PORTO VELHO

Brasil

Rondônia tem a terceira maior tarifa aérea do Brasil

Brasil

Os dados estão na plataforma Indicadores de Tarifas Aéreas Domésticas atualizada neste começo de junho pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

No país, o valor médio foi de R$ 548,16, 21% superior em relação ao valor acumulado nos três primeiros meses de 2019, período pré-pandemia, quando o bilhete foi vendido, em média, por R$ 453,51.

De acordo com os dados do painel de indicadores, o Distrito Federal foi a Unidade da Federação com a menor média de preço apurada nos três primeiros deste ano, R$ 460,04, seguido por Amapá, R$ 496,85, e Espírito Santo, R$ 497,39. Por outro lado, as maiores médias foram praticadas nos estados de Roraima, Acre e Rondônia, com R$ 769,47.

De janeiro a março de 2022, o valor médio pago pelo passageiro por quilômetro voado, também conhecido na aviação como yield tarifa aérea médio doméstico real, foi de R$ 0,425, alta de 9,1% frente aos dados computados três anos antes, quando o indicador custava cerca R$ 0,390. Nesse item, o estado do Ceará apresentou o menor valor do yield, de R$ 0,296. Minas Gerais foi a UF que apresentou o maior valor médio por quilômetro voado, de R$ 0,614.

Os dados do 1º trimestre do ano também mostram que 35,9% dos bilhetes aéreos comercializados custaram menos de R$ 300. Segundo os números do painel, as passagens vendidas por até R$ 500 teve a maior fatia nesse mesmo período, com cerca de 60%. As tarifas acima de R$ 1.000 somaram quase 13% do total.

Leia Também:  Série original Nossos Biomas estreia na TV Brasil neste domingo

Quanto aos indicadores relacionados aos custos mais significativos da indústria, no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2019, houve aumento de 82,7% no preço do combustível de aviação. A taxa de câmbio do real frente ao dólar teve aumento 38,7% no mesmo período de comparação. Tanto o dólar quanto o querosene de aviação tiveram forte influência nos custos de combustível que representam cerca de 29,3% das despesas dos serviços aéreos.

As tarifas médias de ida e volta na classe econômica praticadas no mercado internacional registraram queda na América Central e alta nos demais continentes nos primeiros três meses de 2022 em relação a 2019. Nos demais continentes, observou-se alta, em média de 6,4%, conforme apontam os Indicadores de Tarifas Aéreas Internacionais.

Os indicadores completos de tarifas aéreas do transporte aéreo brasileiro são atualizados de forma mensal e podem ser consultados no portal da ANAC na internet.

 

Gratuidade de bagagens pode elevar passagem

O retorno da gratuidade no despacho de bagagens em voos nacionais e internacionais pode impactar diretamente nos preços das passagens,

Isto porque, para evitar perda de receita, as companhias aéreas poderão embutir o custo do serviço no valor da tarifa, tanto para voos nacionais quanto internacionais.

Leia Também:  Potencial do pescado de Rondônia chama atenção de embaixador de Israel

A Câmara dos Deputados concluiu no dia 24 de maio a análise da medida provisória (MP) que flexibiliza a legislação do setor aéreo.

Entre outros pontos, o texto restabelece o despacho gratuito de bagagem de até 23 quilos em voos nacionais e de até 30 quilos em voos internacionais. A MP será enviada à sanção presidencial.

De acordo com o economista Tiago Queiroz Oliveira, mesmo que haja a ampla concorrência entre as companhias, é importante observar que todas terão o mesmo impacto se a medida entrar em vigor.

“Certamente é uma receita que as companhias vão deixar de ter e é muito provável que esse custo seja passado para o consumidor porque alguém tem que pagar a conta”, explica.

O economista ainda lembra que com o processo inflacionário e a alta dos combustíveis, especialmente nos dois últimos anos, os custos que as empresas aéreas tiveram a mais, por exemplo, com a querosene, foi repassada ao consumidor.

Seguindo essa lógica, caso percam a fonte de receita que a taxa de despacho gera, esse custo será repassado aos clientes na tarifa, uma vez que as empresas precisarão ter outras formas de arrecadação para compensar o despacho sem cobrança de taxa extra.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Rio restabelece parte dos serviços atingidos por ataque hacker

Publicados

em

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai utilizar, a partir de hoje (19), o site prefeitura.rio como plataforma para transmitir informação à população até que os serviços do portal estejam totalmente restabelecidos. Para tentar amenizar os problemas enfrentados pelos usuários, a prefeitura já vinha usando todos os perfis do município nas redes sociais para prestar os serviços, uma vez que eles não foram atingidos por um ataque cibernético da madrugada de segunda-feira (15).

Segundo a administração municipal, o ataque hacker na segunda-feira ao Datacenter foi registrado na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) para que o responsável possa ser identificado e punido. “Mais informações estão sendo levantadas e serão repassadas às autoridades policiais”, informou a prefeitura.

Ontem (18) à noite, além da consulta às edições anteriores, a equipe da Empresa Municipal de Informática (IplanRio) conseguiu fazer a publicação do Diário Oficial do Município. Conforme a prefeitura, com isso, a edição de ontem e a desta sexta-feira já estão à disposição da população e podem ser acessadas no endereço do Diário Oficial.

O trabalho para o restabelecimento total do Datacenter municipal e a volta de todos os sistemas tem sido feito de maneira ininterrupta pelos servidores da IplanRio. “Os sistemas já recuperados vão permanecer offline até que o ambiente digital esteja seguro em sua totalidade”, disse a prefeitura.

“A prefeitura pede a compreensão dos cariocas e ressalta que os servidores seguem trabalhando 24 horas para recuperar o sistema na sua integralidade o mais rápido possível”, assegurou.

Apesar dos avanços, tanto o retorno online do Portal da Prefeitura, como todas as páginas de serviços aos cidadãos, segue sem previsão.

Leia Também:  Ministério da Justiça deflagra ação para proteger terra indígena no PA

Saúde

Na Secretaria de Saúde, o atendimento aos pacientes não foi afetado. O Sistema de Regulação (Sisreg), hospedado no datacenter do Ministério da Saúde, continua funcionando normalmente.

A situação é diferente em algumas unidades de saúde, que funcionam com a rede do Iplan. Nesses locais, não é possível inserir novos pedidos de exames e consultas nos sistemas de regulação. “Neste caso, o processo está sendo registrado manualmente para depois ser inserido. Nas unidades de urgência e emergência, o atendimento segue normal, mas foi preciso retornar ao prontuário de papel”, informou a prefeitura.

O Instituto de Vigilância Sanitária (Ivisa-Rio) está temporariamente sem os serviços de Licenciamento Sanitário Online, consulta aos processos eletrônicos, emissão de documentos online, agendamento de castração e sistema de chipagem animal. Já os atendimentos nas unidades veterinárias e as demandas de zoonoses, além de fiscalizações, ocorrem sem interrupções.

Fazenda

Os sistemas fazendários continuam fora do ar, incluindo arrecadação de IPTU e de emissão de nota fiscal, pagamento do imposto sobre a transmissão de bens imóveis (ITBI). A Secretaria de Fazenda e Planejamento informou que mesmo com o problema no portal, a arrecadação não deve ser atingida pelo período de paralisação.

“As guias de ITBI emitidas no site podem ser pagas até a data de vencimento, que é o prazo de 30 dias após a emissão. Quem não imprimiu com antecedência uma guia, sem mora ou multa, que tenha vencimento nesses dias, pode simplesmente gerar um novo protocolo para receber outra guia com nova data de vencimento. As guias de ITBI que são emitidas após a escritura do imóvel, com incidência de mora ou multa, têm o mesmo valor até o último dia útil do mês”, informou.

Leia Também:  PF deflagra operação contra desvios de recursos no Conselho Regional de Odontologia

A prefeitura lembra que as guias de pagamento do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e do Imposto sobre Serviços (ISS) vencem no início do mês. “Caso o contribuinte não tenha realizado o pagamento dentro da data de vencimento, é importante lembrar que o valor da multa é mensal e vale até o último dia útil de agosto”.

Já os contribuintes que emitem a Nota Carioca podem preencher um Recibo Provisório de Serviço (RPS), obtido virtualmente ou em papelarias, e realizar a substituição pela Nota Carioca posteriormente.

“Para não prejudicar o contribuinte, a Secretaria de Fazenda e Planejamento publicará uma resolução em que não vai considerar como dias úteis os dias de paralisação do sistema”, informou a prefeitura.

Assistência e educação

O atendimento de CadÚnico nos centros de referência de assistência social (Cras) foi suspenso pela Secretaria de Assistência Social, mas os outros atendimentos estão funcionando normalmente.

Na área da educação, as aulas não foram suspensas em consequência do ataque hacker na rede municipal de ensino e nem houve prejuízos à vida acadêmica.

Os serviços do Centro de Operações (COR), o 1746 e o aplicativo Táxi.Rio operam normalmente.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA