PORTO VELHO

Eleições

Deputado Adailton Furia apresenta renúncia ao mandato

Eleições


Parlamentar foi eleito prefeito de Cacoal e assume cargo no começo do ano

O deputado estadual Adailton Furia (PSD) apresentou no plenário da Assembleia Legislativa, durante a sessão extraordinária desta quarta-feira (16), a renúncia ao seu mandato, a contar de 30 de dezembro deste ano. Ele foi eleito prefeito de Cacoal e assumirá o mandato no dia 1º de janeiro de 2021.

O presidente da Assembleia Legislativa Laerte Gomes (PSDB), leu o pedido de renúncia e em seguida disse que “hoje é um dia especial, pois marca um novo ciclo, com a saída de um colega, o deputado Adailton Furia, que assumirá prefeitura de Cacoal. Desejo muita paz e muito trabalho e que atinja os objetivos e planos traçados para a prefeitura de Cacoal”.

O deputado Jair Montes (Avante) desejou sucesso a Furia, como prefeito de Cacoal. “Uma renúncia salutar, como se diz, ‘caiu pra cima’. Eleito pelo povo de seu município, tem uma missão difícil e de muita responsabilidade”.

O deputado Cirone Deiró (Podemos) disse que vai sentir a falta do colega, mas a população de Cacoal o escolheu como prefeito e se colocou à disposição para contribuir com o mandato. “Desejo sucesso, que Deus lhe dê sabedoria e que faça um grande mandato em prol do povo de Cacoal. Estou à disposição para trabalhar em parceria, pelo bem da nossa cidade”.

O deputado Eyder Brasil (PSL) manifestou sua satisfação em ter convivido com Adailton Furia. “A população de Cacoal estará em boas mãos. Meu gabinete está de portas abertas, pois confio em seu trabalho e em sua honra”.

Já Chiquinho da Emater (PSB) se disse “confiante de que Furia irá fazer um belo mandato na capital do café, na cidade universitária. Que tenha sucesso em sua empreitada”.

Adelino Follador (DEM) declarou que “com sua juventude, com a sua vontade, vai ser um grande prefeito e a cidade vai ganhar com sua chegada á prefeitura. Fui 12 anos prefeito e sei do desafio que é”.

Luizinho Goebel (PV) disse que Furia “é um jovem corajoso e conheço nele uma coisa que valorizo muito: firmeza na palavra. Desejo muito sucesso e não estrague essa sua gloriosa carreira que você galgou, em tão pouco tempo. Para que os jovens possam se espelhar em sua carreira”.

Despedida

Adailton Furia fez um discurso de despedida. “É uma data marcante em minha história política. Quero agradecer a todos que me confiaram o mandato de deputado estadual, que em dois anos atuei sempre em defesa do que entendi ser certo e justo. Deixo de ser quem cobra e agora passo a buscar parcerias, para que Cacoal possa avançar, possa se desenvolver a cada dia mais”, declarou.

Ele afirmou que “em 2008, fui candidato bem jovem, mas não ganhei. Em 2012, fui eleito vereador e a partir daí começamos um trabalho que nos levou até a Assembleia Legislativa. Em 2016, disputei a prefeitura e perdi e fiquei sempre me perguntando se eu fiz a coisa certa. Nesse ano, só tinha um caminho: ser candidato a prefeito de Cacoal. Sou o primeiro prefeito eleito, nascido em Cacoal e fui o mais bem votado da história do município. Sei do peso, da responsabilidade que tenho pela frente. Temos a obrigação de resgatar o orgulho pela nossa cidade”.

O deputado também fez um agradecimento aos colegas. “Agradeço a cada um aqui. Também sonhei muito em ser deputado estadual. Muito obrigado a todos e conto com o apoio agora como prefeito”.

Eranildo Costa Luna-ALE/RO Foto: Marcos Figueira-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Nota de pesar pela morte de Amilton Ferreira de Morais
Propaganda

Eleições

Ministério Público opina favorável ao recurso de defesa e Hildon Chaves tem contas de campanha aprovadas pela Justiça Eleitoral

Publicados

em

Por

A promotora Tânia Garcia Santiago opinou pelo deferimento dos embargos de declaração com efeito infringente , modificando a decisão anterior do Juízo Eleitoral

O juiz eleitoral Johnny Gustavo Clemes acatou o recurso da defesa do prefeito Hildon Chaves, requerido pelo advogado Bruno Valverde, e garantiu a aprovação de suas contas de campanha. A promotora Tânia Garcia Santiago opinou pelo deferimento dos embargos de declaração com efeito infringente , modificando a decisão anterior do Juízo Eleitoral. No entendimento do magistrado, convencido pelos argumentos técnicos levados aos autos, o comitê financeiro do candidato não cometeu irregularidades porque sanou a dúvida sobre o repasse irregular de recursos, comprovado pela devolução em tempo hábil, e apresentou provas do pagamento de despesas com pessoal.

No primeiro ponto atacado pela defesa do escritório de Valverde comprovou-se que, apesar do vice-prefeito Maurício Carvalho ter feito um repasse fora do padrão exigido pela legislação eleitoral, havia verbas disponíveis suficientes em conta para o pagamento de despesas, dissipando qualquer dúvida sobre a utilização desse recurso. “Como pode ser observado, nesse ponto o embargante está com a razão, havia um saldo na conta do embargante no valor de R$ 40.967,68 proveniente de outros tipos de recursos, o qual não foi considerado pelo analista de contas”, diz o juiz em trecho da sentença.
Um segundo eixo do processo foi a discussão sobre a regularidade de pagamentos ao pessoal contratado. Na verdade, os analistas não observaram que o comitê comprovou através de recibos e transferências a contraprestação financeira pelos serviços de vários profissionais utilizados na campanha. “… No caso, verifica-se que não se trata de falta de comprovação de gastos de campanha, mas sim de falta de documentos que comprovassem que os profissionais contratados tinham vasta experiência”, analisou o magistrado. O fato de esses profissionais não comprovarem sua experiência de seu ofício por si só não acarreta em reprovação das contas, segundo a defesa.

Leia Também:  Nota de esclarecimento do gabinete do deputado estadual Lebrã

Após a análise dos pontos controversos, Jonnhy Gustavo sentenciou: “… Ante o exposto, conheço dos presentes embargos de declaração, e lhes dou parcial provimento para, atribuindo-lhes efeitos modificativos, suprir a omissão/erro existente e julgar aprovadas, com ressalvas, as contas de HILDON DE LIMA CHAVES, relativas à campanha eleitoral de 2020…”

Com destaque no Estado em virtude de sua atuação diligente , o escritório Valverde Chahaira Advocacia Especializada, liderado pelo Prof. Dr. Bruno Valverde, emitiu nota informando que a aprovação das contas da campanha do prefeito Hildon Chaves é resultado da comprovação de argumentos técnicos/ jurídicos acerca da regularidade das ações e despesas da campanha, que foi também transparente, proba e de ímpar lisura.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA