PORTO VELHO

Brasil

Arboreto do Jardim Botânico do Rio muda funcionamento no inverno

Brasil


O Arboreto do Jardim Botânico do Rio de Janeiro estará fechado à visitação nas segundas-feiras do inverno, que terá início amanhã (21) e se estende até o 22 de setembro. O acesso público ao local será, excepcionalmente, de terça a domingo, das 8h às 17h.

As segundas-feiras serão destinadas à manutenção e curadoria da área verde. Somente o corredor cultural, que tem acesso gratuito através da Rua Jardim Botânico, 1008, e engloba o centro de visitantes, o galpão das artes e o restaurante, permanecerá aberto ao público às segundas-feiras, das 12h às 17h, além dos demais dias das 8h às 17h. 

O Jardim Botânico garante que segue as regras de ouro da prefeitura do Rio de Janeiro durante a pandemia e entende sua missão como provedor de refúgio seguro ao ar livre e em contato com a natureza. 

Medidas sanitárias

Durante a permanência no parque, o visitante fica obrigado ao uso de máscara cobrindo boca e nariz. Estão dispensadas crianças até os 3 anos de idade, pessoas com transtorno do espectro autista, com deficiência intelectual, deficiências sensoriais ou outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica. É aconselhável que os visitantes tragam suas garrafas com água, pois os bebedouros continuam lacrados por medida de segurança sanitária.

Leia Também:  Mega da Virada pagará o maior prêmio da história

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

São Paulo Companhia de Dança retoma Temporada 2021 

Publicados

em


A São Paulo Companhia de Dança (SPCD), corpo artístico da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, retomará a Temporada 2021 a partir de sexta-feira (24) no Teatro Sérgio Cardoso, na capital paulista. 

A companhia fará a estreia do clássico Giselle – Ato II, com remontagem de Lars Van Cauwenbergh; e Agora, de Cassi Abranches. As sessões ocorrem na sexta-feira (24), às 20h; no sábado (25), às 16h e 20h; e no domingo (26), às 17h. 

Giselle é inspirado livremente no original de 1841 de Jules Perrot e Jean Coralli. Apontado como o ápice do romantismo na dança clássica, o balé recebeu diversas releituras ao longo dos anos e agora chega ao repertório SPCD com cenário original de Vera Hamburger, que incorpora imagens de florestas brasileiras retratadas por Debret, De Clarac, Von Martius e Cássio Vasconcellos. A iluminação é assinada por Wagner Freire, enquanto os figurinos são de autoria de Marilda Fontes.

Já o balé Agora, eleito como melhor coreografia de 2019 pelo júri do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), de Cassi Abranches, tem trilha original de Sebastian Piracés, iluminação de Gabriel Pederneiras e figurinos de Janaína Castro.

Leia Também:  Gilmar Mendes suspende lei que proíbe sobre orientação sexual

Os espetáculos seguem os protocolos de enfrentamento à covid-19, como medição de temperatura no acesso ao teatro, uso obrigatório de máscaras e ocupação da plateia limitada a 65% da capacidade total. Será obrigatória a apresentação de um comprovante de vacinação contra a covid-19 (ao menos com a primeira dose) ou comprovante digital, disponível nas plataformas e-SaúdeSP, Poupatempo ou ConectSUS. Menores de 12 anos não precisam portar o certificado. 

Os ingressos, a partir de R$ 22,50 (meia) estão à venda em sympla.com.br. O público de casa também poderá conferir a temporada no ambiente virtual. Nos dias 2 e 3 de outubro, as apresentações serão transmitidas gratuitamente no canal da SPCD no YouTube e na plataforma Cultura em Casa. As sessões ocorrem às 20h (sábado) e 17h (domingo) e não ficarão disponíveis posteriormente.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA