PORTO VELHO

Brasil

Sesc-RJ investirá R$ 30 milhões em produções artísticas

Brasil

Terminam no dia 8 de julho as inscrições de propostas artísticas de todo o país para o Edital de Cultura Sesc-RJ Pulsar 2022/2023. A iniciativa quer fomentar e apoiar a produção artística e cultural em suas diversas manifestações, estimulando os processos artísticos em desenvolvimento com a formação de público e a inclusão social. Serão distribuídos, no total, R$ 30 milhões para as produções artísticas selecionadas, incluindo o edital principal e seus desdobramentos, que serão lançados ainda este ano, para outros projetos culturais estratégicos.

O presidente do Sesc-RJ e do Sistema Fecomércio-RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, lembrou que, no ano passado, foi lançada a primeira edição do Edital Sesc-RJ Pulsar. “O sucesso da iniciativa pode ser observado hoje nos nossos equipamentos culturais, que estão recebendo uma enorme variedade de obras artísticas, de elevada qualidade técnica e com conteúdos de grande relevância social”. Queiroz Junior destacou que, este ano, o Sesc-RJ está consolidando o edital como uma ferramenta de democratização da cultura e de fomento a esse setor da economia que foi bastante afetado durante a pandemia, merecendo, por isso, toda a nossa atenção”.

Leia Também:  TV Brasil exibe espetáculo da Amazonas Band neste sábado

O edital se baseia em três pilares, representados pelos verbos reconectar, movimentar e impulsionar. A intenção é reconectar o artista com o palco, movimentar a relação dele com o público do Sesc-RJ e impulsionar o fazer artístico em todas as suas esferas. O título Pulsar remete à ideia de “estar vivo”, numa alusão à resistência da cultura diante da pandemia da covid-19, informou o presidente do Sesc-RJ.

Pessoas jurídicas

Podem se inscrever no edital projetos de todo o Brasil de exposições de artes visuais; de audiovisual expandido; espetáculos teatrais, circenses e de dança; temporadas de teatro, dança e circo; realizações literárias; apresentações musicais; além de licenciamento de curtas-metragens, destinados aos públicos adulto e infantil. As inscrições são feitas por meio de formulário eletrônico disponível no site do Sesc RJ (www.sescrio.org.br) e estão abertas a pessoas jurídicas estabelecidas no Brasil, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural, legalmente constituídas, além de microempreendedores individuais (MEI).

A seleção ocorrerá em duas etapas, sendo a primeira de caráter eliminatório, quando serão avaliadas a documentação e adequação técnica da proposta. Na segunda etapa, os projetos serão analisados pela Comissão de Seleção e Avaliação do Sesc-RJ. A divulgação dos resultados está prevista para acontecer no dia 28 de outubro.

Leia Também:  Dia dos Namorados: 4 dicas para economizar na hora de comprar o presente

As obras selecionadas serão apresentadas em diferentes ambientes como espaços expositivos, salas de teatro, auditórios e espaços abertos dentro das unidades do Sesc no território fluminense. Os valores destinados a cada produção dependem do porte e da linguagem artística, informou o Sesc-RJ.

Edição: Kelly Oliveira

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

‘Virou minha inimiga’, diz idosa que sofreu golpe milionário da filha

Publicados

em

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio
Reprodução Redes Sociais – 10.08.2022

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio

Vítima de um golpe milionário envolvendo obras de arte, a viúva do colecionador Jean Boghici disse ontem ao Fantástico, da TV Globo, que a filha Sabine, responsável pelo plano e presa na última quarta-feira, se tornou sua “inimiga”. Inicialmente enganada por falsas videntes, Geneviève Boghici, de 82 anos, chegou a transferir mais de R$ 5 milhões em duas semanas antes de desconfiar da trama. Quando decidiu parar com os depósitos — pagamentos para um suposto tratamento espiritual para evitar que Sabine morresse por conta de uma maldição —, ela passou a ser ameaçada, até de morte, e a ter quadros e joias roubados.

Por trás do esquema, estão Sabine e Rosa Stanesco Nicolau, conhecida como Mãe Valéria de Oxossi, que mantêm um relacionamento. Rosa, que incluiu parentes no golpe, também foi presa pela Polícia Civil, na Operação Sol Poente. Geneviève não quer dar entrevistas, mas leu uma carta com “algumas reflexões”:

“Não procurei mais cedo a Justiça porque meu estado físico e emocional estava muito abalado. E eu estava também com muito medo. Não é fácil falar de filha, ainda mais numa situação dessa. Filha que foi criada com muito amor, com carinho e todo o conforto. E que, de repente, vira seu maior inimigo e pesadelo, lhe fazendo temer pela sua própria vida. Mas, graças a Deus e aos meus amigos, a Justiça foi feita. Me sinto agora protegida e livre de uma situação que poderia ser macabra.”

Os prejuízos à idosa somariam mais de R$ 700 milhões. Ela diz ainda sentir medo:

“É um processo que está acontecendo, e o meu medo não passou totalmente.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Inscrições para concurso da CGU vão até dia 1º de fevereiro

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA