PORTO VELHO

Brasil

Polícia Federal combate acusados de tráfico de drogas no Rio

Brasil


A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (14) três mandados de prisão preventiva e sete mandados de busca e apreensão contra acusados de integrar grupo criminoso especializado na venda de drogas ilícitas no norte do estado do Rio de Janeiro. Cerca de 70 policiais participam da operação Trovão, feita em parceria com o Ministério Público (MPRJ).

Segundo as investigações, o grupo controla a venda de drogas na comunidade da Baleeira, na cidade de Campos dos Goytacazes, e usa empresas e laranjas para lavar dinheiro. Criminosos são suspeitos de comprar imóveis com o dinheiro ilegal. A operação identificou patrimônio de R$ 10 milhões pertencentes à organização.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em coletiva, deputados destacam a importância do 3º Fórum dos Legisladores Municipais
Propaganda

Brasil

Suplente de Gabriel Monteiro na Câmara do Rio figura ‘lista do Ceperj’

Publicados

em

Matheus Floriano, suplente de Gabriel Monteiro na Câmara do Rio
Reprodução Facebook / 19.08.2022

Matheus Floriano, suplente de Gabriel Monteiro na Câmara do Rio

Matheus Floriano foi eleito suplente pelo PSD nas eleições de 2020 com um total de 7.086 votos. Após a cassação de Gabriel Monteiro (PL) na tarde de ontem, Floriano assume a cadeira.

O Palácio Pedro Ernesto não é local estranho a Floriano, que foi vereador de abril de 2019 a maio de 2020. A previsão é que a posse seja realizada já na próxima terça-feira.

Segundo reportagem de O GLOBO, Matheus é filho do ex-deputado Francisco Floriano e recebeu R$ 51,4 mil da fundação Ceperj. O órgão é alvo de investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro sob suspeitas de irregularidades na folha de pagamento. 

“Floriano foi um dos nomes ligados a políticos que o GLOBO mapeou que constam na lista de saques feitos na “boca do caixa” pagos pelo Ceperj”, denuncia a matéria. 

A investigação revela que Matheus Floriano recebeu quantias em sete pagamentos, de fevereiro a julho, em uma agência bancária na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.  O valor dos saques foi de R$ 7,3 mil cada. 

Leia Também:  Estado do Rio registra queda no número de mortes violentas em janeiro

O GLOBO revela que Matheus concorreu a vereador no Rio usando o nome “Matheus Floriano” na urna em 2020, em referência ao nome do pai.

“De setembro do ano passado a janeiro deste ano, antes de entrar na lista secreta do Ceperj, Matheus figurou na folha de pagamento regular da Secretaria Estadual de Trabalho, com vencimentos de R$ 10 mil”.

A reportagem não conseguiu contato com Matheus e nem seu pai.

Evangélica, a família Floriano é ligada a Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago. Pai e filho se aproximaram do prefeito Eduardo Paes durante as eleições de 2020.

Matheus Floriano é o 2º suplente na chapa de Gabriel Monteiro. Porém o primeiro substituto, Eliseu Kessler, assumiu o mandato de Jones Moura, que entrou com deputado federal após a cassação de Flordelis liberar cadeira na câmara federal.

Leia Também:  Caso Gabriel Monteiro: testemunha acusa parlamentar de assédio

Floriano disputou sua primeira eleição em 2014 numa disputa vaga para deputado estadual. Na época Matheus teve apenas 85 votos em todo estado.

Na eleição de 2016, dois anos seguintes, concorreu para vereador da capital e teve 8.620 votos.

Matheus Floriano era assessor do ex-prefeito Marcelo Crivella até assumir seu mandato na Câmara em 2019. Ele foi exonerado na época do impeachment que Crivella enfrentou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA