PORTO VELHO

Brasil

Mega-Sena, concurso 1.976: ninguém acerta as seis dezenas de sorteio e prêmio vai a R$ 6 milhões

Brasil

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.976 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (11) em Chapecó (SC).
Veja as dezenas sorteadas: 12 – 14 – 19 – 25 – 52 – 59.
A quina teve 62 acertadores; cada um levará R$ 24.797,36. Outras 3.551 apostas ganharam a quadra, com R$ 618,51 para cada um.
O próximo sorteio, sábado (14), pode pagar R$ 6 milhões
.
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Difícil saber se o prefeito está preparado para enfrentar a queda de braço com os "marajás" da prefeitura de Porto Velho.

Propaganda

Brasil

PF deflagra operação contra importação ilegal de agrotóxicos

Publicados

em


A Polícia Federal deflagrou, hoje (4), a segunda fase da Operação Terra Envenenada, com o objetivo de combater o ingresso, transporte e comercialização de agrotóxicos ilegalmente importados do Paraguai e da China. O produto entrava no Brasil pelo norte de Mato Grosso.

A Justiça Federal expediu 15 mandados de busca e apreensão e dez mandados de prisão, que foram cumpridos nas cidades de Sinop, Sorriso, Feliz Natal, todas em Mato Grosso, além de São Paulo, Campo Grande (MS) e Terra Roxa (PR).

Em nota, a PF informou que a investigação originou-se da análise do material e depoimentos colhidos na primeira fase da operação, quando foi desmantelada organização criminosa e apreendida mais de uma tonelada de agroquímicos contrabandeados ou adulterados.

“Desde essa etapa inicial, a Polícia Federal intensificou as investigações e identificou grandes grupos de fornecedores regionais e nacionais, cujos líderes e integrantes foram presos nesta data. Foram apreendidos documentos e materiais de interesse para investigação, agrotóxicos, além de armas irregulares”, informou a PF.

De acordo a PF, os investigados responderão por comercialização e transporte de agroquímicos de uso proscrito, constituição de organização criminosa, lavagem de dinheiro “e outros crimes que vierem a ser descobertos”. As penas variam de dois a dez anos de reclusão.

Leia Também:  #SAÚDE: Suspensa a comercialização de 26 planos de saúde a partir de hoje

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA