PORTO VELHO

Brasil

Quem comprou por enquanto dançou, Anvisa suspende prazo de análise de pedido de uso emergencial da vacina russa Sputnik V

Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste sábado (27) que suspendeu o prazo de análise do pedido de uso emergencial da vacina russa Sputnik V. A medida ocorre devido à falta de parte dos dados exigidos para a avaliação.

O pedido à instituição já havia sido solicitado na sexta-feira (26) pela União Química, que tem uma parceria com o Fundo de Investimento Direto da Rússia. A empresa já havia buscado o aval para o uso de 10 milhões de doses adquiridas pelo Ministério da Saúde no início deste mês.

AVALIAÇÃO
Segundo a Anvisa, uma triagem inicial dos documentos anexados no pedido apontou que faltava parte dos dados exigidos para a avaliação, como especificações de qualidade e informações do tempo médio de acompanhamento dos pacientes que fizeram parte dos estudos.

Com isso, o prazo para que a Anvisa decidisse sobre o pedido, previsto neste caso em sete dias úteis, foi suspenso até que haja a entrega dos documentos completos.

SITUAÇÃO DOS DOCUMENTOS
Enquanto isso, a equipe continuará a análise das informações já enviadas, informa a Anvisa. Assim que os dados restantes forem apresentados o prazo de sete dias úteis volta a correr.

Leia Também:  MP em Ariquemes instaura procedimento para fiscalizar execução do Plano de vacinação contra a Covid-19

Dados de painel lançado pela Anvisa neste sábado (27) mostram que, dos documentos previstos para serem apresentados, 62% estão em análise, 18,2% precisam de complementação e 18,7% ainda não foram entregues.

PRAZO MENOR
Em geral, o prazo de análise de pedidos de uso emergencial varia de dez dias (para vacinas com estudos no Brasil) a 30 dias (para aquelas com estudos no exterior, caso da Sputnik V).

A União Química, no entanto, fez o pedido com base na lei 14.124/2020, que dá prazo menor no caso de vacinas já aprovadas em alguns países – como a Rússia.

Questionada pela reportagem sobre a previsão de entrega dos demais dados, a União Química ainda não respondeu.
Além da vacina Sputnik V, a Anvisa também avalia outro pedido de uso emergencial de uma vacina contra a Covid: o da Janssen.

APROVAÇÃO DO USO EMERGENCIAL
A solicitação foi protocolada na quinta-feira (25). Até às 18h deste sábado, painel da Anvisa mostrava que, dos dados enviados, 62,5% já estavam com análise concluída, 36% ainda eram analisados e 0,9% ainda precisavam de complementação.

Leia Também:  FORTRESS – Operação da PF desarticula tráfico e lavagem de dinheiro em RO

Atualmente, a Janssen tem contrato para entrega de 38 milhões de doses de vacinas para o Ministério da Saúde assim que houver aprovação do uso emergencial. Destas, 16,9 milhões de doses são previstas até fim de julho, e o restante até novembro.

COM INFORMAÇÕESDA ANVISA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 33 milhões

Publicados

em

 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.371 da Mega-Sena, realizado nesta sexta-feira (12) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 04 – 15 – 30 – 36 – 39 – 48. O próximo concurso, no sábado (12), deve pagar R$ 33 milhões.

A quina teve 53 ganhadores e cada um receberá R$ 56.726,39. A quadra teve 3.480 acertadores e pagará o prêmio individual de R$ 1.234,19.

As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio nas lotéricas de todo o país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  #MEGASENA: ACUMULOU e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio na quarta, 14
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA