PORTO VELHO

Brasil

Divulgado o resultado do concurso para o Censo 2022, do IBGE

Brasil

O resultado do processo seletivo simplificado (PSS) do Censo Demográfico 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi divulgado hoje (20) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), empresa organizadora do concurso.

Os candidatos para as vagas de recenseador, agente censitário municipal (ACM) e agente censitário supervisor (ACS) devem consultar o resultado no site da FGV.

Clique aqui e confira o resultado final dos aprovados para recenseadores.

Para o resultado final de pessoas pretas e pardas aprovadas, clique aqui.

O resultado final de pessoas com deficiência está disponível aqui.

De acordo com o IBGE, nos casos de empate na nota final foi respeitada a área de trabalho, o município e o estado escolhido, sendo o primeiro critério de desempate, em obediência ao Estatuto do Idoso, garantindo a vaga para quem tem idade igual ou superior a 60 anos completos até o último dia de inscrição. O segundo critério foi a nota na disciplina Conhecimentos Técnicos, seguida da nota em Língua Portuguesa e em Ética no Serviço Público. Todos os critérios de desempate constam do edital do processo seletivo.

Convocação

Divulgado o resultado final, a próxima etapa será a de convocação e depois os aprovados serão chamados pelo IBGE para realizar treinamento. De acordo com o órgão, mais de 621 mil pessoas concorreram às vagas distribuídas em 5.297 municípios do país, que se dividem em 206.891 servidores temporários para o Censo, dos quais 183.021 recenseadores, com treinamento previsto para 18 a 22 de julho; 18.420 para ACS e 5.450 para ACM, ambos com treinamento previsto de 6 a 15 de junho.

Leia Também:  Inmet prevê chuvas para Pernambuco até quinta-feira

“Os demais candidatos aprovados serão mantidos em lista de espera, podendo ser chamados posteriormente, de acordo com o edital. O treinamento para recenseadores terá caráter eliminatório e classificatório e será realizado pelo IBGE em duas etapas: autoinstrução e presencial”, informou o IBGE.

Prova

Quem concorreu à vaga de recenseador precisou responder a 50 questões, sendo 10 de Língua Portuguesa, 10 de Matemática, 5 sobre Ética no Serviço Público e 25 de Conhecimentos Técnicos. Para ACM e ACS foram 60 questões, divididas em 10 de Língua Portuguesa, 10 de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 de Ética no Serviço Público, 15 de Noções de Administração / Situações Gerenciais e 20 de Conhecimentos Técnicos.

Para o processo seletivo, os candidatos receberam do IBGE uma apostila de conhecimentos técnicos para que eles tivessem acesso às informações necessárias para responder às questões sobre a operação censitária. O ensino fundamental completo era o requisito para a vaga de recenseador. O profissional ganha por produção e atuará diretamente na coleta das informações, entrevistando os moradores dos domicílios.

Para ser ACM, que gerencia o trabalho do posto de coleta; e ACS, subordinado ao ACM, tem como principal função orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo; a exigência era ter o ensino médio completo. Os salários são de R$ 2,1 mil e R$ 1,7 mil, respectivamente.

Leia Também:  SP celebra mês da mulher com oportunidades de qualificação e emprego

Censo 2022

A estimativa do IBGE é de que seja entrevistados cerca de 215 milhões de habitantes, em mais de 70 milhões de domicílios, a partir de 1º de agosto, nos 5.570 municípios do país.

“O Censo revelará as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo. Realizada a cada dez anos, a pesquisa é a principal fonte de referência sobre as condições de vida da população em todos os municípios do país”, informou o IBGE.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Sesc-RJ investirá R$ 30 milhões em produções artísticas

Publicados

em

Terminam no dia 8 de julho as inscrições de propostas artísticas de todo o país para o Edital de Cultura Sesc-RJ Pulsar 2022/2023. A iniciativa quer fomentar e apoiar a produção artística e cultural em suas diversas manifestações, estimulando os processos artísticos em desenvolvimento com a formação de público e a inclusão social. Serão distribuídos, no total, R$ 30 milhões para as produções artísticas selecionadas, incluindo o edital principal e seus desdobramentos, que serão lançados ainda este ano, para outros projetos culturais estratégicos.

O presidente do Sesc-RJ e do Sistema Fecomércio-RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, lembrou que, no ano passado, foi lançada a primeira edição do Edital Sesc-RJ Pulsar. “O sucesso da iniciativa pode ser observado hoje nos nossos equipamentos culturais, que estão recebendo uma enorme variedade de obras artísticas, de elevada qualidade técnica e com conteúdos de grande relevância social”. Queiroz Junior destacou que, este ano, o Sesc-RJ está consolidando o edital como uma ferramenta de democratização da cultura e de fomento a esse setor da economia que foi bastante afetado durante a pandemia, merecendo, por isso, toda a nossa atenção”.

Leia Também:  Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 32 milhões neste sábado; confira os números

O edital se baseia em três pilares, representados pelos verbos reconectar, movimentar e impulsionar. A intenção é reconectar o artista com o palco, movimentar a relação dele com o público do Sesc-RJ e impulsionar o fazer artístico em todas as suas esferas. O título Pulsar remete à ideia de “estar vivo”, numa alusão à resistência da cultura diante da pandemia da covid-19, informou o presidente do Sesc-RJ.

Pessoas jurídicas

Podem se inscrever no edital projetos de todo o Brasil de exposições de artes visuais; de audiovisual expandido; espetáculos teatrais, circenses e de dança; temporadas de teatro, dança e circo; realizações literárias; apresentações musicais; além de licenciamento de curtas-metragens, destinados aos públicos adulto e infantil. As inscrições são feitas por meio de formulário eletrônico disponível no site do Sesc RJ (www.sescrio.org.br) e estão abertas a pessoas jurídicas estabelecidas no Brasil, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural, legalmente constituídas, além de microempreendedores individuais (MEI).

A seleção ocorrerá em duas etapas, sendo a primeira de caráter eliminatório, quando serão avaliadas a documentação e adequação técnica da proposta. Na segunda etapa, os projetos serão analisados pela Comissão de Seleção e Avaliação do Sesc-RJ. A divulgação dos resultados está prevista para acontecer no dia 28 de outubro.

Leia Também:  Basa mantém FNO Emergencial para socorrer setor produtivo da Amazônia na pandemia

As obras selecionadas serão apresentadas em diferentes ambientes como espaços expositivos, salas de teatro, auditórios e espaços abertos dentro das unidades do Sesc no território fluminense. Os valores destinados a cada produção dependem do porte e da linguagem artística, informou o Sesc-RJ.

Edição: Kelly Oliveira

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA