PORTO VELHO

Política

Dr. Paulo Henrique sai em defesa de mulheres vítimas de violência

Política

 

Durante a sessão ordinária desta segunda, 01/08, que marcou o retorno dos trabalhos da Câmara para o segundo semestre, o vereador Dr. Paulo Henrique (PTB), ao fazer uso da tribuna, além de repudiar atos do prefeito de Cacoal, de um ex-deputado estadual, do Sinsemuc e de seu presidente, foi enfático em reafirmar o seu compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher no Estado de Rondônia.

Dr. Paulo repudiou a insensatez do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cacoal (SINSEMUC) ao emitir nota de esclarecimento e duvidar da palavra da professora da rede municipal filiada ao Sindicato. “O Presidente do Sinsemuc, com atitude de sindicalista pelego, preferiu dar apoio ao chefe do executivo e colocar em dúvida a fala de uma mulher, servidora municipal. Qual critério foi adotado pelo Sindicato para dar razão ao prefeito e não a educadora? ” disparou.

Na oportunidade, o vereador manifestou o profundo repúdio aos atos vis de violência, assédio moral, realizados por agentes políticos em desfavor de uma professora da prefeitura de Cacoal e da ex-prefeita de São Francisco do Guaporé. Cada mulher, dentro da sua proporcionalidade, foram alvos de violência psicológica e assédio moral praticados por agentes públicos, a saber, Adailton Fúria, Prefeito de Cacoal, e Adriano Boiadeiro, ex-deputado estadual, morador de Nova Brasilândia.

Leia Também:  Lazinho da Fetagro ressalta importância de sindicatos de Técnicos em Segurança do Trabalho

“Mulheres de Rondônia reafirmo o meu compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência. Aos demais servidores recebam o meu amparo e saibam que a prática de violência será sempre repudiada pelo nosso mandato. É necessário que as mulheres rompam o silêncio que as aprisiona em relações de dominação e violência” destacou dr. Paulo.

Dr. Paulo exigiu, em nome das mulheres de Cacoal, a implementação das Leis 4.721/21 e 4.986/22, ambas de sua autoria, nas escolas do município que versam sobre o programa de combate à violência contra a mulher no município de Cacoal. “O prefeito afrontou uma mulher, uma mãe, um ser humano, uma educadora, enfim, atacou a educação municipal. Mexeu com todos integrantes da comunidade escolar! É na escola que formaremos novos cidadãos, mais conscientes e mais responsáveis para mudar essa realidade hedionda” destacou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Presidente da Assembleia rejeita pedido da defesa e quer decisão judicial que manda cassar Geraldo da Rondônia acatada

Publicados

em

 

Alex Redano disse que não pode tomar a decisão sozinho, mas adiantou o seu posicionamento

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), disse que rejeitou pedido da defesa do deputado Geraldo da Rondônia, para suspender o procedimento que pode levar à cassação de seu mandato, e defendeu que a decisão judicial seja acatada pela Casa de Leis.

“Nesta manhã (09), estava convocada uma reunião da Mesa Diretora, para tratar sobre o procedimento de cassação do deputado Geraldo da Rondônia, em razão de condenação e suspensão dos seus direitos políticos. A defesa do parlamentar apresentou um pedido de suspensão dessa decisão da Mesa, até que seja julgada uma liminar impetrada na justiça, mas não acatei esse pedido”, disse Redano.

De acordo com o presidente, “rejeitei o pedido da defesa e o procedimento continua, vamos convocar nova reunião da Mesa Diretora, pois infelizmente hoje não reunimos quórum para a deliberação. Mas, quero registrar o meu posicionamento, lavrado em ata, de que sou favorável ao cumprimento da determinação judicial, pela perda do mandato de Geraldo da Rondônia. Mas, não é uma decisão que posso tomar sozinho, mas sim pelo colegiado”.
Geraldo da Rondônia foi condenado a dois anos de prisão e a suspensão de seus direitos políticos. O juiz da 3ª Vara Criminal Federal, Walisson Gonçalves Cunha, encaminhou a decisão ao Parlamento, para a cassação de seu mandato, após o trânsito em julgado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Laerte Gomes pede recuperação para a RO 153, em trecho que liga municípios
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA