PORTO VELHO

Brasil

PF deflagra operação contra abuso sexual infantil no Rio de Janeiro

Brasil


A Polícia Federal (PF) deflagrou, hoje (10), a Operação Thumbring, que cumpre quatro mandados de busca e apreensão em Niterói, Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro; e em Saquarema, na Região dos Lagos. 

De acordo com a PF, a investigação é resultado de uma força tarefa policial internacional que identificou um brasileiro em prática de abuso sexual envolvendo menor de idade em fotos e vídeos divulgados pela DeepWeb em sites especializados nesse tipo de conteúdo.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Itaboraí/RJ. 

O suspeito identificado pela força tarefa internacional responderá à Justiça Federal pelos crimes de estupro de vulnerável majorado, produção de conteúdo pornográfico envolvendo criança, bem como pela divulgação e armazenamento desse conteúdo, com pena máxima de mais de 50 anos de reclusão.

A PF informou que deu o nome de Thumbring (anel de polegar) para a operação porque foi assim que o suspeito identificou a série de fotos e vídeos com conteúdo pornográfico infantil disseminada por ele na DeepWeb. Segundo a PF, o autor aparece usando nos referidos vídeos um anel desse tipo.

Leia Também:  Enem: documentos antigos serão descartados pelo Inep

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Operação da PF combate fraudes contra benefícios previdenciários

Publicados

em


A Polícia Federal (PF), juntamente com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deflagrou hoje (23) a Operação Senha Forte, para combater um grupo criminoso que fraudava benefícios previdenciários em vários estados, com prejuízos aos cofres públicos.

De acordo com a PF, os investigados promoviam a inclusão fraudulenta de dependentes/curadores fictícios nos sistemas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com vistas a levantamento de valores indevidos.

A investigação teve início com a prisão em flagrante de falsos dependentes/curadores, na cidade de Feira de Santana, na Bahia, em maio do ano passado, quando, fraudulentamente, tentavam sacar cerca de R$ 80 mil, referente a um benefício manipulado.

 Nesta nova ação policial foram cumpridas seis medidas judiciais: três mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária, nas cidades de Guarulhos, Ferraz de Vasconcelos e São Paulo, no estado de São Paulo, tendo como alvo pessoas que tinham por função arregimentar os falsos dependentes/curadores.

A PF estima que o prejuízo já supera R$ 31 milhões, em relação a mais de 100 benefícios previdenciários suspeitos. Valor que pode aumentar com o decorrer das investigações.

Leia Também:  Ministério da Fazenda autoriza reajuste de 10,215% das tarifas de serviços dos Correios; Em abril já houve aumento

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA