PORTO VELHO

Porto Velho

DR HILDON NÃO NEGOCIA PERSEGUE E ASSEDIA PROFESSORES QUEM PAGA SÃO OS ALUNOS E TOME GREVE

Porto Velho

Os trabalhadores em educação do município de Porto Velho decidiram entrar em greve a partir de hoje quinta-feira, dia 14/09. A decisão foi tomada pela categoria em assembleia realizada no dia 06/09, após mais uma tentativa infrutífera de negociação com a prefeitura.

Os trabalhadores não aceitam a retirada do quinquênio, reclamam das dificuldades enfrentadas para a devolução de valores descontados irregularmente pelo IPAM e, principalmente, das dificuldades de diálogo com a prefeitura visando à discussão da pauta de reivindicações de 2017.

Uma das prioridades durante a campanha eleitoral do atual prefeito, a educação hoje passa por uma grave crise, com a falta de condições de trabalho, salários defasados, falta de pessoal, falta de estrutura nas escolas e até de material de trabalho.

A deliberação sobre o início da greve havia sido adiada, pois a categoria ainda esperava ter um diálogo com o prefeito Hildon Chaves, o que não aconteceu.

Desde o início de seu mandato, o prefeito vem se esquivando dos problemas da educação e evitando participar de reuniões com os representantes da categoria.

Leia Também:  Governo atualiza plano de retomada gradual de visitas sociais em estabelecimentos penais em Rondõnia

O último encontro foi com o secretário Chefe de Gabinete, Luiz Fernando Martins, no dia 05/09, quando ele apresentou a proposta do prefeito para a educação: aumento de 1,17% de setembro 2017 a maio de 2018 + 1,17% de maio a setembro de 2018 + 1,17% de setembro de 2018 a maio de 2019. Nenhum aumento no auxílio alimentação, nenhuma possibilidade de criação de alguma gratificação e não revogação da lei municipal que acaba com o quinquênio.

A proposta foi rejeitada em assembleia pelos profissionais da educação, que se sentem pressionados pela administração municipal com alguns casos de denúncias de perseguição e assédio moral.

Durante a mobilização para a greve os trabalhadores em educação estão destacando as principais promessas de campanha de Hildon Chaves, como o corte de 40% dos cargos comissionados, a discussão com a categoria para a escolha do secretário da Educação e a valorização da categoria.

Para o início da greve, o Sintero convoca todos os trabalhadores em educação municipais para concentração nesta quinta-feira, dia 14/09, às 8 horas da manhã, na Sede Administrativa do Sintero, para discussão das estratégias do movimento.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

GENEROSIDADE – Campanha Vacina Contra a Fome continua com a arrecadação de alimentos em Porto Velho

Publicados

em


Quem for se vacinar, pode contribuir voluntariamente com alimentos para quem precisa

Doação pode ser feita no ponto de vacinaçãoSe receber a dose da vacina contra a Covid-19 significa esperança, doar um quilo de alimento não perecível para ajudar quem tanto precisa, ainda mais neste cenário de pandemia, é um gesto de amor e generosidade ao próximo.

Em Porto Velho, quem deseja contribuir com a campanha Vacina Contra a Fome, pode fazer a doação em um dos pontos de vacinação. Neste final de semana, as doações podem ser feitas na Faculdade São Lucas, Campus I; Centro Universitário Fimca; Faculdade Uniron, Campus I, e na sede da Prefeitura de Porto Velho, conforme cronograma ao final.

A ideia é sensibilizar a população quanto à doação de alimentos não perecíveis a quem mais precisa neste momento crítico ajudando na ação de combate à fome.

“A doação não é obrigatória, é uma ação que estamos fazendo, pois neste momento há muitas pessoas necessitadas e passando fome”, lembra a primeira-dama, Ieda Chaves, que é uma das coordenadoras do movimento no âmbito do município.

Leia Também:  Desembargador Waltenberg comunica ao Pleno Administrativo pedido de aposentadoria

Nos locais de vacinação, a população vai encontrar pontos de coleta de alimentos devidamente identificados e sem a necessidade de contato físico com outras pessoas, reduzindo assim a possibilidade de contágio pelo vírus.

Os alimentos arrecadados, serão transformados em cestas básicas, que serão destinadas às famílias já cadastradas junto à Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), que fazem parte dos grupos socialmente vulneráveis e que enfrentam algum grau de insegurança alimentar.

CONFIRA O CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO DOS PRÓXIMOS DIAS:

Texto: SMC
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA