PORTO VELHO

Política

Presidente Laerte Gomes se reúne com cúpula da Polícia Civil para discutir melhorias à categoria

Política


Diretoria da instituição afirmou que salário da instituição em Rondônia está entre os piores do Brasil

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), na manhã desta quarta-feira (4) recebeu a cúpula da Polícia Civil de Rondônia (PC-RO) para discutir ações que venham atender as dificuldades relatadas pelos diretores da instituição.

A reunião aconteceu no gabinete da presidência e contou com a presença de vários deputados.

A diretoria expôs a real situação da Polícia Civil, questões relacionadas à estrutura da entidade, além de demonstrarem, com números, que nos últimos cinco anos, economizaram para o Estado mais de R$ 20 milhões, no entanto, estão com uma defasem salarial que já se estende por mais de dez anos, recebendo hoje, segundo eles, um dos piores salários do Brasil.

O delegado-geral da Polícia Civil, Samir Fouad Abboud, enfatizou que antes, “nossa luta era para crescer, hoje estamos fazendo de tudo para não diminuir”, citou.

Os parlamentares ainda ouviram a delegada-geral adjunta, Alessandra Marcela Paraguassu, a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), Rosilei de Lima, o gerente de Administração e Finanças (GAF/PC), Anderson Fernandes Melo e a assessora técnica da Diretoria Geral da PC-RO, Joyce Moreira.

Após ouvir todos os problemas enfrentados pela classe que compõe a Segurança Pública de Rondônia, o presidente Laerte Gomes, com o apoio dos demais deputados, reafirmou o compromisso da Assembleia Legislativa com a categoria e reforçou que isso seria honrado.

“A nossa Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, é responsável pela execução da política de segurança pública no âmbito do Estado, reunindo sob seu comando único, a Polícia Civil, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar. Sendo assim, esperamos que o Governo, caso venha encaminhar para a Assembleia, qualquer projeto referente à realinhamento salarial nessa esfera, que isso atenda toda a segurança pública, ponderou o presidente Laerte Gomes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  SONOLÊNCIA NA SEMOSP: Radialista questiona se secretário estava dormindo e ao vivo ele diz que “se eu dormi foi com sua mãe”
Propaganda

Política

Encerrada oficina sobre Novo Acordo Ortográfico a servidores da ALE

Publicados

em


Durante três dias assessores dos gabinetes dos deputados da Assembleia Legislativa (ALE), estiveram envolvidos com a oficina sobre “Novo Acordo Ortográfico”. A disciplina é parte da iniciativa da Escola do Legislativo (EL) e tem como finalidade aperfeiçoar o atendimento a deputados e ao público em geral.  

A oficina teve 9 horas/aula de duração e foi aplicada durante três dias seguidos (de terça-feira a quinta-feira) das 9 horas às 12 horas. Participaram dois assessores de cada gabinete dos parlamentares.  

O representante pedagógico da EL orientou sobre os trabalhos de aperfeiçoamento e especialização dos servidores da ALE, seguindo orientação do presidente Alex Redano (Republicanos), que “está sempre disposto a apoiar as iniciativas da escola, que trabalha constantemente na qualificação profissional dos servidores”, argumenta o diretor-geral, Fábio Ribeiro.  

A escola tem inúmeros cursos e oficinas, que são aplicados com regularidade na qualificação do servidor público, trabalho que está sendo prejudicado pela pandemia, que preocupa e assusta o planeta. Segundo Fábio Ribeiro, a prioridade da escola é aprimorar o servidor público da Casa de Leis, “mas os cursos e oficinas também são abertos às câmaras de vereadores, prefeituras e aos demais órgãos públicos federais, estaduais e municipais e as vagas remanescentes abertas à comunidade”.  

Todos os concluintes receberão certificados.  

Leia Também:  Acir critica criação de nova taxa para empréstimos no BNDES

Texto e foto: Assessoria de imprensa da Escola do Legislativo-ALE/RO 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA