PORTO VELHO

Política

Nota de pesar pelo falecimento do apóstolo Silvio Viola

Política


Hoje (07) começamos a noite com uma notícia muito triste, perdemos mais um grande amigo, Silvio Viola, faleceu aos 70 anos de idade, estava internado na UTI e é mais uma vítima da Covid-19.

Pastor fundador da Igreja Missão Kadosh de Ariquemes, Apóstolo Sílvio Viola foi um dos grandes evangelistas de Rondônia, também foi fundador do Centro de Recuperação Kadosh, que em seus mais de 23 anos em atividade restaurou milhares de pessoas, tornando-se referência no tratamento de dependentes químicos. Silvio também era proprietário da Lanchonete Viola, um ponto de parada tradicional na BR-364, cerca de 20 quilômetros de Ariquemes.

Meu amigo desde a adolescência na cidade gaúcha de Barão de Cotegipe, de onde viemos para Rondônia no ano de 1977.

Pai do vereador Tiago Viola, Silvio deixa um grande legado como exemplo de homem de Deus e de família, sua marca vai ficar eternizada em nossas mentes e em suas obras, assim, temos a certeza que cumpriu o propósito dado por Deus, e isso fortalece os amigos e familiares para suportar este momento de tão grande dor.

Adelino Follador

Deputado estadual – DEM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Câmara aprova projeto de lei que aumenta validade da CNH
Propaganda

Política

Projeto de Lei sobre pobreza menstrual em Rondônia é pauta entre Dep. Jair Montes e Associação Filhas do Boto Nunca Mais

Publicados

em


A falta do acesso básico à higiene e condição financeira para comprar absorventes entre mulheres e principalmente adolescentes que menstruam de acordo com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) afeta no mundo uma em cada dez meninas que deixam de ir à escola quando estão menstruadas e no Brasil estima-se que sejam uma em cada quatro. 

A pobreza menstrual foi a pauta da reunião solicitada pela presidente da “Associação Filhas do Boto Nunca Mais” Anne Cleyanne Alves, Ana Lopes conselheira fiscal, e a jornalista Raiane Trajano com o deputado estadual Jair Montes (Avante). 

 O objetivo é criar um Projeto de Lei que acolha, humanize, conscientize e garanta o direito a todas as mulheres e adolescentes em vulnerabilidade, privação de liberdade e institucionalizadas. 

O parlamentar lembrou que esse tema precisa de visibilidade pois demonstra todo o fenômeno de discrepância social, racial e de renda da população e junto com sua equipe já está tomando a iniciativa para o projeto, segundo a justificativa, para garantir dignidade às adolescentes e mulheres. 

A presidente da Associação informou que hoje cerca de 30 a 40 mulheres procuraram o local para receber o KIT higiene que contém o absorvente, mas que a demanda é muito maior.  

“A pobreza menstrual é uma a situação de precariedade que leva a consequências como ausências recorrentes na escola. Muitas mulheres chegam a usar jornal, papelão e miolo de pão no lugar de absorvente e isso pode causar graves consequências a saúde. ”

Leia Também:  Retorno da vigilância armada nas escolas é debatido em audiência pública na Assembleia Legislativa

Texto e foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA