PORTO VELHO

Política

Governo realizará força tarefa no Hospital Regional de Cacoal para exames de mamografias, confirmou Cirone Deiró

Política


O titular da Secretaria de Estado da Saúde, Fernando Máximo confirmou ao deputado Cirone Deiró (PODE), a realização de uma força tarefa no período de 15 a 22 de outubro, do horário das 07h às 19h, no Hospital Regional de Cacoal para realizar exames de mamografia. A iniciativa busca atender as mulheres da rede básica de saúde cadastradas pela Secretaria Municipal de Saúde de Cacoal junto ao Sistema Nacional de Regulação-Sisreg. A ação busca zerar a fila de mulheres à espera de exames de mamografias.

As mulheres que necessitam realizar o exame de mamografia, mas ainda não tem o encaminhamento, devem procurar a secretaria de saúde do município para fazer o cadastro junto ao Sistema de Regulação.

Recentemente, com o apoio do líder do governo deputado Luizinho Goebel (PV), Cirone Deiró cobrou do secretário Fernando Máximo a retomada dos exames de imagem no Hospital Regional de Cacoal. Segundo o deputado, a suspensão dos serviços causou grandes prejuízos para a população, especialmente, aos pacientes que dependem desses exames para dar continuidade ao tratamento médico. Atendendo reivindicação do deputado Cirone, foram instalados no Hospital Regional um mamógrafo com coleta de biópsia, dois aparelhos de raio-X com sistema digital, sendo um adquirido com recursos liberados pelo ex-deputado Nilton Capixaba e outro pelo ex-deputado e atual prefeito Adailton Fúria.

Leia Também:  Presidente Alex Redano prestigia entrega de veículos para as Apaes de Rondônia

De acordo com o parlamentar, a partir da instalação desses modernos aparelhos a Secretaria de Estado da Saúde poderá estabelecer uma agenda de atendimento aos pacientes que estão há anos necessitando de exames. O parlamentar destacou a necessidade urgente de zerar a fila dos exames de mamografia. Cirone lembrou que o diagnóstico precoce possibilita que as chances de cura sejam muito maiores para a paciente, chegando a 95%. “Estamos falando de uma ação importante para salvar vidas das mulheres que recebem o diagnóstico e devem iniciar o tratamento, o quanto mais cedo possível,” alertou.

Especialistas da saúde indicam que a incidência do câncer de mama tende a crescer progressivamente a partir dos 40 anos, na mesma proporção crescem também a mortalidade por essa doença, que deverá registrar mais de 60 mil casos novos, em 2021. Na avaliação do deputado Cirone, considerando que no último ano, a rede pública de saúde ficou superlotada, em razão da pandemia da Covid-19, o atendimento rotineiro a saúde da população ficou gravemente comprometido. “Por isso, nesse momento em que temos os casos de Covid reduzidos, é imperativo que o secretário Fernando Máximo coloque todos os esforços da Sesau para atender essa população que espera há quase dois anos, por esse momento,” registrou.

Leia Também:  Jean Oliveira participa do lançamento do Projeto de Formação Continuada aos profissionais da Educação em Nova Mamoré

Cirone Deiró destacou ainda que é louvável a retomada dos exames de mamografia para as mulheres no mês de Outubro Rosa, mas que espera que a partir de agora, os serviços sejam retomados de forma regular. “Temos um longo caminho a ser percorrido para normalizar na rede pública de saúde o atendimento à população. Estou confiante no compromisso que o secretário Fernando Máximo assumiu de trabalhar para solucionar os problemas que afetam o atendimento à população. E a realização dos exames preventivos para as mulheres estão entre essas prioridades,” concluiu.

Texto: Edna Okabayashi-ALE/RO

Foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Virou lei o projeto do deputado Eyder Brasil que proíbe linguagem neutra nas escolas de Rondônia

Publicados

em


Rondônia agora tem a lei nº 5.123 que trata da proibição do uso da linguagem neutra nas escolas públicas e privadas do Estado, fruto do projeto de Lei nº 948, de autoria do Deputado Estadual Eyder Brasil (PSL).

A linguagem neutra seria a utilização de outras vogais, consoantes, símbolos que não identifiquem o gênero masculino ou feminino nas palavras.

A nova lei sancionada recentemente pelo governo do Estado de Rondônia, garante aos estudantes rondonienses o direito ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta e legal de ensino estabelecida com base nas orientações nacionais de educação.

“A aprovação da lei evita qualquer interferência ou manifestação ideológica no uso da língua padrão, a qual continuará sendo respeitada em todos os seus níveis. A manutenção da educação de qualidade para todos os nossos alunos é uma conquista que nos deixa muito contente e realizado”, afirmou o parlamentar.

De acordo com a lei fica proibido o uso da linguagem neutra na grade curricular e nos materiais didáticos de instituições de ensino públicas ou privadas, assim como em editais de concursos públicos.

Ainda segundo a lei, em seu artigo.4º a violação do direito do estudante, estabelecido no Artigo 1°, acarretará em sanções às instituições de ensino e aos profissionais de educação que ministrarem conteúdos adversos aos alunos, prejudicando diretamente seu aprendizado à língua portuguesa sob a perspectiva da norma culta.

“O nosso foco é empreender todos os meios necessários para a valorização da Língua Portuguesa culta em suas políticas educacionais que defendem os estudantes de qualquer aprendizado que confronte as normas legais de ensino”, enfatizou Eyder Brasil.

Texto: Assessoria

Leia Também:  Luizinho Goebel destaca 21ª Expomédici

Foto: Thyago Lorentz – ALE/RO


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA