PORTO VELHO

Porto Velho

Porto Velho: Construção de pórticos nas entradas da cidade será iniciada nos próximos dias

Porto Velho

A estrutura dos pórticos foi referenciada na ponte do rio Jacy Paraná, com estrutura metálica do início do século

A construção dos pórticos nas entradas da cidade, sentido Cuiabá e também Rio Branco, devem começar nos próximos dias. A ordem de serviço já foi assinada pela Prefeitura de Porto Velho que vai fiscalizar a execução através da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Serviços Básicos (Semisb).

O projeto avaliado em R$ 643.647,30 será executado com recurso de emenda do ex-senador Ivo Cassol e foi concebido com o objetivo de reproduzir elementos ligados a história da cidade, apresentando a identidade do município aos visitantes.

A estrutura dos pórticos foi referenciada na ponte do rio Jacy Paraná, com estrutura metálica que demonstrava o poder da ciência no início do século. Terá letreiro de informação, base de fixação e reprodução dos trilhos da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, símbolo máximo da colonização e desenvolvimento da capital.

O letreiro será em aço escovado com possibilidade de iluminação interna para facilitar a identificação noturna. O coroamento do pórtico é feito por uma desconstrução da silhueta das caixas d’água, procurando através de curvas dar leveza ao elemento. As cores são baseadas na bandeira de Porto Velho. A previsão de conclusão é de quatro meses

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  #JUSTIÇA: Grávida que pediu demissão não tem direito à estabilidade, diz Justiça do Trabalho
Propaganda

Porto Velho

VACINA – Pessoas com comorbidade serão atendidas por demanda espontânea

Publicados

em


A vacinação acontece das 9h às 16hA Prefeitura de Porto Velho informa que, nesta terça-feira (10) e quarta-feira (11), das 9h às 16h, o público com comorbidades, que deve receber a primeira dose da vacina contra a covid-19, será atendido por demanda espontânea na faculdade Uniron, campus Mamoré, na zona Leste de Porto Velho.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a decisão vem após a baixa procura deste público pelo imunizante.

Serão atendidos o grupo da primeira parte desta etapa:

• Pessoas com Síndrome de Down acima de 18 anos;

• Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) acima de 18 anos;

• Gestantes e puérperas acima de 18 anos;

• Pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

• pessoas com comorbidade de 55 a 59 anos

A pessoa deverá comprovar a doença pré-existente através de exames, receitas, relatório médico, prescrição médica, laudo, cartão do BPC, cartão do hiperdia, entre outros.

Leia Também:  Cleiton Roque agradece parcerias em solenidade de entrega de carteiras de identidade e equipamentos para UBS

Texto: Semusa
Fotos: Saul Ribeiro

​Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA