PORTO VELHO

Artigos

Produtores de leite em Rondônia insatisfeitos; Baixa na colheita da soja; Bedin fez compromisso de manter a preservação amazônica

Artigos

Um negociante…!

Napoleão Bonaparte, estadista Frances (1796/1821) frisava que, “o líder é um negociante da esperança”. Esta na hora do Brasil descobrir um líder que possua condições morais para cativar o sentimento de uma sociedade à beira do desespero. Que tenha humildade de aceitar às criticas, entenda a força dos desafios e planeje soluções, dividindo e decretando responsabilidades. Um líder não estimula divisões, pelo contrário agrega valores num momento histórico sem precedentes como este que atravessamos, com mais de 14 milhões de pessoas desocupadas sobrevivendo abaixo da linha da miséria, tendo puro e tão somente o agronegócio oferecendo uma luz no final do túnel.

Desculpem, mas não poderia deixar passar em branco, os 57 anos, daquele evento de 31 de março registrado como “A Revolução de 1964”, movimento histórico que deixou marcas indeléveis na vida de milhares de brasileiros. Fora um período de arbítrio, em que a imprensa passou momentos delicados sob a tesoura da censura, os direitos individuais e políticos desrespeitados, prisões e torturas, assim como o exílio aos que não concordavam com o sistema.

Que tempos escuros são aqueles, que oxalá não retorne mais. Contudo, vamos seguir acreditando que as crises se resolvem com dialogo e trabalho, respeito às leis e autoridades constituídas. Acreditar no campo que produz e coloca “bóia” na mesa dos brasileiros, nos homens e mulheres de boa vontade, pois é sempre melhor uma democracia atabalhoada do que uma ditadura, sem respeito às leis e direitos individuais.

Não repetirá

Ausência de chuvas no período do plantio, excesso de águas, na época da colheita da soja em Rondônia, provocará uma queda na qualidade dos grãos, assim como uma baixa em torno de 10% no número de toneladas na safra 2020/2021. A previsão é do engenheiro agrônomo, Robson Rizzon da Central Agrícola em Vilhena, uma vez que Cone-Sul, também o excesso de chuvas prejudicou a colheita. No município de Porto Velho, os produtores rurais enfrentam as mesmas dificuldades dos lavoureiros no Sul do estado.

Leia Também:  Nova recessão mundial?

Insatisfeitos

Os produtores de leite em Rondônia, insatisfeitos com o preço do litro do produto R$ 1,20 pago pelos laticínios decidem até segunda-feira (05), se decretam uma greve total ou parcial, uma vez que eles desejam que o litro de leite seja quitado no valor de R$ 1,60, o que os laticínios não aceitam pagar. De acordo com Hélio Dias, presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Rondônia (Faperon), que vem mediando as negociações, os laticínios estão irredutíveis e não concordam com o valor proposto pelos produtores rurais.

Alerta Amarelo!

A diplomacia americana alertou essa semana que o presidente Joe Bedin, vai endurecer o jogo se o governo brasileiro, não mudar a política de preservação ambiental na Amazônia, combatendo as queimadas e desmatamentos. Antes de assumir o comanda da maior potência do planeta, Joe Bedin fez compromisso público de manter a preservação amazônica, evitando novas derrubadas de matas, assim como evitando a expansão do agronegócio na região.

Tudo em ordem!

Os técnicos da Suframa, em Manaus e da Sudam em Belém do Pará, colocam em ordem os últimos detalhes para o encontro dos governadores do Amazonas, Wilson Dias, do Acre, Gladson Camelli e de Rondônia, Marcos Rocha, e outras autoridades agendado para os 19 e 20 de abril na capital amazonense, quando será firmado o consórcio entre os três estados conhecido como AMACRO, beneficiando 32 municípios com projetos técnicos e ambientais. De acordo com informações da assessoria da Suframa, é aguardada a confirmação da presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Leia Também:  COLUNA SIMPI - Hora de vender mais e o Simpi te ajuda com Kypséli

Café e peixe

Os bancos da Amazônia e do Brasil, em Rondônia, mesmo diante da crise política e social que vem afetando a economia em outras regiões, por aqui continuam liberando recursos para implementar a produção de café e peixe, bem como outros setores ligados ao agronegócio. O Secretário de Agricultura, Evandro Padovani aposta no crescimento sustentável da cafeicultura e piscicultura nas áreas cultivadas pelos médios e pequenos produtores rurais.

Cursos remotos

Com uma carga horária média de 24 a 32 horas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) lança a partir de 19 de abril 30 cursos para produtores rurais, com destaque para as boas práticas nas agroindústrias e controle integrado de pragas no cultivo do café e cacau. De acordo com Emerson Lira, superintendente estadual do SENAR, os cursos online ao vivo com quatro horas/diária presenciais visam preparar os pequenos e médios produtores rurais e seus familiares para desenvolver atividades no campo após a pandemia.

Finalizando

Desejando uma boa Páscoa, sempre lembrando que o coronavirus continua grassando vidas, por isso não esqueça a máscara, deixe as aglomerações e festas para depois.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Artigos

Não temos outra morada física senão a Terra

Publicados

em

Andamos alegremente esquecidos de que somos criaturas dependentes da Mãe Natureza; portanto, devemos cuidar muito bem dela. Quanto às Profecias Bíblicas, a exemplo do Sermão Profético de Jesus (Evangelho, segundo Mateus, capítulo 24) e do Apocalipse, não são para apavorar. Pelo contrário, servem de aviso milenário. Assustador é o que faz o ser humano. As predições são alertamentos de Deus a respeito deste fato: se prosseguirmos como vamos indo, usando mal o nosso livre-arbítrio, as consequências serão tais, tais e tais. As admoestações dos Profetas, pois, não são para atemorizar ou mesmo “visões” de quaisquer doidivanas. Na verdade, debiloide é a ação de gente considerada prática, e que de prática não tem nada, mas, sim, de gananciosa e suicida, porquanto não temos outra morada a não ser este sofrido planeta, cuja paciência vai-se flagrantemente esgotando. Razão por que Jesus, o Profeta Divino, no Seu Evangelho, consoante Mateus, 24:21, diz, ao se referir à Grande Tribulação, que esta será como nunca vista, desde a fundação do mundo, nem jamais se repetirá. Tal fato de tamanha envergadura não se deu na Terra ainda. Pelo menos no período em que nós, seres humanos, passamos a habitar sobre a sua face. E aqui a transcrição do versículo 22: “Se Deus não abreviasse aqueles dias, nem os escolhidos seriam salvos”. Mas haverá sobreviventes, sim, pois o Cristo, o Supremo Governante do planeta Terra, não assinou o plano de destruição deste orbe pelos homens enlouquecidos. E mais: Quem Nele confia não perde o seu tempo, porque Jesus é o Grande Amigo que não abandona amigo no meio do caminho.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

[email protected]www.boavontade.com

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  JÚNIOR GONÇALVES ASSUME A CASA CIVIL COM A MISSÃO DE APROXIMAR CADA VEZ MAIS GOVERNO E ASSEMBLEIA
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA