PORTO VELHO

Mundo

EUA: defesa de Trump libera informações sobre ação do FBI em imóvel

Mundo

Operação do FBI teve como alvo a residência de Trump na Flórida
Reprodução/Twitter

Operação do FBI teve como alvo a residência de Trump na Flórida

A defesa do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , liberou nesta sexta-feira (12) a publicidade das informações sobre a operação realizada contra o republicano em sua residência em Mar-a-Lago, na Flórida, pelo Departamento de Justiça e pelo FBI no último dia 8.

Os advogados tinham até a tarde desta sexta para se manifestar sobre o pedido da justiça, se poderia ou não ser divulgado o que motivou ação, além detalhes do caso.

Quase ao mesmo tempo em que a defesa autorizava a divulgação, o portal especializado “Politico” divulgou que teve ao pedido de busca e apreensão contra a residência do magnata e que, na justificativa do FBI, havia uma “potencial violação do Ato de Espionagem”, a obstrução de justiça e a “remoção ou destruição de registros”.

Conforme o site, que segue caminho semelhante ao que foi publicado horas antes pelo jornal “The Washington Post”, alguns dos documentos apreendidos na residência estavam marcados com as iniciais “TS/SCI”, o que indica o mais alto nível de classificação secreta do governo norte-americano. Também haviam informações confidenciais do presidente da França, Emmanuel Macron.

O “WP” informou que ao menos 11 caixas de documentos foram recuperadas da mansão de Trump.

A operação na residência de Mar-a-Lago foi revelada pelo próprio Trump por meio das redes sociais no fim da noite de 8 de julho.

Por conta da repercussão, o secretário de Justiça, Merrick Garland, fez uma raríssima aparição para falar sobre o caso e confirmou que uma operação foi realizada na casa, mas sem dar detalhes.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

Duma aprova anexação de DPR, LPR, Kherson e Zaporozhye na Rússia

Publicados

em

Soldado na Central nuclear de Zaporizhzhia
Reprodução/Ansa – 04.08.2022

Soldado na Central nuclear de Zaporizhzhia

A Rússia  aprovou por unanimidade projetos de leis constitucionais sobre a aceitação de Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (DPR, LPR) e as cidades de Kherson e Zaporozhye em seu território. Estas regiões pertenciam à Ucrânia . A decisão foi tomada através da Duma do Estado, que representa o legislativo da Federação Russa.  

Segundo as leis, os residentes das novas entidades constituintes foram reconhecidos como russos em 30 de setembro, dia em que as regiões se juntaram à Rússia. Essa população tem ainda um mês para ajustar a documentação, enviando solicitações e prestando juramento como cidadãos russos.

Fronteiras

A DPR e a LPR continuarão sendo repúblicas, só que agora, da Rússia. Além disso, o russo será o idioma oficial. As regiões de Kherson e Zaporozhye também se juntarão à Rússia como entidades constituintes e continuarão sendo chamadas de “regiões”.

As fronteiras das repúblicas e regiões serão as mesmas que “existiam no dia de sua criação e adesão à Rússia”, diz o documento. Os acordos internacionais especificam que suas fronteiras com outros países serão consideradas fronteiras estaduais da Rússia. 

Leia Também:  Bebê é diagnosticado com coronavírus 30h após o nascimento

A transição durará entre o dia da adesão das novas regiões à Rússia até 1º de janeiro de 2026. Os cidadãos russos residentes nas regiões DPR, LPR, Zaporozhye e Kherson terão garantido o direito ao trabalho, segundo a Duma estatal. Além disso, serão reconhecidos documentos sobre a sua escolaridade e estado civil, bem como sobre o tempo de serviço e o direito a obter pensões e assistência social e médica.

Bombardeios se intensificam na Ucrânia

Os  bombardeios russos se intensificaram depois que Moscou anexou ilegalmente as áreas ucranianas, segundo informou o jornal Le Monde de Paris. No nordeste da Ucrânia um comboio de evacuação de civis teria sofrido um ataque a bomba que resultou na morte de pelo menos 20 pessoas, incluindo crianças. 

No sul, as forças russas são acusada de terem sequestrado efetuaram chefe usina nuclear da da Ucrânia, a maior da União Europeia. Esse é um momento importante no conflito, onde Putin acusa os Estados Unidos de ‘orquestrar um plano para destruir a Rússia’. 

Leia Também:  Rússia ordena prisão de repórter que protestou ao vivo contra a guerra

As províncias de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia, já são parcialmente controladas por rebeldes pró-Rússia desde 2014, na esteira da anexação da Crimeia. Já os territórios de Kherson e Zaporozhye, no sul, foram invadidos pelas  tropas de Moscou na guerra iniciada em 24 de fevereiro.

*Com informações de agências russas

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA