PORTO VELHO

Brasil

Pressione os deputados federais de Rondônia contra o fim da aposentadoria

Brasil

Se o projeto de desmonte da Previdência – PEC 287 -, enviado pelo
governo ilegítimo e golpista de Temer ao Congresso Nacional, for
aprovado, milhões de pessoas morrerão sem direito à aposentadoria, e
muitos morrerão mais depressa pela queda da qualidade de vida.

Temer quer igualar a idade mínima de 65 anos para acesso à
aposentadoria de homens e mulheres, do campo e da cidade; quer
aumentar o tempo mínimo de contribuição de 15 para 25 anos; e o tempo
de contribuição de 49 anos para o recebimento da aposentadoria
integral.

Os golpistas têm pressa em restringir e dificultar ao máximo sua
aposentadoria. A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que está
debatendo as medidas e deve aprovar o texto até o próximo dia 20. E
até abril, eles esperam aprovar no plenário da Casa mais essa
perversidade contra a classe trabalhadora.

Pressione os deputados federais de Rondônia para votarem contra essa
iniciativa imoral e desumana. Ligue, mande e-mail, diga que se ele
votar pela aprovação do PL que acaba com a aposentadoria você nunca
mais votará nele e que ele estará na sua lista de traidores da classe
trabalhadora.

Leia Também:  Mega-Sena, concurso 2.023: duas apostas dividem prêmio de quase R$ 60mi

Veja abaixo a relação dos deputados federais de Rondônia, com os
telefones de seus gabinetes e e-mails parlamentares.

EXPEDITO NETTO (PSD)

Telefone: (61) 3215-5943 – Fax: 3215-2943

[email protected]

LINDOMAR GARÇON (PRB)

Telefone: (61) 3215-5548 – Fax: 3215-2548

[email protected]

LÚCIO MOSQUINI (PMDB)

Telefone: (61) 3215-5333 – Fax: 3215-2333

[email protected]

LUIZ CLÁUDIO (PR)

Telefone: (61) 3215-5643 – Fax: 3215-2643

[email protected]

MARCOS ROGÉRIO (DEM)

Telefone: (61) 3215-5930 – Fax: 3215-2930

[email protected]

MARIANA CARVALHO (PSDB)

Telefone: (61) 3215-5508 – Fax: 3215-2508

[email protected]

MARINHA RAUPP (PMDB)

Telefone: (61) 3215-5614 – Fax: 3215-2614

[email protected]

NILTON CAPIXABA (PTB)

Telefone: (61) 3215-5724 – Fax: 3215-2724

[email protected]

RONDINELI GONZALEZ – DRT 00700

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco

Publicados

em


Foi preso na Paraíba, nesta quarta-feira (28), um homem suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A prisão foi realizada pela Polícia Civil da Paraíba, que apontou Almir Rogério Gomes da Silva como sendo pertencente a uma milícia do Rio de Janeiro. Segundo a polícia paraibana, o grupo foi citado pela viúva do capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, morto na Bahia e suspeito de envolvimento no assassinato da vereadora, ao falar sobre quem teria matado Marielle.

“A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), no município de Queimadas/PB. O alvo estava na companhia de outro homem, que também foi preso. O nome do alvo principal está no site www.disquedenuncia.org.br, do Rio de Janeiro. Ele já foi denunciado pelo Ministério Público do RJ, que pediu a condenação do investigado com base no assassinato de Eliezio Victor do Santos Lima, em outubro de 2018”, detalhou, em nota, a Policia Civil da Paraíba.

Leia Também:  Auxílio Emergencial deve começar a ser pago no dia 5 de abril

De acordo com o delegado Diego Beltrão, da Draco, as investigações descobriram que Almir cometeu outro assassinado no Rio de Janeiro, no dia 3 de junho, o que pode ter sido o motivo para ele fugir para a Paraíba.

“Parte dos milicianos ligados ao homem capturado em Queimadas hoje foi presa em operações policiais naquele estado. Mas ele, que é um dos chefes desse grupo, conseguiu escapar dessas investidas. Trata-se de um criminoso muito perigoso, com indícios fortes de que estava traficando drogas e planejando ataques a instituições financeiras no nosso estado”, disse o delegado.

Segundo a nota da Polícia Civil da Paraíba, autoridades policiais do Rio de Janeiro já tomaram conhecimento da prisão e confirmaram a periculosidade do criminoso. “É um dos chefes de milícia mais procurados aqui no Rio de Janeiro”, declarou o delegado Henrique Damaceno, de acordo com a nota.

O suspeito capturado em Queimadas será levado sob escolta policial até o Rio de Janeiro, onde deverá responder pelos seus crimes. Marielle e Anderson foram mortos no dia 14 de março de 2018, emboscados no carro onde estavam, no bairro do Estácio, na região central do Rio. Estão presos e aguardam julgamento pelos assassinatos o sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa, e o ex-PM Élcio Queiroz.

Leia Também:  Prefeitura instalará postes de aço galvanizado e luminárias de LED nos viadutos da BR-364

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA