PORTO VELHO

Brasil

Bombeiros tentam resgatar três pessoas sob escombros de prédio no Rio

Brasil


O secretário de Defesa Civil do Rio de Janeiro e comandante do Corpo de Bombeiros, Leandro Monteiro, disse que a instabilidade causada pela quantidade de escombros do desabamento de um prédio em Rio das Pedras, na zona oeste da cidade, torna o trabalho dos bombeiros ainda mais difícil. Uma equipe especializada em resgate está tentando tirar uma mulher dos escombros, onde ainda estão uma criança e um homem.

Segundo o comandante, a todo momento, há relatos, por parte de moradores, de mais vítimas, mas oficialmente, até agora, além das três vítimas que aguardam o socorro, há outras três pessoas que foram levadas para o hospital Lourenço Jorge na Barra da Tijuca, também na zona oeste.

Três ambulâncias e um helicóptero estão no local para fazer a transferência de vítimas. Os bombeiros contam ainda com o auxílio de cães treinados na localização de feridos.

De acordo com o secretário, ainda não é possível dizer o que provocou o incêndio no local logo após o desabamento por volta das 3h20 de hoje (3). Moradores relatam que ouviram uma forte explosão. Ao chegarem ao local, os bombeiros precisaram apagar o fogo e afastar possíveis novas explosões.

Leia Também:  Manifestantes fazem novo ato contra governo federal neste sábado

Com o desabamento, mais quatro prédios ao redor foram atingidos e a Defesa Civil vai fazer a avaliação da extensão dos impactos em cada um. O comandante relatou ainda que os moradores não têm atendido os pedidos de desocupação dos prédios próximos.

O prefeito Eduardo Paes chegou há pouco ao local. A secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro, também está na região acompanhando o trabalho das equipes. A prefeitura ainda não confirmou a situação do prédio, mas há muitas construções irregulares na região.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Operação da PF combate fraudes contra benefícios previdenciários

Publicados

em


A Polícia Federal (PF), juntamente com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deflagrou hoje (23) a Operação Senha Forte, para combater um grupo criminoso que fraudava benefícios previdenciários em vários estados, com prejuízos aos cofres públicos.

De acordo com a PF, os investigados promoviam a inclusão fraudulenta de dependentes/curadores fictícios nos sistemas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com vistas a levantamento de valores indevidos.

A investigação teve início com a prisão em flagrante de falsos dependentes/curadores, na cidade de Feira de Santana, na Bahia, em maio do ano passado, quando, fraudulentamente, tentavam sacar cerca de R$ 80 mil, referente a um benefício manipulado.

 Nesta nova ação policial foram cumpridas seis medidas judiciais: três mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária, nas cidades de Guarulhos, Ferraz de Vasconcelos e São Paulo, no estado de São Paulo, tendo como alvo pessoas que tinham por função arregimentar os falsos dependentes/curadores.

A PF estima que o prejuízo já supera R$ 31 milhões, em relação a mais de 100 benefícios previdenciários suspeitos. Valor que pode aumentar com o decorrer das investigações.

Leia Também:  Terça-feira ensolarada e extremamente seca, com noite fria, no Acre e parte de Rondônia, Amazonas e Mato Grosso. Tempo seco, com ventos intensos, no Distrito Federal e Goiás.

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA