronteira realizando a detenção do suspeito.

O homem de 23 anos que levava a droga para Rio Branco é um dos pacientes que fazia rotineiramente sessões de hemodiálise na capital acreana. Ele já possui passagem pela polícia por envolvimento com tráfico de drogas, inclusive respondendo em liberdade processo relacionado a esse tipo de crime.

Leia Também:  Petrobras divulga aumento do Gás de cozinha que sobe 12,9% nesta quarta-feira

Ele deverá ser indiciado pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa, que podem lhe render uma pena de mais de 15 anos de cadeia. De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, o prejuízo ao crime é superior a R$ 7 milhões.

“Na Polícia Federal, a perícia oficial que foi feita identificou que é uma cocaína de alta pureza. O quilo dessa droga pode chegar a mais de R$ 40 mil lá em Fortaleza, então o prejuízo deve ultrapassar R$ 7 milhões para o crime que ainda tem suas mulas presas”, ressaltou o delegado do Gefron.

Nota da PF

A Superintendência da Polícia Federal no Acre divulgou nota oficial a respeito da apreensão informando que após a obtenção de informações de inteligência, as forças de segurança realizando fiscalização de rotina na rodovia AC-40 abordaram um veículo da prefeitura de Brasiléia que transportava pacientes para Rio Branco.

“Dentro do veículo foram encontrados 156acondicionados na bagagem pessoal de um dos indivíduos transportados. O envolvido foi conduzido para a Superintendência da Polícia Federal em Rio Branco para lavratura do flagrante pelo crime de tráfico de drogas”, diz a nota.

Leia Também:  Presidente Laerte Gomes anuncia empenho de mais de R$ 45 mil para atender Associação de Produtores de Alvorada do Oeste

O que disse a Prefeitura de Brasiléia

Por meio de nota de esclarecimento, a Prefeitura de Brasiléia confirmou a apreensão da droga no veículo utilizado pela saúde municipal no transporte de pacientes de hemodiálise. A assessoria esclareceu que após a apreensão e a prisão do suspeito, o veículo foi liberado, não prejudicando o deslocamento dos pacientes.

A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, que está em agenda de trabalho na capital federal, determinou a abertura imediata de processo administrativo para apurar em que condições ocorreu o transporte do suspeito, para posteriormente remeter à autoridade competente as informações pertinentes.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA