PORTO VELHO

Esporte

Benitez é apresentado ao São Paulo e recebe a camisa 8

Esporte


A camisa 8 do Tricolor é de Benitez! Nesta quarta-feira (7), no Morumbi, o argentino foi apresentado, recebeu as boas-vindas do Presidente Julio Casares e concedeu entrevista coletiva como novo reforço do clube para a temporada.

“Não preciso falar da grandeza do São Paulo, é um clube muito grande mundialmente. Na Argentina é muito conhecido, no mundo também, então a motivação é muito grande. É um clube que ganhou muitos títulos, um time que está em um crescimento grande. O escudo foi a principal motivação para vir para cá. Vou tratar de dar meu máximo para cumprir as expectativas”, afirmou o jogador, que falou sobre o emblemático número 8 são-paulino.

“Vou usar uma camisa muito pesada, Silas usou, Kaká usou, Muricy também e muitos ídolos. A história do São Paulo é muito linda, é muito bom vir ao Morumbi e ver tudo que já ganharam. É algo especial poder viver isso de dentro, estar em um clube tão grande”, revelou.

O meio-campista, que foi um dos destaques do Vasco Gama na temporada passada, assinou contrato por empréstimo até 31 de dezembro deste ano – com opção de compra ao término deste período.

  São Paulo | Sub-17 abre semifinais da Copa do Brasil

Leia Também:  Genus divulga programação para jogo contra o Rondoniense

“Vou tratar de ganhar meu lugar, respeitando meus companheiros, o torcedor e este escudo que é muito grande. Espero que possa estrear o mais rápido possível, assim esse sonho se torna realidade, mas isso depende de mim no dia a dia. Sempre a decisão que a comissão tomar será a melhor para o São Paulo”, comentou Benitez, que também avaliou como poderá reforçar a equipe de Hernán Crespo.

“Minha principal característica é fazer a equipe jogar, armar as jogadas para que os atacantes tenham mais facilidade para fazer gols. Na hora de defender, ser um defensor a mais, porque é o que o nosso treinador pede. Posso jogar no meio, mais adiantado ou perto do centroavante. Na ideia de jogo que tem o Crespo, creio que posso fazer duas ou três posições tranquilamente”, analisou.

Por fim, o novo camisa 8 também projetou a disputa da Conmebol Libertadores. “Temos muito desafios este ano, como argentino gosto de desafios. Quero estar à altura e cumprir os objetivos deste ano. Queremos ser protagonistas nos 90 minutos, estar 100% em cada jogo. Jogar a Libertadores é uma oportunidade muito grande, quero entrar na história do São Paulo, cumprir as expectativas, que seja um bom ano para todos”, afirmou o atleta, que acrescentou.

  Grêmio treina com foco no duelo contra o São Paulo

Leia Também:  Decisivo na Argentina, Gustavo Scarpa exalta Recopa e pondera: ‘Não tem nada ganho’

“Jogar a Libertadores é muito bom, joguei com o Independiente e foi o nível mais alto da minha carreira. O São Paulo é muito grande, a camisa pesa. Esperamos que a gente use esse peso da camisa ao nosso favor. É um time muito respeitado, ninguém quer o São Paulo em seu grupo. Os times que já ganharam Libertadores, que sempre competem, são mais complicados para os rivais”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esporte

Renan marca pela primeira vez como profissional e se torna 3º mais jovem a fazer gol pelo clube na Liberta

Publicados

em


“Foi um jogo muito difícil, falta de concentração não teve, mas perdemos um jogador (Alan Empereur, expulso) e logo em seguida tomamos o gol. Lutamos até o fim, concentramos novamente e saímos com a vitória. Tomar dois gols muito rápido dá um frio na barriga da equipe, a equipe se desconcentra, mas o importante é que conseguimos voltar rápido para o jogo. Sempre bom vencer fora de casa em uma competição como a Libertadores”, analisou o defensor a importância do gol marcado.

  Elenco profissional do Palmeiras realiza treino tático e técnico

Leia Também:  Equipe do Coloradose reapresenta mirando duelo com o Aimoré

De quebra, o gol trouxe ao jogador uma marca extremamente relevante para a sua carreira: ele se tornou o terceiro jogador mais jovem a atuar pelo Palmeiras na história da Libertadores, hoje com 18 anos, 11 meses e 2 dias, apenas alguns dias mais velho do que Gabriel Jesus, segundo mais novo a ter estufado as redes pelo Verdão no Continental, que tinha 18 anos, 11 meses e 2 dias quando marcou contra o River Plate do Uruguai, em 16/02/2016. Contudo, o mais jovem a ter feito um gol como profissional do Verdão por esta competição continua sendo Gabriel Veron, que em 21/10/2020 marcou um gol pela Libertadores na goleada por 5 a 0 sobre o Tigre, da Argentina, aos 18 anos, 1 mês e 19 dias.

Antes, figurava ainda neste top 3 Gabriel Menino, que anotou contra o Bolívar-BOL, na vitória do Palmeiras fora de casa por 2 a 1 aos 19 anos, 11 meses, e 16 dias, isso no dia 16/09/2020. Porém, agora como Renan desbancou Menino, o camisa 25 passou a ser o novo quarto colocado no geral.

O zagueiro chegou ao Verdão em 2015, aos 13 anos de idade, e desde o início de 2019 começou a jogar também como lateral-esquerdo pelo Sub-17. O bom desempenho agradou, e o jovem ganhou a polivalência como uma de suas características. Na base, conquistou importantes troféus pelo Palmeiras e pela Seleção Brasileira – entre eles, o bicampeonato paulista sub-15 (2016 e 2017), o Campeonato Paulista Sub-17 (2018), a Copa do Brasil Sub-17 (2019), a Supercopa do Brasil Sub-17 (2019) e o bicampeonato do Mundial de Clubes Sub-17 (2018 e 2019), além da Copa do Mundo Sub-17 em 2019 pelo Brasil.

  Com um jogador a menos, Palmeiras é derrotado pelo Coritiba

Leia Também:  Botafogo SP supera Ituano e conquista a 1ª vitória no Campeonato Paulista

Em 2020, seu primeiro ano de transição ao time principal, o jovem e habilidoso canhoto teve participação direta no título da Copa Libertadores, com um jogo disputado, e da Copa do Brasil, com duas partidas. A partir de então, foi efetivado no plantel profissional e teve a oportunidade de sair jogando nos quatro primeiros duelos da temporada 2021, quando liderou o ranking de desarmes no elenco – curiosamente, o duelo desta noite foi a sua primeira partida desde a sequência de jogos que participou a partir do início da temporada.

Confira abaixo a lista dos palmeirenses mais jovens a balançarem as redes em Libertadores:

Gabriel Veron
18 anos, 1 mês e 19 dias
16/02/2016: River Plate-URU 2×2 Palmeiras

Gabriel Jesus
18 anos, 10 meses, e 13 dias
16/02/2016: River Plate-URU 2×2 Palmeiras

Renan
18 anos, 11 meses e 2 dias
21/04/2021: Universitário-PER 2×3 Palmeiras

Gabriel Menino
19 anos, 11 meses, e 16 dias
16/09/2020: Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras

Keirrison
20 anos, 1 mês, e 26 dias
21/09/2009: Palmeiras 5×1 Real Potosí-BOL

Caio Mancha
20 anos, 6 meses, e 9 dias
02/04/2013: Palmeiras 2×0 Tigre-ARG

Patrick Vieira
21 anos, 1 mês, e 3 dias
14/02/2013: Palmeiras 2×1 Sporting Cristal-PER

Paulo Isidoro
21 anos, 5 meses, e 2 dias
04/04/1995: Palmeiras 7×0 El Nacional-QUE

Gildo
21 anos, 5 meses, e 20 dias
04/05/1961: Independiente-ARG 0x2 Palmeiras

Júlio Amaral
22 anos, 1 meses, e 28 dias
04/04/1968: Palmeiras 2×1 Guaraní-PAR

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA