PORTO VELHO

Política

Câmara de Presidente Médici terá cursos online da Escola do Legislativo

Política

 

A procura pelos inúmeros cursos oferecidos pela Escola do Legislativo (EL), da Assembleia Legislativa (ALE), pelos vereadores do interior aumenta de forma significativa. Nesta quinta-feira (15) vereadores e diretor-geral da Câmara Municipal de Presidente Médici estiveram com o diretor-geral da Escola, Fábio Ribeiro, formalizando o Termo de Adesão para aplicação de cursos.

Mantida pela ALE e oferecendo cursos de qualificação profissional, a Escola atende servidores públicos dos municípios, do Estado e da União visando a melhoria das condições de trabalho na área pública atendendo política de aprimoramento do setor do presidente da ALE, Alex Redano (PRB). “Além de aperfeiçoar a prestação de servidores do servidor público, a EL também oferece oportunidade à comunidade em geral disponibilizando as vagas remanescentes”, diz Fábio Ribeiro.

Os vereadores Edirlei de Oliveira, mais conhecido como “Lei do Riachuelo”, presidente da câmara e Marlon Vicente, vice-presidente, ambos do PSDB e o diretor administrativo do parlamento mirim, Dérick Manetti firmaram com Fábio Ribeiro o Termo de Adesão para aplicação de cursos, que serão iniciados, após o recesso legislativo. Os cursos serão ministrados via online, segundo Fábio, devido a pandemia, “mas com a mesma qualidade do presencial, além de oferecer Certificado aos alunos concluintes, fundamental para quem busca trabalho”.

Leia Também:  Deputado Laerte Gomes vistoria obras de revitalização na sede da Prefeitura de Presidente Médici

Os cursos “O Papel do Vereador” e “Técnicas Legislativas”, que estarão disponíveis para Presidente Médici, fazem parte do Projeto EAD da Escola do Legislativo para o segundo semestre deste ano e serão aplicados, após o recesso legislativo, que terminará no final deste mês de forma online devido a pandemia a todos os parlamentos mirins, que formalizarem o Termo de Adesão.

Texto e foto: Assessoria da Escola do Legislativo-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Governador sanciona Lei de Laerte Gomes, e produtor poderá buscar empréstimo nos bancos apresentando gado como garantia

Publicados

em


O governador Marcos Rocha sancionou a Lei 5.069 de 2021 de autoria do deputado estadual Laerte Gomes inserindo novo texto legal à Lei 982 de 2001, regulamentado a política de Defesa Sanitária Animal do Estado de Rondônia. Na prática, os novos dispositivos permitem ao produtor rural obter financiamento junto as instituições bancárias com carência e juros baixos apresentando como garantia o rebanho bovino disponível na propriedade rural com anuência do Idaron, que ficará tutelando a guarda dos animais disponibilizados na negociação financeira. Hoje, o produtor tem dificuldade para buscar empréstimos em razão da exigência de avalista e a escritura da propriedade.

Laerte Gomes explica que com a alteração da Lei nº 982, os produtores poderão realizar todas as negociações comerciais com os bancos, permitindo a alienação fiduciária, ou seja, a quantidade de gado negociada fica bloqueada na Idaron, possibilitando o penhor de suas criações de gado, como garantia no empréstimo financeiro, sem a burocracia que acontece atualmente, sem avalista e sem dar a sua propriedade rural como garantia para o empréstimo financeiro.

Leia Também:  Deputados se reúnem com o governador Marcos Rocha, que anuncia o programa Tchau Poeira

“Isso será muito bom para milhares de produtores rurais, principalmente para aqueles que ainda não possuem a documentação de sua propriedade, que moram em regiões onde não há Regularização Fundiária, fator que dificulta e até os impede de realizarem seus financiamentos bancários. A ideia é que esses produtores rurais, que tenham seus rebanhos bovinos em suas terras, possam dar como garantia em suas operações de crédito financeiro, as suas criações de gado em todas as agências bancárias como BASA, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, cooperativas e todas as demais”, explicou Laerte Gomes. Os produtores que trabalham com arrendamento também poderão ser contemplados com as linhas de crédito, segundo o parlamentar, pois a nova lei também prevê alienação do gado até o montante do empréstimo.

Por fim, o deputado reforça que sua iniciativa tem como principal objetivo, desburocratizar o sistema de financiamentos para o produtor rural que existe hoje e alavancar ainda mais o setor produtivo, oferecendo mais oportunidades aos produtores rurais de Rondônia “Oportunidade de investimentos tecnológicos, melhoramento genético, aumento do rebanho e todas as demais possibilidades que possam vir a colaborar com nossos produtores rurais, responsáveis pelo pilar da nossa economia que é a renda que vem lá da roça e que tanto queremos ver crescer”, acrescentou o deputado.

Leia Também:  Ministério Público recebe do município de Cacoal lista atualizada de servidores comissionados no Poder Executivo 

Texto: Assessoria

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA