PORTO VELHO

Política

Deputada Cassia Muleta lamenta mortes por Covid-19

Política


A deputada Cassia Muleta (Podemos) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para lamentar as mortes por covid-19, ocorrida em Jaru e região, que é a sua base de atuação política. A parlamentar lamentou as mortes em geral pela doença e pediu mais agilidade na vacinação da população.

“Estou muito triste com o que está acontecendo em Jaru, que todos dias registra mortes por covid-19. Nos últimos dias, perdemos o nosso pastor Adonias Ribeiro, que deixou, filhos, netos e esposa. Uma pessoa muito generosa, com um trabalho evangelizador brilhante e reconhecido por todos”.

Ela relatou ainda o seu pesar pelas mortes do empresário, Valdo, conhecido como Juca da Ipê; do terapêuta holístico, Dr. Ilário Goulart, que tinha consultório também em Ariquemes. “Registro meu pesar pela mortes deles e também do pastor Carlos Rodrigues, de Theobroma, com um trabalho social lindo, que também faleceu vítima de covid-19. Meu pesar a todas as famílias de Rondônia que perderam entes queridos”.

Em seguida, a deputada ressaltou a iniciativa do Governo, por ter enviado mais doses de vacinas para os municípios e parabenizou por definir como prioridade a vacinação das forças de segurança.

Leia Também:  GONÇALVES NÃO QUER, MAS O MDB NÃO DESISTIU DELE

“Infelizmente, Rondônia ainda está lá atrás na aplicação das doses das vacinas e temos sido muito cobrados por isso. Peço mais agilidade nessa vacinação”, disse.

Por fim, ela parabenizou a atuação do líder do Governo, deputado Luizinho Goebel (PV), que tem mostrado muita capacidade de mobilização. “Tem iniciado o seu trabalho com muita habilidade e tenho certeza de que terá muito sucesso nessa função de auxiliar o Governo aqui no Parlamento”.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Presidida pelo deputado Anderson Pereira, CCJ arquiva projeto supérfluo que não beneficiaria produtores de leite em Rondônia

Publicados

em


A Comissão de Constituição, Justiça e Redação – CCJR, sob a presidencia do deputado estadual Anderson Pereira (PROS), e com relatoria do deputado Laerte Gomes (PSDB), arquivou de forma definitiva, o Projeto de Lei 1016/2021 de autoria do Poder Executivo, que autorizava o governo a abrir Crédito Adicional Suplementar por Superávit Financeiro de mais de 7,2 milhões, em favor da Unidade Orçamentária Fundo de Investimento e Apoio ao Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira do Estado de Rondônia (Proleite), que não beneficiaria em nada os produtores de leite em Rondônia.

O valor seria remetido para a compra de veículos, notebooks, combustível para um ano, manutenção de caminhonetes e carros de pequeno porte e quase 2300 apostilas para o produtor rural fazer anotações.

O arquivamento dessa matéria se deu devido a situação caótica enfrentada pelos produtores de leite do Estado, que tiveram o preço do produto entregue aos laticínios reduzido de forma brusca, sem nenhum aviso prévio, o que tem inviabilizado a atividade, uma vez que o custo da produção é maior do que o valor pago atualmente.

Leia Também:  Deputado Léo Moraes critica decisão do Tribunal Superior Eleitoral de extinguir zonas eleitorais

Anderson se declarou favorável aos incentivos fiscais para os laticínios, que geram emprego e renda para o Estado, mas defendeu colocar um condicionante na lei para que obrigue as empresas a pagar um preço mínimo aos produtores. Ele também pediu por mais fiscalização no valor dos produtos ao consumidor final e sugeriu uma parceria entre Sefin e o Procon para esse fim. O parlamentar destacou também que existe uma falha na gestão dos recursos do Fundo Pró-leite e sugeriu a criação de um auxílio para os produtores que ajude os produtores nos períodos de crise do setor.

“Como presidente da CCJ, pautei esse projeto que foi aprovado pelo conselho que cuida dos recursos do ProLeite, e esse conselho aprovou a compra de materiais supérfluo que não iria contribuir em nada com a situação atual dos produtores de leite do estado, passei a relatoria para o deputado Laerte Gomes e hoje votamos pelo arquivamento”, finalizou Anderson Pereira.

Texto e foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA