PORTO VELHO

Brasil

Cartilha on line aborda mudanças climáticas e agricultura familiar na Amazônia

Brasil

Trabalho elaborado pelo CES Rioterra está disponível para download no site semeandosustentabilidade.org

O Centro de Estudos (CES) Rioterra disponibiliza essa semana, on line,  cartilha sobre mudanças climáticas e seus impactos na Amazônia. O acesso pode ser feito no site do projeto ‘Semeando Sustentabilidade’. O projeto é patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental com o objetivo de desenvolver ações de combate e mitigação às alterações climáticas através da fixação de carbono e fortalecimento da agricultura familiar, a partir da difusão de técnicas agrícolas sustentáveis que permitam uma maior rentabilidade e impeçam o avanço sobre áreas florestadas na região.

A cartilha é ilustrada de forma a facilitar o entendimento de informações e conceitos importantes para a compreensão dos fenômenos decorrentes das mudanças climáticas e as causas dos mesmos, podendo ser utilizada por diversos públicos, como estudantes, agricultores e outras pessoas interessadas no assunto.

O trabalho destaca a importância da região amazônica, que guarda a maior biodiversidade do planeta, possui a maior quantidade de rios de água doce no planeta, exerce importante papel na regulação das chuvas no continente e auxilia na absorção de dióxido de carbono, principal gás causador do efeito estufa de origem antrópica (causada por atividades humanas).

Leia Também:  Moradores do Jardim Eldorado agradecem pavimentação de ruas

A publicação também aborda a necessidade de adoção de técnicas sustentáveis pelos agricultores, como as agroecológicas e os benefícios que o reflorestamento de áreas degradadas pode trazer com a utilização dos Sistemas Agroflorestais (SAFs). Essa técnica usada na recuperação tem se mostrado viável para a região por representar como uma alternativa lucrativa para o uso de áreas abandonadas, consorciando espécies florestais e culturas rentáveis para os produtores.

Com o nome de ‘Mudanças Climáticas e a Agricultura Familiar na Amazônia’, a cartilha está disponível para download no site semeandosustentabilidade.org

ANA ARANDA

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Brasil

Novo imortal da ABL produzirá edições revisadas de grandes clássicos

Publicados

em

O escritor, professor e economista Eduardo Giannetti da Fonseca tomou posse hoje (12), na cadeira de número 2 da Academia Brasileira de Letras (ABL), sucedendo ao filósofo e professor Tarcísio Padilha, falecido no dia 9 de setembro do ano passado. Os ocupantes anteriores da cadeira 2 foram Coelho Neto (fundador), João Neves da Fontoura, João Guimarães Rosa e Mário Palmério. 

Giannetti é referência em temas como ética e filosofia. É autor de diversos livros e artigos, sendo alguns deles traduzidos para outros idiomas. Venceu duas vezes do Prêmio Jabuti: a primeira vez, em 1994, por “Vícios privados, benefícios públicos?” e a segunda, em 1995, pelo livro “As partes & o todo”. Foi vencedor do prêmio Economista do Ano, pela Ordem dos Economistas de São Paulo, em 2004.

No discurso de posse, Gianetti disse que “temos deveres e responsabilidades com os que nos precederam e, não menos, com os que vêm depois de nós. Se a memória é a correia de transmissão do espírito entre o passado e o presente, a imaginação criadora é a ponte capaz de nos conduzir ao futuro. Eis a imortalidade que importa.”

Leia Também:  53 Casos de COVID-19 em Porto Velho e 02 óbitos

Em entrevista antes da posse, Giannetti disse à Agência Brasil que pretende atuar, principalmente, na parte editorial da ABL. “Eu quero ajudar a ABL a produzir edições acadêmicas e comentadas de grandes clássicos brasileiros. Este é o meu projeto”.

O novo acadêmico comentou que muitos autores e obras importantes brasileiras não estão disponíveis hoje em catálogo ou em edições que “façam justiça à importância destas obras para a cultura nacional”. Eduardo Giannetti não quis mencionar, porém, nenhum autor ou obra específicos.

O autor afirmou que existe um déficit na bibliografia brasileira de edições cuidadosas, críticas e comentadas de livros que são primordiais na história cultural e literária. Estão, neste caso, autores da literatura, filosofia e poesia, mencionou.

Estudioso de cultura europeia, Giannetti observa que entre os autores ingleses, por exemplo, existem obras muito cuidadosas, que tornaram-se referenciais. “Todos os estudiosos se reportam à mesma edição, que é canônica. Acho que, no Brasil, a gente ainda vai ter que construir isso”.

Biografia

Eduardo Gianetti nasceu em Belo Horizonte, no dia 23 de fevereiro de 1957. É economista, professor, autor e palestrante formado na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), ambas da Universidade de São Paulo (USP). Possui doutorado em Economia pela Universidade de Cambridge (1987). Atualmente é professor da Ibmec Educacional. Foi também professor de economia do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), da FEA-USP (1988-1999) e da Universidade de Cambridge (1984-1987).

Leia Também:  Operação da Polícia Civil cumpre mandados de prisão e buscas contra oficiais da PM de Rondônia

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA