PORTO VELHO

BRASÍLIA

Comissão da Covid-19 ouve Governo Federal sobre ações publicitarias no enfrentamento da pandemia

Política

Nesta terça-feira (06), às 10h, a Comissão Temporária da Covid-19 (CTCovid19) ouve em audiência pública remota, esclarecimentos do secretário especial interino de Comunicação Social do Ministério das Comunicações, Almirante Flávio Augusto Viana Rocha, acerca das ações publicitarias do Governo Federal em torno do enfrentamento da pandemia.

O autor do requerimento, senador Confúcio Moura (MDB-RO), que também preside o Colegiado, acredita que o debate será importante e ainda trará a discussão da necessidade de um plano de comunicação federal para conscientizar a população e apoiar as medidas preventivas.

O senador argumenta que, em contraponto com às manifestações “anti-vacinas” e as “fake-news” que se propagam rapidamente nas redes sociais e prejudicam a adesão do cidadão ao plano de vacinação e ao distanciamento, colocando todos em risco; torna-se de extrema importância o trabalho de conscientização por meio de campanhas publicitárias.

Confúcio Moura afirmou que está morrendo mais de um brasileiro a cada minuto com a covid-19, enquanto milhares de outros aguardam a confirmação da infecção. Segundo ele, o Brasil ocupa a triste classificação de segundo país do mundo com maior registro de mortes por coronavírus e lamentou a marca de 331.530 óbitos desta segunda-feira (05).

Leia Também:  Adelino Follador defende a regularização fundiária e comemora renovação dos contratos de UTI de Ariquemes

O parlamentar justifica que estados e municípios estão sofrendo muito com as dificuldades logísticas, sociais e financeiras e cobram o protagonismo federal no papel de padronização de ações, inclusive quanto às estratégias publicitárias de enfrentamento à crise.

Na segunda parte da reunião, os senadores membros da CTCovid19 ainda votarão o requerimento do senador Otto Alencar (PSD-BA), que cobra ao presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, informações sobre os motivos pelos quais o uso da vacina Sputnik V ainda não foi liberado.

Assessoria de Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Encerrada oficina sobre Novo Acordo Ortográfico a servidores da ALE

Publicados

em


Durante três dias assessores dos gabinetes dos deputados da Assembleia Legislativa (ALE), estiveram envolvidos com a oficina sobre “Novo Acordo Ortográfico”. A disciplina é parte da iniciativa da Escola do Legislativo (EL) e tem como finalidade aperfeiçoar o atendimento a deputados e ao público em geral.  

A oficina teve 9 horas/aula de duração e foi aplicada durante três dias seguidos (de terça-feira a quinta-feira) das 9 horas às 12 horas. Participaram dois assessores de cada gabinete dos parlamentares.  

O representante pedagógico da EL orientou sobre os trabalhos de aperfeiçoamento e especialização dos servidores da ALE, seguindo orientação do presidente Alex Redano (Republicanos), que “está sempre disposto a apoiar as iniciativas da escola, que trabalha constantemente na qualificação profissional dos servidores”, argumenta o diretor-geral, Fábio Ribeiro.  

A escola tem inúmeros cursos e oficinas, que são aplicados com regularidade na qualificação do servidor público, trabalho que está sendo prejudicado pela pandemia, que preocupa e assusta o planeta. Segundo Fábio Ribeiro, a prioridade da escola é aprimorar o servidor público da Casa de Leis, “mas os cursos e oficinas também são abertos às câmaras de vereadores, prefeituras e aos demais órgãos públicos federais, estaduais e municipais e as vagas remanescentes abertas à comunidade”.  

Todos os concluintes receberão certificados.  

Leia Também:  O tempo passa o tempo voa e o Máximo continua numa boa: Presidente da ALE diz que secretário prometeu 100 mil kits O tempo passa o tempo voa e o Maxde teste rápido para Coronavírus em 48h: já se passaram doze dias e eles não chegaram a Rondônia

Texto e foto: Assessoria de imprensa da Escola do Legislativo-ALE/RO 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA