PORTO VELHO

Brasil

Theatro Municipal do Rio reabre visitas presenciais guiadas

Brasil


O Theatro Municipal do Rio de Janeiro (TMRJ) inicia amanhã (10) sua reabertura presencial ao público com visitas guiadas, que podem ser agendadas pelo telefone (21) 2332-9227 e no e-mail [email protected].

A presidente da Fundação Teatro Municipal, Clara Paulino, esclareceu hoje (9), em entrevista à Agência Brasil, que, para atender a todos os requisitos de segurança, as visitas serão feitas em dois dias da semana para organizações não governamentais (ONGs) e escolas e em outros dois dias para o público em geral, em dois horários, sendo um pela manhã e outro à tarde. Cada turma de visitantes deverá ter, no máximo, 15 pessoas. No caso de escolas, o número de integrantes por turma será limitado a 20 pessoas, incluindo professores e pessoal do equipamento que acompanhará a visita.

A visita guiada começará pela avenida Rio Branco, onde as pessoas conhecerão o Salão Assirius, passando, em seguida, pelas principais áreas do teatro, incluindo a sala de espetáculos e camarotes, que não eram contemplados no período pré-pandemia do novo coronavírus. 

“Quem for à visita guiada vai ter acesso ao circuito completo. A visita foi revista, com acréscimo de novas áreas. É uma primeira ação de retomada e quem for vai ter acesso a todo o espaço”, disse Clara.

“A gente reduziu o número de dias de visitas guiadas, bem como a quantidade de público nos horários” acrescentou. As visitas serão feitas somente às quintas e sextas-feiras, inicialmente, com a expectativa de ampliação do número gradativamente. “A gente pede sempre que o visitante chegue 15 minutos antes para retirar o ingresso, mas ele já está pré-agendado”.

Segurança

Os guias estarão usando equipamentos de segurança, como máscaras e protetor facial modelo face shield de acrílico durante todo o circuito. Em todos os ambientes da visita será disponibilizado álcool gel, e os visitantes terão a temperatura aferida. Será pedido aos visitantes que permaneçam com máscaras, mesmo no momento de tirarem fotos.

Leia Também:  Coronavírus: STF autoriza governadores e prefeitos a restringirem estradas e aeroportos

Antes da pandemia de covid-19, o setor educativo do Theatro Municipal chegava a receber 600 pessoas por semana nas visitas guiadas. Clara admitiu que, neste primeiro momento de reabertura das atividades presenciais, esse é um número muito alto para ser alcançado. A expectativa é ampliar gradativamente o número de visitantes e de dias de visitas guiadas.

Ao fazer seu agendamento, o visitante vai selecionar a data e o horário desejados e a equipe especializada do teatro entrará em contato por e-mail para confirmação ou sugestão de outro horário, no caso de lotação esgotada. As pessoas que não realizarem o agendamento poderão adquirir o ingresso no local, se houver vaga na turma. A visita guiada terá duração aproximada de uma hora.

Graças à parceria firmada pelo Theatro Municipal com o RioSolidário, os visitantes de entrada inteira poderão pagar meia-entrada. Para isso, basta que levem um quilo de alimento não perecível e apresentem na entrada do teatro. 

Os alimentos serão entregues ao RioSolidario, organização sem fins lucrativos que desenvolve projetos voltados para pessoas em situação de risco ou vulnerabilidade. Ela conta hoje com 1.300 instituições cadastradas nos 92 municípios do estado. Os bilhetes têm preços de R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada, destinada a estudantes, menores de 21 anos, idosos com mais de 60 anos, pessoas com deficiência, professores da rede pública e quem levar um quilo de alimento não perecível. Guias de turismo credenciados têm direito à gratuidade. A forma de pagamento é somente em dinheiro.

Leia Também:  Lagarta ataca castanheira e pode comprometer safra de 2018

Tour em 3D

Esta semana, o  Theatro Municipal deu início também ao Tour Virtual 3D do equipamento, para as pessoas que ainda não se sentem confortáveis e em segurança para efetuar as visitas presenciais. O tour virtual em 3D já está disponível para os interessados nas redes oficiais do teatro no Facebook e no Instagram

O teatro passou a integrar o Acervo Caroline Lorraine, criado em 2018 pelo engenheiro André Nunes e pelo arquiteto Paulo Coutinho. Juntos, eles utilizaram a tecnologia 3D, muito usada nos Estados Unidos para o mercado imobiliário e, com o mesmo sistema, decidiram elaborar percursos virtuais para preservar a memória brasileira, de forma voluntária.

Desde então, já foram feitos diversos tours (passeios) virtuais de locais importantes do Rio de Janeiro como o Mosteiro de São Bento, o Gabinete Português de Leitura, a Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, a Igreja da Nossa Senhora da Candelária, o Palácio das Laranjeiras e o Palácio Guanabara, entre outros.

“É possível que o visitante acesse e caminhe virtualmente por todas as áreas do Theatro Municipal. É bem legal”, disse a presidente da Fundação Teatro Municipal. O Tour virtual 3D do teatro é totalmente gratuito.

O nome do projeto é uma homenagem a Caroline Josepha Leopoldina Franziska Ferdinanda de Habsburg-Lorraine, também conhecida como Imperatriz Leopoldina do Brasil. Quando chegou ao país para casar com Dom Pedro I, veio acompanhada da Missão Científica Austro-Alemã, composta por artistas e cientistas cujos trabalhos foram de grande importância para o mundo, que não conhecia ainda o continente americano. 

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Operação da PF combate fraudes contra benefícios previdenciários

Publicados

em


A Polícia Federal (PF), juntamente com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deflagrou hoje (23) a Operação Senha Forte, para combater um grupo criminoso que fraudava benefícios previdenciários em vários estados, com prejuízos aos cofres públicos.

De acordo com a PF, os investigados promoviam a inclusão fraudulenta de dependentes/curadores fictícios nos sistemas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com vistas a levantamento de valores indevidos.

A investigação teve início com a prisão em flagrante de falsos dependentes/curadores, na cidade de Feira de Santana, na Bahia, em maio do ano passado, quando, fraudulentamente, tentavam sacar cerca de R$ 80 mil, referente a um benefício manipulado.

 Nesta nova ação policial foram cumpridas seis medidas judiciais: três mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária, nas cidades de Guarulhos, Ferraz de Vasconcelos e São Paulo, no estado de São Paulo, tendo como alvo pessoas que tinham por função arregimentar os falsos dependentes/curadores.

A PF estima que o prejuízo já supera R$ 31 milhões, em relação a mais de 100 benefícios previdenciários suspeitos. Valor que pode aumentar com o decorrer das investigações.

Leia Também:  Quem comprou por enquanto dançou, Anvisa suspende prazo de análise de pedido de uso emergencial da vacina russa Sputnik V

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA