PORTO VELHO

Brasil

Enem 2019: divulgado edital e valor da taxa de inscrição

Publicados

Brasil

Documento com as datas e regras do exame foram publicadas nesta segunda-feira, 25 de março.

edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 foi publicado no Diário Oficial da União (D.O.U)desta segunda-feira, 25 de março. Entre as novidades, está o aumento do valor da taxa de inscrição, que passou de R$ 82 para R$ 85. O edital também contém as datas do Enem 2019, a matriz curricular das áreas do conhecimentos e as regras para pedidos de isenção da taxa, inscrição e participação nas provas.

Confira o Edital do Enem 2019

A taxa de inscrição do Enem sofreu um reajuste após dois anos. O Inep soltou uma publicação nas redes sociais justificando o aumento. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, o aumento é menor que a inflação acumulada dos últimos dois anos e, se fosse cobrar o valor gasto por cada participante, a taxa deveria ser de R$ 106,59.

 

Pedidos de isenção

Como aconteceu no ano passado, os pedidos de isenção da taxa do Enem serão feitos antes das inscrições. Os participantes poderão solicitar a gratuidade do valor de 1º a 10 de abril.

A isenção pode ser solicitada pelos seguintes participantes:

– Estudantes do terceiro ano do ensino médio de escolas públicas
– Estudante que esteja, ou tenha feito, o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral em colégio particular, tendo renda de até 1,5 salário mínimo por pessoa (Lei nº 12.799/2013)
– Inscrito no CadÚnico com Número de Identificação Social (NIS) próprio e ativo.

Leia Também:  Mega-Sena sai para apostador do Rio de Janeiro, que ganha mais de R$ 49 milhões

Os isentos da taxa do Enem 2019 serão conhecidos em 17 de abril.

Justificativa de ausência

As justificativas de ausência no Enem 2018 serão recebidas também de 1º a 10 de abril. Esta etapa é necessária para quem se inscreveu com isenção, não compareceu ao exame do ano passado e deseja solicitar a gratuidade da taxa novamente.

Entenda como justificar ausência no Enem

Inscrições Enem 2019

As inscrições do Enem 2019 serão feitas das 10h de 6 de maio até às 23h59 do dia 17 seguinte, pelo site do Enem (na Página do Participante).

Os participantes que forem contemplados com a isenção da taxa terão sua inscrição concluída ao fim do cadastro, enquanto os pagantes terão que gerar o boleto e fazer o pagamento até o dia 23 de maio.

Nome Social

Quem deseja solicitar o atendimento pelo nome social no Enem terá que fazer a solicitação de 20 a 24 de maio. A solicitação será feita online com o envio de documentação do (a) participante).

Provas

Enem 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro, sendo os endereços dos locais de prova divulgados dias antes. Os horários permanecem os mesmos da última edição, sempre seguindo o horário oficial de Brasília:

  • Abertura dos portões: 12 horas
  • Fechamento dos portões: 13 horas
  • Início das provas: 13h30
  • Término do primeiro dia: 19 horas
  • Término do segundo dia: 18h30

O primeiro dia do Enem 2019 terá 5h30 de duração, contando a partir do momento da entrega das provas, 30 minutos a mais do que o segundo. O exame será dividido da seguinte forma:

  • Primeiro dia (3 de novembro): 45 questões objetivas de Linguagens e Códigos; 45 de Ciências Humanas e uma Redação.
  • Segundo dia (10 de novembro): 45 questões objetivas de Ciências da Natureza e 45 de Matemática.
Leia Também:  Mandetta pede que Bolsonaro “reflita” após testar positivo para Covid-19

O gabarito oficial do exame está previsto para o dia 13 de novembro, de acordo com o Inep. O resultado do Enem 2019 não teve sua data divulgada, mas deve sair em janeiro de 2020.

Mudanças no Enem 2019

Inep anunciou recentemente algumas mudanças para a aplicação do Enem 2019, as quais têm como objetivo a redução de custos do exame.

  • Recolhimento de Impressão Digital: a identificação biométrica era feita por meio de lâmina de grafite individual, a qual será substituída por uma esponja que permite a coleta de até 3 mil impressões digitais.
  • Espaço para Rascunho: apenas a redação terá uma folha com linhas (pautas) para rascunho, já que as demais provas terão seu espaço para rascunhos extinto. Os participantes poderão rascunhar as respostas nos espaços disponíveis ao final de cada página do caderno de perguntas.
  • Orientação Vocacional: está em fase de elaboração um aplicativo para que os participantes possam fazer testes de orientação vocacional.
  • Intensificação da segurança: aparelhos eletrônicos que emitirem sons durante a prova resultarão na desclassificação do participante. Lanches também serão fiscalizados.

 

 

uol

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Brasil

Alterações no Código Brasileiro de Trânsito começam a valer

Publicados

em

 

Entram em vigor hoje (12) as alterações promovidas no Código Brasileiro de Trânsito. A principal novidade é ampliação do prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos no caso de condutores de até 50 anos. As mudanças foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro do ano passado, quando ficou definido que a vigência passaria a ocorrer 180 dias após a sanção. 

Os exames de aptidão física e mental para renovação da CNH não serão mais realizados a cada cinco anos. A partir de agora, a validade será de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos.

Haverá mudanças também na quantidade de pontos que podem levar à suspensão da carteira. Atualmente, o motorista que atinge 20 pontos durante o período de 12 meses pode ter a carteira suspensa. Agora, a suspensão ocorrerá de forma escalonada. O condutor terá a habilitação suspensa com 20 pontos (se tiver duas ou mais infrações gravíssimas na carteira); 30 pontos (uma infração gravíssima na pontuação); 40 pontos (nenhuma infração gravíssima na pontuação).

Leia Também:  Apesar de queda no país, índice de confiança do comércio na Região Norte se mantém em alta

As novas regras proíbem que condutores condenados por  homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou outro psicoativo tenham pena de prisão convertida em  alternativa.

O uso de cadeirinhas no banco traseiro passa a ser obrigatório para crianças com idade inferior a 10 anos que não tenham atingido 1,45 metro de altura. Pela regra antiga, somente a idade da criança era levada em conta.

Nos casos de chamamentos pelas montadoras para correção de defeitos em veículos (recall), o automóvel somente será licenciado após a comprovação de que houve atendimento da campanhas de reparos.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA