PORTO VELHO

Brasil

Brasil sobe para 41º em ranking global sobre gasolina mais barata

Brasil

Há 4 meses o país era o 115º de uma lista com 170 nações e territórios; mas o preço do combustível despencou e o do dólar subiu em julho

Com a forte queda no preço da gasolina e a valorização do dólar nas últimas semanas, o Brasil subiu para a 41ª posição em um ranking que compara o valor do combustível em 168 países e territórios. No final de março, o país era o 115º da lista.

O preço médio da gasolina despencou de R$ 7,39 o litro no fim do mês passado, na semana entre 19 a 25 de junho, para R$ 5,89 na semana passada, entre 17 e 23 de julho, segundo o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A queda de R$ 1,50 em apenas 1 mês (mais de 20% de redução) ocorre na esteira da lei que limitou a alíquota do ICMS sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte coletivo e também da redução do quanto a Petrobras cobra nas refinarias.

Nesta quinta-feira (28), a estatal anunciou uma nova queda do preço nas refinarias, de R$ 0,15 (ou 3,9%). Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina C (a comercializada nos postos), a queda para o consumidor deve ser de R$ 0,11.

De 115ª para a 42ª posição

Mas esse repasse acontecerá apenas nos próximos dias, e o ranking da globalpetrolprices.com usa o preço do litro da ANP da semana passada (R$ 5,89). Com um dólar a R$ 5,34, o preço da gasolina brasileira considerado foi de US$ 1,10 por litro — o que fez o país subir para a 41ª posição.

Brasil (R$ 5,89 ou US$ 1,10) está atualmente ao lado de países como Maldivas (R$ 5,76 ou US$ 1,08), Togo (R$ 5,79 ou US$ 1,08), Burquina Faso(R$ R$ 5,91 ou US$ 1,11) e Uzbequistão (R$ R$ 5,92 ou US$ 1,11). Veja abaixo o ranking completo.

Há 4 meses, o país era o 115º do ranking (que na ocasião tinha 170 nações e territórios). A posição era reflexo da forte valorização do real frente ao dólar, em meio ao início da invasão da Rússia à Ucrânia; do encarecimento do petróleo; e do megarreajuste de mais de 18% da Petrobras (PETR3;PETR4).

Na época, o preço médio da gasolina brasileira estava em R$ 7,22 o litro (ou US$ 1,51 na cotação de então, de US$ 1 = R$ 4,77). Isso colocava o país próximo a nações como Moldávia (R$ 7,07), Jamaica (R$ 7,11), Jordânia (R$ 7,30) e Ilhas Seychelles (R$ 7,35).

Gasolinas mais caras e mais baratas

Uma coisa não mudou de lá pra cá: a gasolina mais barata do mundo continua sendo a da Venezuela (R$ 0,12 por litro ou US 0,02), país que tem uma das maiores reservas de petróleo e cuja economia depende completamente da commodity.

A outra ponta também continua a mesma: Hong Kong, cidade semiautônoma da China onde o litro do combustível custa R$ 15,92 (ou US$ 2,98), permanece na lanterna. O fundo do ranking é dominado também por nações europeias.

A gasolina brasileira (R$ 5,89 ou US$ 1,10) está atualmente mais barata que a dos Estados Unidos (R$ 6,50 ou US$ 1,22), mas mais cara do que a de países vizinhos como Bolívia (R$ 2,90 ou US$ 0,54), Colômbia (R$ 3,00 ou US$ 0,56), Equador (R$ 3,39 ou US$ 0,63) e Argentina (R$ 5,23 ou US$ 0,98).

Leia Também:  Fazendas Sant’Anna antecipam venda de touros e matrizes mais precoces

Ao mesmo tempo, está mais barata que o combustível no México (R$ 6,19 ou US$ 1,16), em Cuba (R$ 6,73 ou US$ 1,26), no Chile (R$ 7,41 ou US$ 1,39), no Paraguai (R$ 7,74 ou US$ 1,45), no Peru (R$ 8,65 ou US$ 1,62) e no Uruguai(R$ 10,36 ou US$ 1,94).

Entre os países dos Brics, estamos bem atrás da Rússia (R$ 4,58 ou US$ 0,86), que é uma das grandes potências energéticas do mundo, mas à frente da Índia(R$ 6,97 ou US$ 1,30), da China (R$ 7,44 ou US$ 1,39) e da África do Sul (R$ 8,33 ou US$ 1,56).

Veja abaixo o ranking completo, segundo o globalpetrolprices.com:

Posição País Preço
US$/litro R$/litro
1 Venezuela 0.119 0.022
2 Líbia 0.164 0.031
3 Irã 0.285 0.053
4 Síria 1.527 0.286
5 Argélia 1.677 0.314
6 Kuwait 1.826 0.342
7 Angola 1.977 0.370
8 Nigéria 2.263 0.424
9 Turquemenistão 2.287 0.428
10 Cazaquistão 2.308 0.432
11 Malásia 2.458 0.460
12 Iraque 2.747 0.514
13 Bahrein 2.835 0.531
14 Bolívia 2.905 0.544
15 Colômbia 2.998 0.561
16 Egito 3.029 0.567
17 Haiti 3.032 0.568
18 Catar 3.081 0.577
19 Azerbaijão 3.143 0.588
20 Arábia Saudita 3.313 0.620
21 Omã 3.316 0.621
22 Equador 3.387 0.634
23 Tunísia 4.050 0.758
24 Quirguistão 4.343 0.813
25 Rússia 4.585 0.858
26 Etiópia 4.959 0.928
27 Benim 4.961 0.929
28 Gabão 5.002 0.936
29 Bangladesh 5.022 0.940
30 Belarus 5.207 0.975
31 Argentina 5.230 0.979
32 Afeganistão 5.254 0.984
33 Paquistão 5.282 0.989
34 Trindad e Tobago 5.316 0.995
35 Camarões 5.374 1.006
36 Suriname 5.426 1.016
37 Taiwan 5.488 1.027
38 Myanmar 5.599 1.048
39 Maldivas 5.760 1.078
40 Togo 5.788 1.083
41 Brasil 5.890 1.103
42 Burquina Faso 5.912 1.107
43 Uzbequistão 5.916 1.107
44 Costa do Marfim 6.077 1.138
45 El Salvador 6.083 1.139
46 Vietnã 6.097 1.141
47 Guatemala 6.146 1.150
48 México 6.191 1.159
49 República Democrática do Congo 6.265 1.173
50 Japão 6.484 1.214
51 Estados Unidos 6.505 1.218
52 Granada 6.523 1.221
53 Tailândia 6.524 1.221
54 Indonésia 6.554 1.227
55 Emirados Árabes Unidos 6.574 1.231
56 Porto Rico 6.582 1.232
57 Turquia 6.692 1.253
58 Mali 6.706 1.255
59 Butão 6.726 1.259
60 Cuba 6.731 1.260
61 Líbano 6.800 1.273
62 Quênia 6.853 1.283
63 Guiana 6.886 1.289
64 Libéria 6.897 1.291
65 Índia 6.971 1.305
66 Dominica 7.138 1.336
67 Austrália 7.149 1.338
68 Malta 7.242 1.356
69 Botsuana 7.258 1.358
70 Geórgia 7.263 1.360
71 Moçambique 7.275 1.362
72 Nicarágua 7.288 1.364
73 Namíbia 7.319 1.370
74 Ucrânia 7.338 1.374
75 Senegal 7.359 1.377
76 Tanzânia 7.377 1.381
77 Guiné 7.406 1.386
78 Chile 7.411 1.387
79 Panamá 7.415 1.388
80 China 7.440 1.393
81 Madagascar 7.484 1.401
82 Ruanda 7.552 1.414
83 Nepal 7.585 1.420
84 Suazilândia 7.592 1.421
85 República Dominicana 7.630 1.428
86 Mongólia 7.645 1.431
87 Sudão 7.661 1.434
88 Lesoto 7.688 1.439
89 Camboja 7.700 1.441
90 Gana 7.718 1.445
91 Paraguai 7.741 1.449
92 Filipinas 7.763 1.453
93 Santa Lúcia 7.808 1.462
94 Honduras 7.858 1.471
95 Moldávia 7.869 1.473
96 Costa Rica 8.086 1.514
97 Serra Leoa 8.113 1.519
98 Sri Lanka 8.128 1.521
99 Canadá 8.313 1.556
100 África do Sul 8.332 1.560
101 Macedônia 8.409 1.574
102 Burúndi 8.431 1.578
103 Polônia 8.445 1.581
104 Coreia do Sul 8.496 1.590
105 Zâmbia 8.507 1.592
106 Montenegro 8.593 1.609
107 Peru 8.652 1.619
108 Marrocos 8.660 1.621
109 Uganda 8.728 1.634
110 Curaçao 8.756 1.639
111 Eslovênia 8.756 1.639
112 Ilhas Maurício 8.855 1.657
113 Fiji 8.907 1.667
114 Croácia 8.975 1.680
115 Jamaica 9.127 1.708
116 Bulgária 9.148 1.712
117 Romênia 9.156 1.714
118 Sérvia 9.164 1.715
119 Luxemburgo 9.193 1.721
120 Cabo Verde 9.297 1.740
121 Bósnia e Herzergovina 9.318 1.744
122 Jordânia 9.344 1.749
123 Alemanha 9.474 1.773
124 Wallis e Futuna 9.505 1.779
125 Liechtenstein 9.526 1.783
126 Ilhas Cayman 9.613 1.799
127 Chipre 9.631 1.803
128 Nova Zelândia 9.700 1.816
129 Hungria 9.742 1.824
130 Albânia 9.819 1.838
131 Lituânia 9.831 1.840
132 Bahamas 9.853 1.844
133 Andorra 9.885 1.850
134 Eslováquia 9.923 1.857
135 Aruba 9.978 1.868
136 França 10.108 1.892
137 República Tcheca 10.162 1.902
138 Portugal 10.242 1.917
139 Letônia 10.253 1.919
140 Espanha 10.302 1.928
141 San Marino 10.317 1.931
142 Uruguai 10.364 1.940
143 Malaui 10.410 1.949
144 Bélgica 10.490 1.964
145 Itália 10.498 1.965
146 Seychelles 10.505 1.966
147 Estônia 10.534 1.972
148 Laos 10.610 1.986
149 Mayotte 10.647 1.993
150 Zimbabue 10.697 2.002
151 Singapura 10.736 2.010
152 Suécia 10.760 2.014
153 Áustria 10.788 2.019
154 Mônaco 10.993 2.058
155 Irlanda 11.193 2.095
156 Suíça 11.704 2.191
157 Holanda 11.755 2.200
158 Grécia 11.804 2.209
159 Dinamarca 11.956 2.238
160 Reino Unido 11.995 2.245
161 Finlândia 12.025 2.251
162 Belize 12.331 2.308
163 República Centro-Africana 12.403 2.322
164 Barbados 12.497 2.339
165 Noruega 12.786 2.393
166 Israel 12.853 2.406
167 Islândia 13.113 2.454
168 Hong Kong 15.918 2.980
Leia Também:  Auxílio emergencial pode ser prorrogado até março do ano que vem; entenda

Realidades diferentes

O globalpetrolprices.com considera apenas o preço do combustível no país e a cotação da moeda local em relação ao dólar, sem incluir no cálculo outros indicadores importantes como o poder de compra da população e o custo de vida.

O site destaca que “como regra geral, os países mais ricos têm preços mais altos, enquanto os países mais pobres e os países produtores e exportadores de petróleo têm preços significativamente mais baixos”.

Assim, o topo do ranking dos países com a gasolina mais barata do mundo é dominado por grandes produtores de petróleo e que têm uma moeda desvalorizada por problemas econômicos e políticos, como Venezuela e Irã, e por países em guerra civil ou menos desenvolvidos, como Síria e Argélia.

Na outra ponta, as últimas posições são ocupadas sobretudo por países e territórios desenvolvidos, onde o custo de vida é muito mais alto (e a moeda, mais forte). Entre eles estão NoruegaIsraelIslândia e Hong Kong, mas também há exceções como a República Centro-Africana e Barbados.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Carlos Alberto de Nóbrega participa do Sem Censura desta segunda (15)

Publicados

em

Carlos Alberto de Nóbrega é o convidado do programa Sem Censura desta segunda-feira (15). Na conversa com a jornalista Marina Machado, o humorista, redator e apresentador fala sobre os quase 70 anos em que ajudou a construir a história do rádio e da televisão brasileira.

Nascido em 1936 na cidade de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, Carlos Alberto é formado em Direito pela Universidade Federal do Rio, mas pouco exerceu a profissão. Filho do também humorista Manoel da Nóbrega, começou a carreira como redator escrevendo quadros humorísticos para o programa do pai, na Rádio Nacional, em São Paulo, e, em seguida, para o programa Zilomag Show, no qual passou para a frente das câmeras, ao lado de Ronald Golias, na TV Paulista – Canal 5.

Em 1963, passou a trabalhar na TV Record. Na emissora, a partir de 1966, escreveu, ao lado de Jô Soares, os roteiros da icônica Família Trapo. Na década de 1970, dirigiu diversos programas na extinta TV Tupi e trabalhou na Rede Globo por 11 anos, como redator do programa Os Trapalhões. Em 1987, fez sua estreia no SBT no programa A Praça é Nossa, inspirado na Praça da Alegria de seu pai, em que, sentado num banco de praça, recebe personagens que entraram para a história do humor nacional.

Leia Também:  #PORTOVELHO: Servidores da Emdur participam da Sipat

Nesta edição, as debatedoras convidadas são Keila Jimenez, jornalista da Record TV, e Kaká Meyer, radialista da Band TV e Band FM.

O programa Sem Censura vai ao ar às segundas-feiras, às 21h, logo após a novela A Terra Prometida, com transmissão para todo o País em TV aberta por intermédio das emissoras afiliadas à Rede Nacional de Comunicação Pública – TV, gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), e por outras plataformas, como Facebook, Twitter e Youtube, por onde o público pode participar usando a hashtag #SemCensura.

Ao vivo e on demand

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize!

Seus programas favoritos estão no TV Brasil Play, pelo endereço play.ebc.com.br ou por aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV.

Facebook https://facebook.com/tvbrasil
Twitter https://twitter.com/TVBrasil
YouTube https://www.youtube.com/user/tvbrasil
Quer saber como sintonizar na sua cidade? https://tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA