PORTO VELHO

Porto Velho

PARTICIPAÇÃO – Reunião do Conselho de Assistência Social será realizada na zona Leste de Porto Velho

Porto Velho

Conselho é espaço de contribuição da sociedade civil para as políticas de assistência social

Descentralização busca facilitar a participação da comunidade A reunião do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) do mês de agosto será realizada na próxima terça-feira (9) de forma descentralizada. O evento faz parte de uma programação anual e vai acontecer, pela primeira vez, na sede da Associação Beneficente Clube de Mães, Idosos e Crianças do Bairro Esperança da Comunidade (ASBEMIC), na zona Leste.

O objetivo da reunião é aproximar a comunidade das políticas públicas de assistência social, fortalecendo a participação do usuário e dos trabalhadores que realizam esse tipo de ação no âmbito do município de Porto Velho. A descentralização da reunião tem o intuito de facilitar a participação da sociedade civil.

A reunião ordinária acontece na segunda terça-feira de cada mês, a partir das 9h, com a participação da equipe do CMAS, conselheiros e as lideranças comunitárias convidadas. A Associação Beneficente Clube de Mães, Idosos e Crianças do Bairro Esperança da Comunidade (ASBEMIC) fica localizada na avenida Mamoré, 4968, bairro Esperança da Comunidade.

Leia Também:  INFRAESTRUTURA - Pavimentação da avenida Rio de Janeiro é concluída

CMAS

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) foi reestruturado pela Lei Complementar nº 413, de 30 de março de 2011, como órgão permanente, paritário, deliberativo, fiscalizador e normativo, no âmbito do Município de Porto Velho e vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf).

Texto: Beatriz Galvão
Foto: Semasf

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Fonte: Prefeitura de Porto Velho – RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

DIA DOS PAIS – Ajudante de loja transforma hobby em principal fonte de renda para sustentar a família

Publicados

em

Júnior Wood é participante do Giro Empreendedor

De ajudante de loja a marceneiro e expositor no Giro Empreendedor. O que era hobby para Raimundo da Silva Fabrício Júnior, o “Júnior Wood”, acabou se tornando profissão e sua principal fonte de renda para sustentar a esposa e dois filhos pequenos, moradores do bairro Nova Floresta, zona Sul da capital.

Nascido e criado em Porto Velho, Júnior e os irmãos ficaram órfãos de pai quando ele tinha apenas 10 anos de idade. A partir de então, a mãe os criou como chefe do lar.

Júnior Wood encontrou no hobby uma fonte de geração de renda Ajudando a mãe em uma loja de variedades, Júnior começou a gostar de marcenaria pela necessidade de fazer uma prateleira ou algum outro móvel para o comércio. “Foi assim que surgiu a paixão pela marcenaria, que foi virando hobby e se transformou em profissão no período da pandemia, quando eu casei. Então, decidi transformar o hobby em profissão”, disse.

TRABALHOS

Em apenas dois anos de atividades, Júnior comprou maquinários e ferramentas para a produção de pequenos móveis e peças decorativas, todos em madeira e MDF. O negócio se expandiu tão rápido que, atualmente, ele expõe seus produtos em vários eventos, sendo um deles o Giro Empreendedor, promovido pela Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur).

Leia Também:  SERVIÇO - Porto Velho aprova a criação do Sistema Municipal de Saneamento Básico

“Faço pequenas mobílias, pequenos objetos que eu consigo transportar com facilidade. Eu faço tudo aquilo que cabe no meu carro para eu deixar para os clientes, e também foquei na parte de decoração”, comentou, acrescentando que já está de olho em outros nichos, como produtos para pet e brinquedos para crianças, este último inspirado nos próprios filhos.

Empreededor deixa mensagem importante para o Dia dos Pais Sua matéria prima principal é a madeira pinus, mesclando com MDF, que possibilita a criação de diversos móveis e peças decorativas para sala, quarto e cozinha, entre outros ambientes. Além disso, por se tratar de uma madeira de reflorestamento, oriunda do pinheiro, também acaba sendo uma opção sustentável para os negócios.

“Pego a madeira bruta, vou trabalhando e beneficiando até chegar ao resultado final, que são as peças que a gente produz”, explicou.

GIRO EMPREENDEDOR

Com objetivo de consolidar as políticas de fomento e fortalecimento da economia local, o Giro Empreendedor abre oportunidades aos pequenos empreendedores. “Júnior Wood”, por sua vez, não perdeu tempo, se cadastrou, já está participando e gostando do projeto.

Leia Também:  TRÂNSITO - Porto Velho dispõe de mais um canal de comunicação para serviços de transporte público e sinalização

“Giro Empreendedor para mim é uma importante oportunidade de negócios. Não só a venda no dia da feira e da exposição. Quando você está expondo o seu trabalho, você conta com a venda, mas também há infinitas possibilidades de negócios e novas parcerias. Como eu trabalho com marcenaria, tem um grande nicho que são os próprios expositores”, destacou.

MENSAGEM

“Não queira ser o amigo dos seus filhos ou da sua filha, seja um pai que seus filhos possam crescer respeitando essa hierarquia, essa autoridade; autoridade que não é autoritarismo, é autoridade que vem de Deus. Seja isso para o seu filho, seja um pai presente, um pai que se desdobra e que faz tudo para que ele possa crescer bem, para ser um bom cidadão quando estiver na sua fase adulta. Vá semeando virtudes para o seu filho, eu tenho certeza que ficará e não passará”, finalizou.

Texto: Augusto Soares
Foto: Saul Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Fonte: Prefeitura de Porto Velho – RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA