PORTO VELHO

Brasil

Encceja: prazo de inscrição termina nesta sexta-feira (31); veja o cronograma

Brasil

Os interessados em obter a certificação do ensino fundamental ou médio por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019 têm até esta sexta-feira, 31 de maio, para realizar a inscrição.

Todo o processo deve ser efetuado no sistema do Encceja. Neste mesmo período, o sistema também está recebendo a solicitação de atendimento especializado. Estão aptos para participar do Encceja 2019 brasileiros que não concluíram a etapa de educação básica e que tenham pelo menos 15 anos para pedir a certificação do ensino fundamental e 18 anos completos para a certificação do ensino médio.

Para ter direito ao certificado é preciso ter alcançado a nota mínima exigida em cada uma das quatro provas, mais a redação. Os maiores de 18 anos podem fazer o exame para o ensino médio direto, mesmo que não tenham completado o ensino fundamental.

Cronograma Encceja 2019

20 a 31 maio: inscrições

20 a 31 maio: solicitação de Atendimento Especializado

3 a 7 junho: solicitação de Atendimento pelo Nome Social

7 de junho: resultado da solicitação de Atendimento Especializado

Leia Também:  Emenda de Cleiton Roque de R$ 839 mil beneficia setor Roosevelt na zona Rural de Pimenta Bueno

10 a 14 junho: recurso de solicitação de Atendimento Especializado

14 junho: resultado da solicitação de Atendimento pelo Nome Social

21 junho: resultado do recurso de solicitação de Atendimento Especializado

17 a 21 junho: recurso da solicitação de Atendimento pelo Nome Social

26 junho: resultado do recurso da solicitação de Atendimento pelo Nome Social

25 agosto: aplicação do exame

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Brasil

Decreto deve extinguir quase 900 atos normativos sem validade

Publicados

em


Na semana em que o presidente Jair Bolsonaro completa mil dias de governo, um novo “revogaço” vai extinguir 892 atos normativos, cuja eficácia ou validade está completamente prejudicada. Com essa medida, que deve ser publicada no Diário Oficial da União até amanhã, serão mais de 5 mil decretos revogados desde o início do atual governo.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, o objetivo da medida é democratizar o acesso à legislação e incrementar a transparência dos atos normativos editados pelo presidente da República. Esses decretos foram editados entre os anos de 1943 e 2020 e tratam, por exemplo, de matérias diversas, como abertura de créditos orçamentários, estruturas administrativas, programas de governos e regulamentos de estatais.

“A não retirada expressa do ordenamento jurídico de decretos sem eficácia acaba por gerar dúvidas e insegurança jurídica aos destinatários da norma, o que se busca corrigir com mais este decreto de revogação”, explica Secretaria-Geral da Presidência da República.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Anatel marca reunião para votar leilão do 5G
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA