PORTO VELHO

Brasil

Com evento híbrido, festival apresenta filmes de 27 países africanos

Brasil

Premiado no Festival de Toronto, o filme sul-africano Boa Senhora, de Jenna Bass e Babalwa Baartman, é um dos destaques da Mostra de Cinemas Africanos. O filme foi escolhido para abrir o evento e será exibido hoje (6), às 20h, no Cinesesc, em São Paulo.

Para a edição deste ano, a Mostra de Cinemas Africanos apresenta cerca de 50 títulos, de 27 países, alguns deles ainda inéditos no Brasil. Desse total, 30 são longas-metragens, entre eles, as cópias restauradas de Câmera da África (Tunísia) e Mandabi (Senegal).

O evento promove ainda a estreia mundial de Otiti, da nigeriana Ema Edosio, que acompanha a história de uma costureira que assume a responsabilidade de cuidar do pai doente que a abandonou quando criança. A diretora nigeriana virá ao Brasil para apresentar uma aula sobre sua experiência como realizadora independente.

Além da exibição de filmes, a mostra promove ainda debates, masterclasses, painéis e conferências, com destaque para a presença de nove convidados internacionais, entre eles, o grande documentarista camaronês Jean-Marie Teno. O festival de cinema acontece de forma híbrida, com longas e curtas-metragens exibidos de forma online ou presencial, em cinemas de São Paulo e de Curitiba.

Leia Também:  Publicada lei que garante tratamento humanitário a gestantes presas

“A programação amplia seu alcance e relevância ao trazer realizadores africanos ao país e promover as cinematografias do continente entre os públicos brasileiros”, disse Ana Camila, diretora do festival.

Em Curitiba, o festival tem início amanhã (7) e termina no dia 13 de julho. Já em São Paulo, ele segue até o dia 20 de julho e acontece em seis espaços: Cinesesc, Sesc Avenida Paulista, Goethe-Institut, Cinusp e Circuito Spcine (Sala Lima Barreto e Biblioteca Roberto Santos). Há filmes com entrada gratuita, mas o preço dos ingressos pode variar até R$ 24.

Todos os curtas da mostra, com exceção do programa feito em parceria com a Cinemateca Francesa, serão exibidos de forma online na plataforma Sesc Digital (https://sesc.digital/colecao/cinemas-africanos-2022 ) e estarão disponíveis para todo o Brasil durante o período do festival.

Mais informações sobre a mostra estão no site mostradecinemasafricanos.com.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

‘Virou minha inimiga’, diz idosa que sofreu golpe milionário da filha

Publicados

em

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio
Reprodução Redes Sociais – 10.08.2022

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio

Vítima de um golpe milionário envolvendo obras de arte, a viúva do colecionador Jean Boghici disse ontem ao Fantástico, da TV Globo, que a filha Sabine, responsável pelo plano e presa na última quarta-feira, se tornou sua “inimiga”. Inicialmente enganada por falsas videntes, Geneviève Boghici, de 82 anos, chegou a transferir mais de R$ 5 milhões em duas semanas antes de desconfiar da trama. Quando decidiu parar com os depósitos — pagamentos para um suposto tratamento espiritual para evitar que Sabine morresse por conta de uma maldição —, ela passou a ser ameaçada, até de morte, e a ter quadros e joias roubados.

Por trás do esquema, estão Sabine e Rosa Stanesco Nicolau, conhecida como Mãe Valéria de Oxossi, que mantêm um relacionamento. Rosa, que incluiu parentes no golpe, também foi presa pela Polícia Civil, na Operação Sol Poente. Geneviève não quer dar entrevistas, mas leu uma carta com “algumas reflexões”:

“Não procurei mais cedo a Justiça porque meu estado físico e emocional estava muito abalado. E eu estava também com muito medo. Não é fácil falar de filha, ainda mais numa situação dessa. Filha que foi criada com muito amor, com carinho e todo o conforto. E que, de repente, vira seu maior inimigo e pesadelo, lhe fazendo temer pela sua própria vida. Mas, graças a Deus e aos meus amigos, a Justiça foi feita. Me sinto agora protegida e livre de uma situação que poderia ser macabra.”

Os prejuízos à idosa somariam mais de R$ 700 milhões. Ela diz ainda sentir medo:

“É um processo que está acontecendo, e o meu medo não passou totalmente.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  #STJ aprova aumento de 25% em aposentadoria de quem precisa de auxílio de cuidador; saiba mais

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA