PORTO VELHO

Polícia

PF desarticula quadrilha especializada em distribuir cédulas falsas

Polícia

 

Uma organização criminosa especializada na fabricação, comércialização e distribuição de cédulas falsas, além de lavagem de dinheiro, foi desarticulada pela Operação J029, da Polícia Federal nesta quinta-feira (7).

Na ação foram cumpridos seis mandados de prisão e 18 de busca, nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Também foram apreendidos veículos e executado o bloqueio de contas bancárias dos envolvidos.

“A investigação apurou que a organização atua desde 2012. Nesse período, foram apreendidas 75 mil cédulas produzidas pelo grupo, totalizando R$ 6,7 milhões falsos colocados em circulação. Nos últimos anos, o grupo se utilizava da compra de mercadorias, principalmente celulares e eletrônicos, em plataformas de negociação de produtos usados, para repassar o dinheiro falso”, detalhou a PF.

O líder da organização, que não teve a identidade revelada, é considerado um dos principais falsificadores de moeda do Brasil, estava foragido desde 2016 e foi preso no final de julho pela Polícia Federal. Ele já havia sido condenado pela Justiça Federal pelo mesmo crime, após ser preso e indiciado pela PF.

Leia Também:  Polícia faz operação contra o jogo Baleia Azul em nove estados

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia prende 21 pessoas em ação contra pedofilia na capital paulista

Publicados

em


A Polícia Civil de São Paulo prendeu hoje (19) em flagrante 21 pessoas em uma operação para o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra suspeitos de armazenar, produzir e comercializar fotos ou vídeos de abusos contra crianças e adolescentes. A maioria das prisões ocorreu na zona norte da capital.

Na operação, denominada Paidós, 315 dispositivos eletrônicos e 493 mídias, como CDs e DVDs, foram apreendidos pelos policiais em 50 endereços. “Coletamos muito conteúdo pornográfico. Agora vamos analisar e individualizar a conduta de cada um”, destacou o diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), delegado Albano David Fernandes.

Os presos foram autuados por adquirir, possuir ou armazenar fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena pornográfica ou de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente. De acordo com a polícia, as investigações vão prosseguir para a identificação dos produtores do conteúdo.

A ação foi coordenada pelo Decap e teve participação de 160 agentes e 60 viaturas. 

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Operação da PF investiga fraude em contrato da Secretaria de Saúde do Acre, mas mandados foram cumpridos em Vilhena
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA