PORTO VELHO

Política

Deputado Anderson destaca vacinação de todos servidores das forças de segurança

Política


O deputado estadual Anderson Pereira (PROS), na sessão ordinária desta terça-feira (15), destacou vários assuntos, dentre eles, o esclarecimento de sua fala, quanto a vacinação de apenados com prioridade sobre os policiais penais e a denúncia sobre contrato de locação dos veículos que serão utilizados pelas policiais Civil e Militar em novo contrato feito pelo governo.

O parlamentar havia informado o repúdio dos policiais penais quanto a priorização da vacinação dos apenados antes dos profissionais do sistema penitenciário, deixando os servidores em último plano. Anderson informou que após sua fala na sessão do dia (8), o secretário de Justiça enviou todas as informações que o parlamentar precisava, inclusive que o governo em parceria com a prefeitura de Porto Velho, priorizou e autorizou da vacinação de todos os agentes das forças de segurança, que estão sendo imunizados em ritmo acelerado.

Uma denúncia chegou até o parlamentar que expôs o assunto em tom de preocupação. Anderson foi informado que o contrato de prestação de serviço dos veículos utilizados pelas policiais Civil e Militar, foi substituído por outro com a intenção de gerar economia, mas acabou trazendo descontentamento para a Polícia Civil.

“A informação que nos foi passada dá indícios de que a Polícia Civil não vai mais atuar com caminhonetes, recebendo assim veículos modelo Gol 1000, para atuarem em diligências de quaisquer naturezas. Protocolamos na Comissão de Segurança, pedido solicitando informações para apurar os fatos, entendemos que se for contemplar apenas o setor administrativo é justificável, agora se for para as equipes de investigações é totalmente inviável”, finalizou o deputado Anderson Pereira.

Texto e foto: Assessoria

Leia Também:  Audiência pública proposta pelo deputado Cleiton Roque debateu segurança pública em Pimenta Bueno

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Setembro verde Deputado Jair Montes Lembra da importância da conscientização sobre a doação e transplante de órgãos.

Publicados

em


Para o deputado Jair Montes (Avante) o maior desafio enfrentado no convencimento das famílias em doar órgãos é a falta de informação. 

“A taxa de recusa do Brasil é de cerca de 42%, por isso é importante incluir o assunto doação e transplantes na educação escolar para se construir uma cultura doadora sem ruídos e também capacitar servidores da saúde continuamente para a maneira certa de abordar uma família que potencial doadora e que está passando por um momento de dor e apesar disso pode levar esperança e vida a uma outra família. ” Defende o deputado.  Em Rondônia é realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) o transplante de rim e córnea. Porém a captação para doação é mais abrangente.  

Os transplantes de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SESAU) não estão sendo realizados devido a pandemia, mas devem voltar em breve. Porém a captação de órgãos continua, e quando realizada ó órgão é ofertado a outro estado seguindo todas as regras da fila nacional de transplante. No Brasil há em fila mais de 30 mil pessoas aguardando por um transplante de rim. Em Rondônia de acordo com dados da Central Estadual de Transplante de Rondônia (CET-RO) mais de mil pessoas fazem dialise e são potenciais receptores.   

Já em fila aguardando uma córnea são cerca de 250 pessoas. No país, a doação de órgãos só ocorre mediante a autorização de familiares de pessoas vitimadas por morte encefálica.  

Hoje (27) é comemorado o Dia Nacional da Doação de Órgãos, “Setembro Verde”. O mês ressalta a importância do ato de doar órgãos ao mesmo tempo em que instituições como o Ministério da Saúde e ONGs ligadas a essa temática, realizam diversas ações para conscientização da população. 

Texto e foto: Assessoria 

Leia Também:  Lazinho da Fetagro salienta direitos dos servidores da Idaron

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA