PORTO VELHO

Política

Presidente Alex Redano defende produtores de leite, que amargam prejuízos com os baixos preços

Política

 

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), se manifestou em defesa dos produtores de leite de Rondônia, que mais uma vez amargam prejuízos com os baixos preços do produto, gerando uma crise em toda a cadeia produtiva do leite, com reflexos na economia dos municípios, especialmente os que têm na renda gerada pelo leite uma das principais fontes de receita.

“Produtores estão sofrendo com o alto custo de produção e o baixo preço que recebem pelo litro de leite entregue aos laticínios. Essa é uma situação, infelizmente, que se arrasta há anos, com seguidos altos e baixos e que nunca há uma solução que, pelo menos reduza os prejuízos e garantam alguma segurança econômica ao produtor de leite”, destacou Redano.

Para o deputado, “é sabido que a economia de muitos municípios depende do leite. Nos últimos dias, muitos produtores têm nos procurado e relatado as dificuldades e os prejuízos que enfrentam no dia a dia. Ao meu ver, a cadeia do leite é ainda muito desigual, com o produtor trabalhando muito e recebendo pouco e ainda sofrendo com a venda do leite sem saber o preço que irá receber, entre tantos outros problemas”.

Leia Também:  Presidente Laerte Gomes diz que Governo retirou projeto que perdoava mais de R$ 6 bilhões de dívidas, mas apresentou outro

O presidente disse que os deputados estaduais estão mobilizados, e que nesta semana deverão se reunir para tratar da questão do leite. “É uma preocupação dos parlamentares, pois é do setor produtivo que vem a nossa força econômica. Vamos propor ações imediatas que possam ajudar a diminuir os prejuízos dos produtores de leite em Rondônia. Hoje, se paga a metade do valor no preço do litro de leite, uma vergonha!”, completou.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Virou lei o projeto do deputado Eyder Brasil que proíbe linguagem neutra nas escolas de Rondônia

Publicados

em


Rondônia agora tem a lei nº 5.123 que trata da proibição do uso da linguagem neutra nas escolas públicas e privadas do Estado, fruto do projeto de Lei nº 948, de autoria do Deputado Estadual Eyder Brasil (PSL).

A linguagem neutra seria a utilização de outras vogais, consoantes, símbolos que não identifiquem o gênero masculino ou feminino nas palavras.

A nova lei sancionada recentemente pelo governo do Estado de Rondônia, garante aos estudantes rondonienses o direito ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta e legal de ensino estabelecida com base nas orientações nacionais de educação.

“A aprovação da lei evita qualquer interferência ou manifestação ideológica no uso da língua padrão, a qual continuará sendo respeitada em todos os seus níveis. A manutenção da educação de qualidade para todos os nossos alunos é uma conquista que nos deixa muito contente e realizado”, afirmou o parlamentar.

De acordo com a lei fica proibido o uso da linguagem neutra na grade curricular e nos materiais didáticos de instituições de ensino públicas ou privadas, assim como em editais de concursos públicos.

Ainda segundo a lei, em seu artigo.4º a violação do direito do estudante, estabelecido no Artigo 1°, acarretará em sanções às instituições de ensino e aos profissionais de educação que ministrarem conteúdos adversos aos alunos, prejudicando diretamente seu aprendizado à língua portuguesa sob a perspectiva da norma culta.

“O nosso foco é empreender todos os meios necessários para a valorização da Língua Portuguesa culta em suas políticas educacionais que defendem os estudantes de qualquer aprendizado que confronte as normas legais de ensino”, enfatizou Eyder Brasil.

Texto: Assessoria

Leia Também:  Migrantinópolis receberá recurso destinado pelo deputado Ismael Crispin para construção de praça

Foto: Thyago Lorentz – ALE/RO


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA