PORTO VELHO

Porto Velho

IMUNIZAÇÃO – Adesão infantil à vacina contra a covid-19 segue baixa na capital

Porto Velho

Crianças a partir de 3 anos já podem ser vacinadas contra a covid-19 seguindo recomendações do Ministério da Saúde

Taxa de imunização do público infantil segue preocupante na capital Com mais de 950 mil doses de vacina contra a covid-19 aplicadas em Porto Velho, a Prefeitura reforça o pedido de comparecimento da população aos pontos de vacinação. O apelo é intensificado ao público infantil que segue com uma taxa de adesão preocupante.

De acordo com os dados do Vacinômetro do município, até o momento, apenas 43,2% das crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose em Porto Velho. O percentual é menor para a segunda aplicação com apenas 19,5% do público total, que é de mais de 50 mil crianças.

No último mês, o grupo etário de 3 e 4 anos foi autorizado pelo Ministério da Saúde (MS) a receber o imunizante contra a doença.

“A procura do público de 5 a 11 anos já estava baixa e agora a das crianças de 3 e 4 anos está mais baixa ainda. A Semusa está sempre buscando estratégias de imunização e aumento da cobertura vacinal, pois a redução significativa nos casos graves da doença está relacionada com a oferta de vacina”, explica Marina Martellet, enfermeira da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Leia Também:  DER executa patrolamento e encascalhamento na RO-135 entre os distritos de Vila Marcão e Izidrolândia

Atualmente, a vacinação segue disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no ponto de aplicação do Porto Velho Shopping. Para a vacinação infantil é obrigatória a presença dos pais ou responsáveis.

As informações completas sobre horário e locais para vacinação podem ser consultadas aqui.

Texto: Renata Beccária
Foto: Saul Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Fonte: Prefeitura de Porto Velho – RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

DIA DOS PAIS – Ajudante de loja transforma hobby em principal fonte de renda para sustentar a família

Publicados

em

Júnior Wood é participante do Giro Empreendedor

De ajudante de loja a marceneiro e expositor no Giro Empreendedor. O que era hobby para Raimundo da Silva Fabrício Júnior, o “Júnior Wood”, acabou se tornando profissão e sua principal fonte de renda para sustentar a esposa e dois filhos pequenos, moradores do bairro Nova Floresta, zona Sul da capital.

Nascido e criado em Porto Velho, Júnior e os irmãos ficaram órfãos de pai quando ele tinha apenas 10 anos de idade. A partir de então, a mãe os criou como chefe do lar.

Júnior Wood encontrou no hobby uma fonte de geração de renda Ajudando a mãe em uma loja de variedades, Júnior começou a gostar de marcenaria pela necessidade de fazer uma prateleira ou algum outro móvel para o comércio. “Foi assim que surgiu a paixão pela marcenaria, que foi virando hobby e se transformou em profissão no período da pandemia, quando eu casei. Então, decidi transformar o hobby em profissão”, disse.

TRABALHOS

Em apenas dois anos de atividades, Júnior comprou maquinários e ferramentas para a produção de pequenos móveis e peças decorativas, todos em madeira e MDF. O negócio se expandiu tão rápido que, atualmente, ele expõe seus produtos em vários eventos, sendo um deles o Giro Empreendedor, promovido pela Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur).

Leia Também:  Novo trecho da BR-319 passará por obras de pavimentação e recuperação

“Faço pequenas mobílias, pequenos objetos que eu consigo transportar com facilidade. Eu faço tudo aquilo que cabe no meu carro para eu deixar para os clientes, e também foquei na parte de decoração”, comentou, acrescentando que já está de olho em outros nichos, como produtos para pet e brinquedos para crianças, este último inspirado nos próprios filhos.

Empreededor deixa mensagem importante para o Dia dos Pais Sua matéria prima principal é a madeira pinus, mesclando com MDF, que possibilita a criação de diversos móveis e peças decorativas para sala, quarto e cozinha, entre outros ambientes. Além disso, por se tratar de uma madeira de reflorestamento, oriunda do pinheiro, também acaba sendo uma opção sustentável para os negócios.

“Pego a madeira bruta, vou trabalhando e beneficiando até chegar ao resultado final, que são as peças que a gente produz”, explicou.

GIRO EMPREENDEDOR

Com objetivo de consolidar as políticas de fomento e fortalecimento da economia local, o Giro Empreendedor abre oportunidades aos pequenos empreendedores. “Júnior Wood”, por sua vez, não perdeu tempo, se cadastrou, já está participando e gostando do projeto.

Leia Também:  Estudo do IBGE vê grande influência de Porto Velho sobre o Acre

“Giro Empreendedor para mim é uma importante oportunidade de negócios. Não só a venda no dia da feira e da exposição. Quando você está expondo o seu trabalho, você conta com a venda, mas também há infinitas possibilidades de negócios e novas parcerias. Como eu trabalho com marcenaria, tem um grande nicho que são os próprios expositores”, destacou.

MENSAGEM

“Não queira ser o amigo dos seus filhos ou da sua filha, seja um pai que seus filhos possam crescer respeitando essa hierarquia, essa autoridade; autoridade que não é autoritarismo, é autoridade que vem de Deus. Seja isso para o seu filho, seja um pai presente, um pai que se desdobra e que faz tudo para que ele possa crescer bem, para ser um bom cidadão quando estiver na sua fase adulta. Vá semeando virtudes para o seu filho, eu tenho certeza que ficará e não passará”, finalizou.

Texto: Augusto Soares
Foto: Saul Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Fonte: Prefeitura de Porto Velho – RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA