PORTO VELHO

Política

Deputado Jair Montes é contra vigilância eletrônica e defende postos de vigilância permanentemente nas escolas

Política


O deputado estadual Jair Montes (Avante)  em reunião com o Sindicato dos vigilantes do Estado de Rondônia (Sintevs-Ro) e o vereador Paulo Tico discutiram alguns itens que fazem parte do pregão eletrônico que será aberto no 7 de junho . A licitação através de pregão eletrônico, menor preço por lote, para contratação de Empresa especializada para a Prestação de Serviço de Vigilância Patrimonial Ostensiva, armada e desarmada, com cessão de mão de obra, equipamentos e insumos necessários, com vistas a atender à necessidade das Unidades Educacionais da Rede Pública Estadual especificadas no por um período de (06) seis meses. 

“ Estou contestando veementemente esse prazo de 06 meses válidos para contratação porque depois disso podem voltar apenas com a fiscalização eletrônica correndo risco de despensa dos vigilantes já que há um outro processo ordinário em tramitação. Eu não vou admitir isso de forma de nenhuma e já estou em diálogo com o secretário da Seduc e Governador. Não podemos retornar com os empregos e de repente correr o risco de voltar a ficar como agora. ” Defendeu Jair Montes. 

De acordo com um dos representantes do Sindicato presente na reunião atualmente nas escolas da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) estão em atuação 130 vigilantes. 

Até o fechamento dessa matéria a equipe não conseguiu contato com o titular da Seduc, secretário secretário Suamy Vivecananda. 

Pelo edital atual serão 18 escolas estaduais atendidas em todo o estado com a contratação por 6 meses de 238 vigilantes. 

Leia Também:  Lazinho da Fetagro comemora aprovação de lei que assegura recursos do Fundeb para as EFAs

Texto e foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Deputado Adelino acompanha e volta a cobrar solução imediata em crise de Diálise em Rondônia

Publicados

em


Desde o início da crise de falta de Solução para Diálise em Rondônia, o deputado Adelino Follador (DEM) tem acompanhado e cobrado das autoridades responsáveis uma ação rápida conforme demanda a necessidade, dada a gravidade que pode chegar se não tomarem providências urgentes, como noticiado em suas redes sociais, na imprensa em geral e no site da ALE em 13/09/2021: https://www.al.ro.leg.br/institucional/noticias/adelino-follador-cobra-acao-da-sesau-sobre-a-crise-de-hemodialise-em-rondonia.

Adelino disse, nesta segunda-feira (27), que voltou a falar com a Kátia Regina, diretora do Centro de Diálise de Ariquemes, e com o secretário adjunto de Estado da Saúde, Nélio Santos, e obteve a informação que a compra da Solução já foi efetuado diretamente com o fabricante, e não havendo contratempo deve ser desembarcado ainda hoje (27) em Porto Velho, ou seja, nesta terça-feira (28) o atendimento deverá voltar ao normal.

Após a última manifestação do deputado Adelino, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) adquiriu, a título de empréstimo, 400 galões de Solução do Estado do Acre, além da aquisição de mais de 41 mil galões, que foram empenhados, com prazo para a primeira entrega em 10 dias.

Leia Também:  Léo Moraes intercede e governo assegura chamamento imediato de agentes das forças de segurança aprovados em concurso

Quanto a diminuição do tempo das sessões, a informação é de que “até o presente momento não houve falta do produto na Centro de Diálise de Ariquemes, nem tão pouco houve a interrupção de atendimento a qualquer paciente. O que houve foi um ajuste no tempo de sessão de cada paciente, tudo com avaliação, supervisão e acompanhamento médico e de acordo com o que preconiza os regulamentos e normas técnicas e científicas que disciplina o tratamento, sem expor a saúde dos pacientes”.

O deputado disse que continuará acompanhando, pois “a situação é gravíssima, o Estado não pode ficar na mão de uma empresa, tem que ter plano A, B, C e D, mas o produto que é a base para o atendimento, e que mantem a saúde e a vida dessas pessoas, não pode ter nem ameaça de faltar”. Concluiu Adelino.

Texto e foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA