PORTO VELHO

Política

Presidente da Assembleia Legislativa discute implantação do Sistema Renalegis com a Fecomércio

Política


O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), se reuniu na tarde desta quarta-feira (09) com o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Raniery Araujo Coelho, e com o especialista técnico da Divisão de Relações Institucionais da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Felipe Oliveira.

Na pauta, a discussão da implantação do Sistema Renalegis (Rede Nacional de Assessorias Legislativas), ferramenta que foi desenvolvida pelo CNC para monitorar a tramitação de projetos de interesse do comércio, que possibilita informações importantes para a atuação dos parlamentares, na apreciação dessas matérias.

Alex Redano disse que é uma inovação importante e que o setor comercial é muito importante para a economia de Rondônia, gerando emprego, renda e oportunidades de negócios. “Matérias que tratem do fortalecimento do comércio local, sempre terão o nosso apoio. Com essa ferramenta Renalegis vai ser possível ter uma discussão mais aprofundadas de projetos em tramitação na Casa, que tratem do setor”, acrescentou.

Raniery Coelho destacou que essa proximidade com a Assembleia será benéfica para a classe empresarial e população. “Nosso objetivo é fortalecer ainda mais a parceria com essa Casa, contribuindo com nossos empresários e toda a sociedade rondoniense”, pontuou.

Leia Também:  Dr. Neidson trata sobre reimplantação do Hemocentro de Guajará-Mirim

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Projeto de Lei sobre pobreza menstrual em Rondônia é pauta entre Dep. Jair Montes e Associação Filhas do Boto Nunca Mais

Publicados

em


A falta do acesso básico à higiene e condição financeira para comprar absorventes entre mulheres e principalmente adolescentes que menstruam de acordo com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) afeta no mundo uma em cada dez meninas que deixam de ir à escola quando estão menstruadas e no Brasil estima-se que sejam uma em cada quatro. 

A pobreza menstrual foi a pauta da reunião solicitada pela presidente da “Associação Filhas do Boto Nunca Mais” Anne Cleyanne Alves, Ana Lopes conselheira fiscal, e a jornalista Raiane Trajano com o deputado estadual Jair Montes (Avante). 

 O objetivo é criar um Projeto de Lei que acolha, humanize, conscientize e garanta o direito a todas as mulheres e adolescentes em vulnerabilidade, privação de liberdade e institucionalizadas. 

O parlamentar lembrou que esse tema precisa de visibilidade pois demonstra todo o fenômeno de discrepância social, racial e de renda da população e junto com sua equipe já está tomando a iniciativa para o projeto, segundo a justificativa, para garantir dignidade às adolescentes e mulheres. 

A presidente da Associação informou que hoje cerca de 30 a 40 mulheres procuraram o local para receber o KIT higiene que contém o absorvente, mas que a demanda é muito maior.  

“A pobreza menstrual é uma a situação de precariedade que leva a consequências como ausências recorrentes na escola. Muitas mulheres chegam a usar jornal, papelão e miolo de pão no lugar de absorvente e isso pode causar graves consequências a saúde. ”

Leia Também:  Maurão comemora decisão da presidente do STF em manter policiais do ex-território na folha da União

Texto e foto: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA