PORTO VELHO

Geral

Suspeito da morte de Henry, Jairinho tem prisão temporária decretada

Geral


A Justiça decretou hoje (8) a prisão temporária do vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho,  suspeito da morte de seu enteado, o menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos.

O menino morreu no dia 8 de março deste ano, no apartamento em Jairinho morava, na Barra da Tijuca. Também teve a prisão decretada a mãe do menino e namorada do parlamentar, Monique Medeiros.

Os dois foram presos na manhã desta quinta-feira em uma casa em Bangu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da Barra da Tijuca.

O menino morreu no apartamento onde morava com a mãe e o padrasto, na Barra da Tijuca, depois de passar o fim de semana com o pai, Leniel Borel. Inicialmente, o caso foi tratado como morte acidental, mas a perícia encontrou indícios de agressão no corpo de Henry.

A defesa diz que Jairinho e Monique são inocentes e que “a justiça prevalecerá”. Desde que a polícia começou a investigar se Henry foi vítima de violência, o vereador e Monique criaram um site, onde afirmam que são inocentes.

Leia Também:  Prefeitura do Rio registra 10.238 autuações em ações de fiscalização

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Rio Contra a Fome arrecada mais de 20 toneladas de alimentos

Publicados

em


Todos os mais de 250 pontos de vacinação na cidade do Rio de Janeiro, incluindo aqueles que funcionam apenas no sistema de drive-thru, estão recebendo doações de itens da cesta básica de quem vai se vacinar contra a covid-19. A iniciativa Rio Contra a Fome arrecadou mais de 20 toneladas de alimentos em 18 dias de campanha.

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) está à frente da campanha, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Especial de Ação Comunitária, recebendo as doações, organizando a logística e atuando como facilitadora com os coletivos e organizações da sociedade civil parceiras, que ficam responsáveis pela distribuição dos alimentos.

Os itens de cesta básica prioritários são arroz, feijão, fubá, açúcar, óleo de cozinha, leite em pó e sabonetes. O secretário da JUVRio, Salvino Oliveira, disse que a meta é aumentar de forma exponencial as doações e famílias auxiliadas.

“Com a diminuição na faixa etária do calendário de vacinação, mais pessoas vão comparecer aos pontos e mais doações serão feitas até que toda a população carioca esteja vacinada”, afirmou, em nota.

Leia Também:  Escola da Arena entrega 270 kits de alimentação em Cuiabá

Segundo a JUVRio, os itens já estão sendo encaminhados para mais de 60 coletivos e organizações da sociedade civil que vão distribuir às famílias que estão passando por insegurança alimentar nas favelas e periferias.

Coletivos e organizações que desejem aderir à Rio Contra a Fome podem preencher um formulário. O cadastro continua aberto até dia 26 deste mês. Alguns dos critérios para poder participar da campanha são atuar há pelo menos um ano na mitigação dos efeitos do novo coronavírus nas favelas e periferias e ter uma lista de famílias mapeadas para serem atendidas com as doações de alimentos.

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA