PORTO VELHO

Brasil

Em SP, Rodovia Imigrantes tem pontos de lentidão rumo ao litoral

Brasil


Em São Paulo, o feriado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira (3), foi antecipado para a última semana de março como medida para conter o avanço do coronavírus.

Ainda assim, o paulistano que está na estrada rumo ao litoral encontra tráfego lento, por excesso de veículos, do km 41 ao km 43, da Rodovia dos Imigrantes (SP 160), principal via de acesso da cidade de São Paulo à Baixada Santista e ao litoral sul do estado

A chegada à Praia Grande também tem tráfego lento pela Rodovia dos Imigrantes, do km 69 ao km 70, devido à barreira sanitária fora do trecho de concessão.

O motorista encontra boas condições de tráfego nas demais rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes, tanto em direção ao litoral quanto no sentido São Paulo. O tempo está bom e a visibilidade é boa.

O Sistema Anchieta-Imigrantes está em Operação Normal (5×5). Para a descida, o motorista pode utilizar a pista sul da via Anchieta ou a pista sul da rodovia dos Imigrantes. Já a subida da serra é realizada pelas pistas norte das duas rodovias.

Leia Também:  Governo anuncia que impostos poderão ser pagos pelo Pix

Interior

Quem está indo para o interior paulista encontra tráfego normal na Rodovia Ayrton Senna e na Rodovia Carvalho Pinto.

No sentido São Paulo das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto e na rodovia Hélio Smidt, as condições de tráfego são boas. O trecho da rodovia dos Tamoios na região de São José dos Campos tem tráfego normal.

Na capital paulista, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o trânsito está normal nas zonas norte, leste, oeste. Já no centro, a lentidão é de 2km e na zona sul, sentido Aeroporto de Congonhas, também é registrada lentidão.

Evitar viagens

Painéis eletrônicos nas rodovias concedidas veiculam mensagens com recomendações e medidas importantes para evitar a transmissão do novo coronavírus. Além das informações rotineiras sobre segurança no trânsito, os 392 Painéis de Mensagens Variáveis (PMV), disponíveis ao longo dos trajetos, reforçarão a importância do uso de máscaras em locais públicos e do álcool em gel.

A Secretaria de Logística e Transportes e a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) alertam para a importância de se evitar viagens desnecessárias e, consequentemente, maior exposição ao risco de contaminação por covid-19.

Leia Também:  Mega-Sena acumula e chega a R$ 72 milhões; veja os números sorteados

“O momento ainda requer atenção de todos nós. Não é hora de fazer turismo nem promover aglomeração. O isolamento social é fundamental para podermos diminuir o aumento do contágio”, reforça o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

O governo mantém equipes de atendimentos nas rodovias, preparadas para a prestação de serviços essenciais aos usuários, como socorro mecânico, guincho e ambulância, além do pessoal de monitoramento dos Centros de Controle Operacionais (CCOs) e da manutenção das vias, com serviços de conservação do pavimento e sinalização. Em paralelo, toda operação é acompanhada em tempo real pelas equipes dos centrais de controle e informações da Artesp e do DER.

Os profissionais que atuam nos postos de atendimento e praças de pedágio também continuam seguindo as orientações de saúde e higiene, com a utilização e disponibilização de álcool em gel aos operadores e motoristas, além do uso contínuo de máscaras. 

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Ministro de Minas e Energia descarta racionamento de energia

Publicados

em


O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou hoje (23) a necessidade de racionamento de eletricidade. Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, o ministro alertou para a importância de medidas que evitem o risco de interrupção no fornecimento em horários de pico e a dependência do próximo período úmido.

Segundo o ministro, em 2020, a condição dos reservatórios era de normalidade, mas com a diminuição de chuvas entre outubro do ano passado e maio deste ano, 2021 já começou em uma situação pior. Atualmente, os reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por 70% da geração de energia do país, estão com apenas 30,2% de sua capacidade.

“Se nós tivermos uma repetição das chuvas de 2020 em 2021, nós podemos chegar, se nada for feito, a uma condição bastante desfavorável ao final desse ano, em novembro e dezembro, com os nossos reservatórios abaixo de 20%”, disse.

Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participa do programa A Voz do Brasil Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participa do programa A Voz do Brasil

Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou a necessidade de racionamento de eletricidade – Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Leia Também:  Mega-Sena acumula e chega a R$ 72 milhões; veja os números sorteados

Bento Albuquerque afirmou que o plano de ação posto em prática em outubro de 2020 tem 40 itens, como o acionamento das usinas termelétricas; o aumento da importação de eletricidade da Argentina e Uruguai; e uma campanha para estimular o uso racional de energia; além de um programa com a indústria para reduzir o consumo no horário de pico.

Outras providências listadas pelo ministro de Minas e Energia são a antecipação de obras em usinas e linhas de transmissão e o suprimento de combustível para as usinas já em funcionamento. Desde maio, uma Sala de Situação instalada na Casa Civil da Presidência da República monitora a situação hídrica do país.

Bento Albuquerque ressaltou que não é possível comparar a crise atual com as que aconteceram em 2001 e 2014.

“É importante ressaltar que a nossa capacidade instalada mais do que dobrou, saindo de 81 GW para 186 GW de 2001 para 2021. A representação da matriz hidráulica era cerca de 85%; hoje ela corresponde a 61%. A nossa matriz também se diversificou bastante, principalmente, com energias renováveis”, observou.

Leia Também:  Governo anuncia que impostos poderão ser pagos pelo Pix

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA