PORTO VELHO

OPERAÇÃO NERO

Polícia Federal cumpre 32 mandados contra suspeitos de vandalismo em Brasília, Rondônia e mais seis estados e no Distrito federal

Polícia

Foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) mandados de busca e apreensão e prisão no Distrito Federal e outros sete estados – Rondônia, Pará, Mato Grosso, Tocantins, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (29), uma operação contra os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) envolvidos nos atos de vandalismo e tentativa de invasão à sede da PF na noite do último dia 12, em Brasília.

Foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) 32 mandados de busca e apreensão e prisão no Distrito Federal e outros sete estados – Rondônia, Pará, Mato Grosso, Tocantins, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro.

Ao menos duas pessoas já foram presas. A Operação Nero é realizada em conjunto com a Polícia Civil do Distrito Federal.

“As investigações tiveram início na Polícia Federal, para identificar os envolvidos no ataque ao Edifício-Sede da instituição, e na Polícia Civil do Distrito Federal, a qual apurou os atos de vandalismo cometidos em Brasília”, informou a PF, em nota.

Leia Também:  Inaugurada galeria de fotos na comarca de Buritis

“Os suspeitos teriam tentado invadir a sede da PF com o objetivo de resgatar um homem preso pela instituição no dia 12. Após serem frustrados, teriam dado início a uma série de atos de vandalismo pela cidade. As duas investigações foram encaminhadas, em razão de declínio de competência, ao Supremo Tribunal Federal”, acrescentou.

“O conjunto da investigação buscou identificar e individualizar as condutas dos suspeitos de depredar bens públicos e particulares, fornecer recursos para os atos criminosos ou, ainda, incitar a prática de vandalismo”, completou a nota.

Os alvos da operação são investigados pelos crimes de dano qualificado, incêndio majorado, associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado, cujas penas máximas somadas chegam a 34 anos de prisão.

A Polícia Federal dará mais informações sobre a ação em uma coletiva de imprensa às 09h30 desta quinta.

 

COM INFORMAÇÕES CNN

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Lula exonera chefe da PRF em RO e mais 25 Estados de uma vez

Publicados

em

O ministro da Justiça do governo Lula, Flávio Dino, acabou exonerado 26 dos 27 superintendentes regionais da Polícia Rodoviária Federal no (PRF) nos estados e no Distrito Federal. Em Rondônia, foi exonerado o inspetor Rommel Pessoa Dantas.

As medidas foram publicadas nesta quinta-feira (19) no Diário Oficial da União (DOU) e são assinadas pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa. Os nomes dos novos substitutos ainda não foram divulgados.

As mudanças nas superintendências regionais já eram esperadas. Desde as eleições de 2022, a PRF sofria críticas pela atuação nas estradas. O superintendente da PRF no Piauí foi o único que não foi exonerado do respectivo cargo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil deflagra operação “Emboscada Vermelha” na Capital
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA