PORTO VELHO

Brasil

Receita Federal abre hoje consulta ao 3º lote de restituição do IR 2017

Brasil

A Receita Federal abre nesta terça-feira (8) a consulta ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2017. Serão contemplados mais de 2,012 milhões de contribuintes, totalizando cerca de R$ 2,8 bilhões em restituição. O lote multiexercício do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física inclui restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016.

O crédito bancário para os contribuintes será feito no dia 15 de agosto. Nesse lote, R$ 210,5 milhões serão destinados a contribuintes com preferência para receber a restituição: 45.576 idosos e 6.555 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Declaração retificadora

Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones, o que facilita a consulta às declarações do contribuinte e à situação cadastral no CPF – Cadastro de Pessoa Física.

Leia Também:  MJSP inaugura centro integrado de segurança pública em Campo Grande

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se a pessoa não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer um requerimento pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contactar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento no telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os montantes de restituição para cada exercício são corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Brasil

Fecomércio RJ lança instituto para promover sustentabilidade

Publicados

em


Levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) confirmou a demanda da sociedade por soluções que respeitem e preservem o meio ambiente. O estudo revelou que 76,1% dos habitantes do estado do Rio de Janeiro levam em consideração a preservação do meio ambiente em suas atitudes, um aumento de 12,9 pontos percentuais em relação ao levantamento efetuado em 2019. 

Ainda conforme o levantamento, 42,8% estão dispostos a pagar um valor maior por produtos ambientalmente adequados. O estudo foi realizado em outubro, com 243 cidadãos fluminenses.

A questão das mudanças climáticas também foi abordada pela pesquisa e revelou que 65,4% dos fluminenses consideram que elas estão associadas às suas ações rotineiras; 22% não consideram que estão associadas; e outros 12,3% não souberam informar.

A pesquisa serviu de base para o lançamento hoje (8) do Instituto Fecomércio de Sustentabilidade (IFeS), o primeiro instituto desse porte ligado a uma Federação do Comércio no país, no caso a Fecomércio RJ. 

Um dos objetivos principais do IFeS é estabelecer uma alternativa segura na implantação de programas que atuam no desenvolvimento do empreendedorismo social e ambiental, como elemento de promoção do crescimento humano, empresarial e das instituições, de modo a otimizar as práticas sustentáveis presentes na relação entre empresários e consumidores do comércio de bens, serviços e turismo fluminense.

Melhoria dos negócios

O presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, salientou que o IFeS contribuirá para um futuro melhor e mais sustentável para todos os cidadãos fluminenses. “Entre os diversos benefícios que o Instituto Fecomércio de Sustentabilidade proporcionará à economia do Rio de Janeiro, destaco a melhoria no ambiente de negócios, a meta do Plástico Zero (100% reciclado até 2030) e o aumento da adesão de todo setor empresarial”.

Leia Também:  Faria anuncia que TCU analisará edital do 5G em agosto

A meta é tornar esse projeto modelo para outras federações do Brasil, disse Queiroz Junior. “A sustentabilidade caminha na mesma direção e em paralelo ao desenvolvimento econômico, garantindo a manutenção do negócio alinhado às leis vigentes e às expectativas do consumidor, cada vez mais exigente com os comportamentos éticos e sustentáveis apresentados pelas empresas”, afirmou.

Pioneiro nesse segmento, o IFeS dará início a diversas iniciativas e propõe uma série de benefícios à sociedade, como geração de emprego e renda, orientação ao comércio local, apoio às cooperativas de catadores, preservação dos recursos naturais, entre outros.

Durante o lançamento foi apresentado o primeiro projeto piloto do IFeS, que é o programa RePET. Trata-se de uma máquina de coleta automatizada, construída especificamente para o descarte de garrafas pet e suas tampinhas plásticas. A iniciativa tem como base a logística reversa pós-consumo, processo que consiste na coleta e encaminhamento à reciclagem (ou outra destinação adequada) de produtos e seus resíduos após o descarte do consumidor final.

Nessa primeira fase, todos os colaboradores do Sistema Fecomércio RJ poderão depositar as garrafas na máquina modelo, que ficará instalada na sede da Fecomércio RJ, no bairro do Flamengo, zona sul da cidade. A população também poderá fazer o descarte no formato “Doador anônimo”, mas seus benefícios serão indiretos. O projeto fundamenta-se em três pilares: operação, rastreabilidade e comprovação legal e interação com o consumidor.

Leia Também:  Greve afeta funcionamento de três linhas de trem da Grande São Paulo

Premiação

As garrafas serão encaminhadas gratuitamente às cooperativas de catadores cadastradas no sistema, para serem comercializadas com a indústria da reciclagem de resíduos. A doação das garrafas resultará em premiações para os colaboradores, que poderão ganhar benefícios do Sistema Comércio, como hospedagens nos hotéis Sesc RJ, descontos em cursos do Senac RJ, entre outros.

Além das garrafas plásticas, serão arrecadadas as tampinhas plásticas, que vão ser destinadas aos projetos “Rodando com Tampinhas” e “Pet Solidário”. Ao longo do processo serão gerados relatórios detalhando a ‘performance’ do impacto gerado pelo projeto. O Sistema Fecomércio RJ fará o acompanhamento em tempo real dos volumes resgatados e dos indicadores de sustentabilidade atrelados à ação.

O diretor do IFeS, Vinícius Crespo, ressaltou que o setor privado “tem um papel essencial no processo de amadurecimento das práticas de sustentabilidade, pois tem a agilidade necessária para impulsionar as inovações e tecnologias e, ainda, atuar como influenciador e engajador dos mais diversos públicos – governos, fornecedores, colaboradores e consumidores”.

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA