PORTO VELHO

Porto Velho

IMUNIZAÇÃO – Profissionais da educação são vacinados e vivem expectativa de volta às aulas presenciais

Porto Velho


Professores não escondem o desejo de reencontrar os alunos

Profissionais de saúde depositam na vacina a esperança de retornar às aulas presenciais

A dose de esperança chegou aos profissionais da educação de Porto Velho. A Prefeitura da capital começou a vacinar o grupo contra a Covid-19 nesta segunda-feira (7). Inicialmente, estão sendo atendidos os educadores que trabalham com crianças de zero a três anos. Nesta fase devem ser aplicadas 1.200 doses do imunizante AstraZeneca/Oxford.

A professora Mirian Pedraça atua na área há 18 anosA orientação para todas as pessoas que serão vacinadas é fazer o cadastro através do aplicativo SASI para facilitar a triagem e agendamento por parte da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Na hora da vacinação, os profissionais da educação precisam de documento que comprove a função, conforme alerta a gerente de imunização da Semusa, Elizeth Gomes. “Este grupo precisa comprovar a área de atuação, pode ser com o holerite. O atendimento é feito na Uniron – Campus I, no bairro Lagoinha, até às 16h, mesmo que não tenha feito o cadastro no app”, explica.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) criou, desde o início da pandemia, o Comitê de Gestão e Decisão para organizar o retorno das aulas presenciais de forma segura. “Comemoramos o início da vacinação deste grupo, que conta com o trabalho e dedicação de outros profissionais, os da Semusa”, disse Gláucia Negreiros, secretária da Semed.

Leia Também:  ISOLAMENTO SOCIAL: Operação Decreto fiscaliza comércios

Segundo a secretária, a segunda versão do Plano de Retorno às Aulas Presenciais no município foi deliberada em maio, mas o ponto chave para um retorno seguro é a vacinação.

Marinelli Ribeiro de Almeida trabalha com crianças há dois anos

Ela explica que a Prefeitura está acompanhando e apoiando as escolas da rede, proporcionando a execução de todos os protocolos. “A partir do segundo semestre devemos iniciar as aulas de forma híbrida, garantindo o acolhimento de toda rede, a avaliação dos alunos e a recuperação da aprendizagem”, destaca.

EMOÇÃO

Apesar da pandemia de Covid-19, o atendimento às crianças na rede municipal de Educação não parou. Os professores trabalham em ambiente remoto ou com entrega de atividades escolares aos pais dos alunos.

A professora Mirian Pedraça atua na área há 18 anos. É servidora da Escola Municipal Infantil (EMEI) Semente do Araçá. Ela diz que sente falta da aproximação com os alunos e com suas famílias, principalmente quando se trata de crianças muito pequenas. “Vacinados, esperamos em breve voltar às atividades presenciais. O ensino remoto ajudou, mas a Educação Infantil precisa de um atendimento mais próximo, de afeto, de acompanhamento, de atenção e carinho nos anos iniciais”, argumentou.

Leia Também:  PPP para tratamento da água e do esgoto será lançada em março, pela Prefeitura

Professora Juçara Taurino recebeu a imuniuzaçãoCom Marinelli Ribeiro de Almeida, que trabalha com crianças há dois anos na escola de ensino fundamental Francisco Marto, a emoção da volta às aulas começou com a primeira dose da vacina. “Eu estou muito feliz. Quero que as aulas voltem logo. As crianças e nós professores precisamos disso. A vacina é uma vitória para nós”, disse.

Grande também era a expectativa pela imunização dos profissionais que atuam na rede privada de ensino. A professora Juçara Taurino de Souza, que trabalha no Instituto Educacional Alencar Freitas, chegou logo cedo no local de vacinação. Ela contou que a educação básica foi uma das mais atingidas, por atender crianças bem pequenas, cujos pais têm que trabalhar. “Finalmente a nossa vez chegou”, disse muito emocionada a professora.

Texto: Etiene Gonçalves
Foto: Wesley Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

VACINAÇÃO – Prefeitura utiliza drive-thru para imunização de profissionais da educação

Publicados

em


Porto Velho teve mutirão de vacinação contra a Covid-19 em dois pontos da cidade

Prefeito Hildon Chaves acompanhou de perto os trabalhosA vacinação contra a Covid-19 em Porto Velho neste domingo (20) teve dois pontos distinto. Um no Centro Universitário Fimca, no bairro Eldorado, e outro que funcionou com o sistema drive-thru no Prédio do Relógio, no centro da cidade, atendendo um grande contingente de trabalhadores da educação.

O prefeito Hildon Chaves e a secretária Eliana Pasini, da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), acompanharam de perto os trabalhos. O prefeito elogiou a participação dos servidores e voluntários e lembrou sobre a importância de vacinar os profissionais da educação.

“Este é um esforço concentrado do município para a vacinação da população. Na sexta-feira, foram aplicadas 6.200 doses de vacina, e, no sábado, mais 5.200 mil. Dessa maneira conseguimos avançar no calendário de imunização. A Prefeitura de Porto Velho tem capacidade de vacinar de 4 a 5 mil pessoas por dia, já ficou demonstrado. Precisamos apenas da disponibilidade de doses”, destacou o prefeito.

O atendimento se iniciou em ambos os locais às 9h e prosseguiu até às 13h com grande comparecimento de profissionais da educação do ensino fundamental, médio, privado, profissionalizante e ensino superior.

Leia Também:  #PORTOVELHO: Semed conclui obra de ampliação da Escola Pé de Murici

 Elisângela Solis, professora do ensino fundamental

Cerca de 300 pessoas, entre servidores, acadêmicos da área da saúde, e outros, foram mobilizadas no mutirão, que utilizou a vacina Astrazeneca.

A Semusa também destinou mil doses para a vacinação promovida pelo governo estadual, que também aconteceu neste domingo.

ESPERANÇA
Foram muitas as manifestações de felicidade e apoio ao processo de imunização entre professores que vislumbram a possibilidade de retorno das aulas presenciais.

Este foi um dos motivos que fizeram Elisângela Solis, professora do ensino fundamental da rede municipal, chegar tão cedo ao local de vacinação: “Queria ser uma das primeiras. Tenho esperança de que vacinados vamos começar a voltar. Sabemos como está a situação das crianças em casa querendo voltar para a escola, muitas até com crises de ansiedade e sabemos o quanto isso é importante”, disse a professora.

Luana da Costa Piazza destacou a importância da vacinaLuana da Costa Piazza é merendeira da Escola Municipal Jesus de Nazaré. Ela contraiu Covid em março e sabe da importância da imunização neste momento: “A vacina ajuda a reduzir o número de óbitos e os sintomas mais graves. Vai nos ajudar a trabalhar com mais tranquilidade”, enfatizou a servidora.

Leia Também:  ISOLAMENTO SOCIAL: Operação Decreto fiscaliza comércios

REGISTROS

A deputada federal Mariana Carvalho também visitou o drive-thru da Prefeitura. Ela elogiou a ação pela forma organizada e célere. “É um momento de esperança. Eu parabenizo o município de Porto Velho por esse momento. Fico muito feliz em ter participado da Medida Provisória que liberou R$ 2 bilhões para a compra das vacinas”, comemorou a parlamentar.

CALENDÁRIO

Na segunda-feira (21), a vacinação segue para profissionais da educação de todos os níveis, incluindo o ensino profissionalizante. O atendimento será feito na Uniron Campus I, na avenida Mamoré, nº 37, bairro Lagoinha, das 9h às 16h.

Texto: Renata Beccária
Fotos: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA