PORTO VELHO

Porto Velho

PARQUE NATURAL – Museu do Acervo Biológico de Porto Velho é reaberto  

Porto Velho

Espaço passou por revitalização para receber visitantes

Uma cerimônia marcou, na manhã desta quarta-feira (18), a reabertura do Museu do Acervo Biológico de Porto Velho, no Parque Natural Raimundo Paraguassu, popularmente conhecido como Parque Ecológico. O local dispõe de peças integrantes da fauna, flora, minerais e fósseis da região amazônica.

Prefeito prestigiou reabertura do museuO Museu do Acervo Biológico, que recebeu o nome de Ronaldo Pereira Araújo, é de responsabilidade da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema).

O ambiente passou por revitalização nos últimos 90 dias. Para o prefeito Hildon Chaves, este novo momento proporciona aos moradores da cidade e aos visitantes mais cultura e educação. “Temos aqui uma atividade efetiva para apresentar um pouco da biodiversidade da Amazônia. Vamos poder receber mais pessoas e, principalmente, com mais qualidade, além de proporcionar esse ambiente da preservação ambiental como um todo”, disse.

Hildon Chaves observou, ainda, que o espaço é um lugar apropriado para receber as famílias. “Estamos fazendo um trabalho intenso para que esse parque se junte às novas atrações da cidade, afinal, contribui muito para o fomento da indústria do turismo local”, complementou.

MELHORIAS DOS ESPAÇOS PÚBLICOS

A revitalização do piso é uma das melhorias, além da pintura da fachada. Alexandro Pincer, titular da Sema, falou do empenho da Prefeitura na revitalização de espaços públicos para a recepção de turistas, estudantes, pesquisadores e da própria população. A obra ocorreu com recursos de compensação ambiental.

Leia Também:  #FAZENDA: Prefeito sanciona lei que autoriza contribuinte pagar dívidas, ao Município, com precatórios

Thaiza Campestrini visitou o museu e destacou riqueza da fauna amazônica“A administração tem essa preocupação e tem deixado esses locais aptos a receber a população. Por aqui, é possível agregar a questão do ecoturismo num mesmo espaço e conseguir apresentar as questões relativas às espécies do nosso bioma, que é muito rico, como também proporcionar um laboratório de educação ambiental”, contribuiu.

TURISMO ECOLÓGICO

Somente em 2021, mais de 33 mil pessoas passaram pelo local, quando foi reaberto após a suspensão das atividades presenciais por conta da covid-19. Hoje, entre os visitantes esteve a Thaiza Campestrini, que é empresária em Curitiba (PR) e fez uma caminhada de mais de seis quilômetros em direção ao Parque.

“Foi uma grata surpresa. Vimos diversas espécies da Amazônia como, por exemplo, os peixes, tartarugas e cobras, bem conservados e identificados, que não estamos acostumados a ver em qualquer lugar”, observou a turista.

HOMENAGEM

Nalva Maria Pereira de Azevedo é irmã do falecido agente de educação ambiental, Ronaldo Pereira Araújo, que morreu vítima de covid-19, em 2021. Ela relatou a paixão do homenageado pela natureza e esportes radicais.

Local concentra mais de 150 itens para exposição e estudo “Esse lugar era a vida dele. Tudo isso é a sua cara. Hoje, receber essa homenagem para nós, é motivo de muita alegria por saber que ele foi lembrado com tanto carinho, pelas pessoas reconheceram o trabalho que ele fez em vida”, disse emocionada.

Leia Também:  Estados e Municípios tem até julho de 2020 para se adaptarem à reforma da Previdência

O MUSEU E SERVIÇO

O Museu do Acervo Biológico conta com mais de 150 itens. Em sua maioria são espécies da fauna amazônica em taxidermia e outros em forma úmida (conservado em álcool 70 e/ou formol).

O horário de funcionamento do museu é de terça-feira a domingo, das 8h às 12h e das 14h às 17h. A entrada é gratuita. A visitação individual pode acontecer a qualquer hora dentro do horário de funcionamento. Já para a visitação coletiva (grupos) é necessário agendamento prévio.

REGISTROS

O evento contou com a participação do vice-prefeito, Maurício Carvalho, dos secretários municipais de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), Edemir Monteiro Brasil Neto, de Assistência Social e da Família (Semasf), Claudi Rocha, da Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), Glayce Bezerra, do adjunto da pasta de Planejamento, Orçamento e Gestão, José Cantídio, do presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho (Emdur), Gustavo Beltrame, além dos vereadores Carlos Damasceno e Everaldo Fogaça.

Texto: Etiene Gonçalves
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

MELHORIA – Investimento em tecnologia traz mais celeridade aos processos do município

Publicados

em

Programas estão sendo implantados em diversas secretarias

Investimento busca dar ainda mais transparência aos processos do municípioUm amplo investimento em tecnologia tem trazido ainda mais transparência aos processos da Prefeitura de Porto Velho. Com mais de R$ 30 milhões investidos, o município busca otimizar esse sistema e continuar a prestar um serviço de qualidade à população.

“Esse valor é distribuído em várias melhorias, entre elas a aquisição de servidores, mais de 90 quilômetros de implantação de fibra ótica e a implantação do sistema e-TCDF, incluindo a capacitação de servidores, entre várias outras melhorias que seguem sendo aplicadas”, explica Saulo Nascimento, titular da Superintendência Municipal de Tecnologia da Informação (SMTI).

e-TCDF

O e-TCDF é um sistema que dá mais celeridade, segurança e autenticidade aos processos eletrônicos que são feitos dentro das secretarias. Ele é uma parceria, desde 2019, entre a Prefeitura de Porto Velho e o Tribunal de Contas do Distrito Federal, responsável pelo desenvolvimento e segurança do sistema.

Saulo Nascimento, superintendente da SMTI “Ele começou a ser implantado em 2021 através da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), que hoje está com cerca de 98% dos processos já inseridos no programa e segue em expansão para as demais. Atualmente, já são atendidas a Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric), entre outras”, explica o superintendente.

Leia Também:  MANUTENÇÃO - Unidade de Saúde Agenor de Carvalho suspende serviços na tarde de terça-feira (10)

TRANSPARÊNCIA

Para a população, um dos benefícios desta implantação é poder acompanhar os processos de interesse comum. “Não apenas ligado à transparência, o e-TCDF está linkado ao sistema de licenciamento unificado que são, por exemplo, licenciamentos ambientais, de obras, de trânsito; é acompanhar o que a prefeitura está fazendo”, comenta Saulo.

Mais de 30 analistas foram treinados para implantar e utilizar o novo sistema. O treinamento segue sendo feito para servidores de diversas secretarias. O objetivo é concluir o treinamento e a implantação do sistema em 2023.

Texto: Larissa Vieira
Foto: Felipe Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Fonte: Prefeitura de Porto Velho – RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA